Quinta-feira, 25 de Abril de 2013

Acidentes

 1-     Estava parado num semáforo, à espera que o verde aparecesse (num semáforo que outra coisa podemos esperar?) quando ouvi uma travagem violenta, daquelas que “chiam” por todos os lados, e disse para os meus botões “cheira-me que alguém vai levar uma porrada”. Os botões nem tiveram tempo de responder, pois quem levou a porrada foi o meu carro, ficou com a traseira toda “metida dentro”.

Saí do carro e encarei o “adversário”, que era um motorista de táxi. A cena passa-se num fim de tarde, eu olhei para a cara dele e perguntei: “então que aconteceu?” como se não estivesse à vista o acontecido.

O homem então respondeu-me assim: “vamos já tratar dos papéis para o seguro, chiça que já é a 3ª vez hoje que isto me acontece”.

“É pá, você é um perigo público, ou está feito com as oficinas de reparação?”

Rimo-nos e na despedida eu desejei-lhe que não acabasse o dia sem mais dois ou três acidentes, para ir para o Guiness.

 

2-     Estava com uma gripe tremenda, já com febre elevada e ia almoçar para poder tomar uns comprimidos e deitar-me. De repente o carro que seguia à minha frente e que era um táxi, parou bruscamente e apesar da minha travagem rápida, o meu carro embateu na traseira do outro. Pancada pequena ao nível do fecho da mala, o que a fez abrir-se e provocou uma ligeira amolgadela. O motorista saiu do táxi, olhou para a amolgadela e a chorar disse: “ um carro novinho em folha, estreei-o hoje e acontece uma coisa destas!”.

Sem grande vontade para brincadeiras ainda lhe respondi: “teve sorte, foi uma pancada pequena, ficou já batizado. Vamos tratar dos papéis que eu estou muito doente”.

E o homem ainda com a lágrima ao canto do olho…

 

3-     Havia em Lisboa um célebre polícia sinaleiro, muito entrevistado e fotografado por turistas, que parecia um bailarino em cima do seu “pedestal”. Prestava serviço, em geral na zona do Saldanha/Avª Fontes Pereira de Melo.

Num belo fim de tarde de primavera, ia eu de carro da Avenida da República para a zona do Marquês e parei no Saldanha para comprar um jornal. Meti-me de novo no carro, desci a Av. Fontes Pereira de Melo e lá para o meio deparei com o tal guarda sinaleiro (se a memória não me atraiçoa chamava-se Inácio) que me mandou parar, pois o trânsito estava aberto no outro sentido. Aproveitei a pausa para agarrar no jornal e ler a 1ª página. De tal modo me distraí que durante um espaço de tempo não sei o que aconteceu. Posteriormente, ao analisar o caso, eu devo ter dado conta de que o trânsito foi aberto, pois quando “voltei a mim” estava a entrar na rotunda do Marquês de Pombal. Percorri aqueles trezentos metros sem dar conta de nada, sempre a ler o jornal. Ainda hoje não tenho uma boa explicação para o caso. Felizmente não entrei na rotunda porque um carro parado na via em que eu seguia me “parou”. O trânsito nessa altura também era comandado por sinaleiros e um deles estava mesmo em frente do carro com quem choquei. Foi um choque espetacular, nem tive tempo de travar, pois continuava a ler o jornal. Aquele carro, foi a minha salvação, pois se tenho entrado na rotunda, teria atropelado violentamente o polícia, embatido em meia dúzia de carros que circulavam na rotunda (hora de ponta) e muito provavelmente até o próprio Marquês de Pombal não teria escapado e teria vindo de trombas ao chão.

Tive, tivemos todos, muita sorte. Mas só eu me apercebi disso, ninguém soube do motivo daquele acidente. O próprio sinaleiro nem sonhou o que lhe poderia ter acontecido, de tal maneira que nos mandou (a mim e ao carro que me “parou”) sair dali e tratar do assunto numa das circulares exteriores, no caso, junto ao Parque Eduardo VII. O carro acidentado era dum funcionário do consulado de Israel em Lisboa, que se lastimou, pois estava de volta a Israel dentro de dias e precisava de levar o carro e me disse que eu vinha com excesso de velocidade (ele também não se apercebeu da “história” do jornal). Estávamos para começar a tratar da papelada para a participação do acidente, quando chegou perto de mim um rapaz dos seus 18/19 anos, muito afogueado e preocupado e que me disse assim: “ o senhor desculpe-me, eu é que tive culpa do acidente”. Olhei-o espantado, respondi que a culpa era toda minha, mas ele insistiu: “não, não, a culpa foi minha. Eu vi que o senhor vinha a ler o jornal, apercebi-me que se ia dar um acidente, estive para saltar para o meio da rua e gritar para lhe chamar a atenção, mas tive vergonha e não fiz nada. Desculpe-me por favor, eu sou o culpado”.

Lá tive de o convencer que não tinha culpa nenhuma, que era toda minha e que não pensasse mais no assunto. Pedindo-me desculpa mais uma vez, lá se foi embora enquanto eu e o israelita tratávamos da papelada.

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 15:02
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Labirinto de Emoções a 25 de Abril de 2013 às 20:42
Estou pasma...eu a imaginar-te garbosamente a nadar em pleno oceano (malvada imaginação...)e tu sais-me um carapau de corrida o mais citadino possivel e com piscina e tudo (que é a meu ver é amosdosque um aquario em ponto grande...)
Já não se "fazem" carapaus como antigamente, será que aqueles belos peixinhos que eu deliciada como grelhados ou fritos ...(que nem a cabecinha escapa) foram pescados noutra encarnação???
Ah! e a memória não te falha, chamava-se Inacio o policia sinaleiro que me divertia com os seua "bailados" a dirigir o transito..:-))
E por aqui me fico, sem deixar de te perguntar...se precisares de uma motorista devidamente credenciada e isenta de amolgadelas... eu envio curricuum vitae..:-)))))
Beijosssss


De Carapau a 27 de Abril de 2013 às 14:04
Mais uma candidata a motorista particular. Terias de prestar provas muito rigorosas, pois isto de "conduzir" Carapaus (e conduzir não é comê-los "grelhados ou fritos") não é para qualquer.
Numa coisa acertaste em cheio. Aproveito e aqui fica a informação: eu não sou Carapau de Corrida, mas já fui. O blog de que este é o herdeiro chamava-se "Carapau de Corrida". Quando mudei de aquário (que é assim amodosque uma piscina canininha...) obrigaram-me a deixar a Corrida e eu então dobrei o nome para me dar ares de importante.
Obrigado pela confirmação do nome do sinaleiro Inácio.
Já agora também te convido para a piscina. Para já seremos 3, qualquer dia teremos mais nadadores que a piscina da Câmara. :))
Bjo.


De Labirinto de Emoções a 28 de Abril de 2013 às 00:00
Provas para te conduzir! todas as que quiseres e as que tiverem por inventar...inté ficavas com as barbatanas fora d'agua a bater palminhas tal é minha pericia..:))))))))
Quanto ao convite para piscina... com os treinos que tenho... bem vais ter que ter barbatanas e guelras para me alcançares...ahahahah
Beijossssss


De Carapau a 29 de Abril de 2013 às 18:47
Presunção e água benta, cada qual toma a que quer :))
Carapau dentro de água é sempre melhor que a seco. :))
Bjo.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds