Terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Frases...

Frases que foram ditas, ao longo dos tempos, e que não ficaram célebres, ao contrário de outras.

 

 Todos sabemos meia dúzia de frases ou expressões que foram ficando plasmadas ao longo dos séculos.

Do grito “Eureka” do Arquimedes quando descobriu que era o Principio que o estava a empurrar para cima enquanto tomava banho, ao “Do cimo destas pirâmides quarenta séculos vos contemplam” do Napoleão Mão-ao-Peito, há milhentas outras. “Só vos prometo sangue, suor e lágrimas”, disse Churchill aos ingleses quando a borrasca se aproximava (é curioso como hoje se continuam a dar as mesmas coisas mesmo sem se prometerem…). “Não me tires o que não me podes dar”, disse o Diógenes quando vivia no tonel e gostava de apanhar banhos de sol.

( Hoje não conheço ninguém, mesmo aqui entre os carapaus, que se importe com esses “pormenor” de devolver o que tirou).

“Mais vale ser rainha uma hora que duquesa toda a vida” ou “Alea jacta est” são só mais dois exemplos, para acabar.

A verdade porém, é que este post não é sobre frases que ficaram célebres, mas sim sobre frases que a história não registou mas que foram ditas (muitas delas foram mesmo reditas).

Vamos, pois, a elas… (às frases é claro, não a outras coisas, por exemplo, navalheiras…)

 

 

Adão (para Eva): - ’’Hau uu in cum in im hein!“ (que remédio, não há outra!).

 

Eva (para Adão, num certo fim de tarde): - “Cau na ka mi nau au au!”  (Essa conversa de que estás cansado por teres andado a lutar com um urso já me cheira a esturro).

 

O sr. P. De Politico (para as massas): - “Blá blá blá, mas blá blá blá porque blá blá blá e assim blá blá blá”.

 

Santo António (para os peixes): - “Vos estis sal terrae”, que quer dizer, tradução livre:” Enquanto não aparecerem as câmaras frigorÍficas vocês vão ser conservados no sal”.

 

Bill Gatos (para o Carapau): - “Tu estás sempre à frente da malta”.

 

Romeu (para Julieta): - “O que queres? Quando chego aqui à varanda já venho estoirado por ter de subir a pulso pela corda!”

(Nota do Carapau: veja-se a semelhança com a frase da Eva… Com os tempos o urso virou corda…)

 

Carapau (para o avô quando muito novo foi pela 1ª vez pastar as cabras para o monte): - “Ma o mé só faz caga nitas ledondinhas”.

 

Cocainómano (a ver O Lisboa-Dakar): - “Ena pá tanto pó!”

 

Maria Antonieta (para o carrasco): - “Tenho o pressentimento que me vais fazer perder a cabeça”.

 

S. Valentim (para a namorada): - “De que cor queres o apito?”

 

D. Pedro I para D. Inês de Castro: - “Estás com um ar muito cadavérico”.

 

A Prima (para o Carapau, um certo dia): -

Ai primo, quero mais."

 

 O meu vizinho (quando pregava um prego na parede da caverna para pendurar o candeeiro a petróleo, e deu uma martelada na barbatana): - “Gaita! F%$/(# )=?$%# C§§@[%/(-P/$”}£M=£$-£…” (disse muitas mais coisas mas o teclado não tem caracteres suficientes para as transmitir…)

 

O Carapau (a falar com as suas escamas, quando resolveu abrir este blog): - “Ainda um dia te vais ver aflito para arranjar conversa para pores aqui…”

 

 

publicado por Carapaucarapau às 22:07
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds