Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2013

Porcos...

 

Li na imprensa que “Bruxelas vai atacar o tratamento dos porcos em Portugal”. Depois de ler o artigo fiquei mais tranquilo pois parece-me que eu fico de fora. Sou um “lavadinho da silva”, tomo banho todos os dias (às vezes mais o que um), lavo os dentes, “amanho” as sobrancelhas, pinto a manta e porto-me bem. (Até parece que estou a redigir um anúncio para me comprarem…).

A verdade é que na mira da CE, desta vez, não estão os carapaus mas sim os porcos em todas as suas “variantes” (os propriamente ditos, mai-las marrãs (quer estejam secas ou grávidas), os varrascos e os leitões, quer sejam recém-nascidos quer já desmamados. As regras são exigentes e vão desde o tipo de pavimento das pocilgas até ás dimensões das mesmas e às áreas mínimas para cada porco (com licença da palavra, pedido que só agora me ocorreu e que deveria figurar logo no título).

Mas o ponto alto da notícia, para mim, foi este pedacinho de prosa, que transcrevo das “normas”.

“As novas regras visam garantir, por exemplo, a concretização dos “contactos sociais” que “as porcas estabelecem facilmente com outros suínos”, mas para isso precisam de “liberdade de movimentos e um ambiente variado”. Assim sendo “deverá ser proibido manter as porcas em confinamento contínuo”.

E mais não transcrevo porque já tenho aqui pano para mangas…

A minha primeira grande dúvida é porque razão só as porcas têm direito a conviver. E convivem com quem? Com as outras porcas?

E se assim for que fazem os porcos? Tornam-se mais porcos ainda ou só servem para o talho? E os varrascos (que são porcos com parafuso especial para poderem entrar nas porcas) como convivem? Ou só convivem com os tipos que lhes extraem o sémen para as porcas usarem nas suas “convivências”? Não vi resposta a estas questões.

Sinceramente não sei se alguma vez mais comerei uma fatia de presunto, uma rodela de salpicão, uma chouriça assada, uma linguiça que seja, sem me perguntar se o bicho-origem daquilo tudo teria convivido mal e porcamente com outros e outras, ou se teria estado sempre confinado.

Já não falo nem das papas nem do arroz de sarrabulho, em que o sangue foi “sacado” ao bicho sem lhe ter sido dado a liberdade de escolha. E os pezinhos de porco de coentrada? Sim, por onde teria andado o sr. Porco? Onde teria ele posto os pés enquanto andou por este mundo? O pavimento respeitava as normas europeias ou o grande porco andava descalço a pisar a merda dele e a dos outros (com novo pedido de desculpa pelo emprego desta linguagem tão técnica)?

E a beiça? Terá o bicho convivido de acordo com as normas? Terá ele/ela estabelecido contacto fácil com outros/as? 

E quem diz beiça, diz orelheira. O bicho lavava as ditas com frequência numa casa de banho apropriada? E metia ele a beiça nalguma orelheira alheia? (Sim, porque na própria é um bocado difícil, ainda não há “norma” para isso).

E, (oh heresia das heresias, eu vou agora escrever), e as tripas? Sim as tripas “à moda do Porto carago”. Como vamos saber o que o bicho fazia com as tripas. Faria ele das tripas coração? Se sim, como ficaria ele com o coração? Será que as tripas, esteja ele “confinado” ou a “conviver” não pertencerão sempre ao sistema geral de esgoto do bicho? E quando ele “necessita” (isto é, faz as suas necessidades) o faz com higiene e alguma elegância no gesto? Ou é “por aqui me avio” e fica assim a modos que com o rabo pouco limpo (e aqui entraríamos no caso do rabo, tão usado por cá no cozido. A propósito: porque se escreve cozido e não cuzido?).

Claro que eu já nem falo no lombo, nas costelas (ou costelinhas, piano ou mesmo saxofone…) porque então as perguntas seriam mais que as “normas”. Só para dar um exemplo: será que alguém (e este “alguém” pode ser um igual ou um diferente) terá passado a mão pelo lombo do bicho?

 

 Quando iniciei este post era para o “levar” para outra direção. O tema no entanto tomou conta do rumo e vim dar aqui a este beco sem saída. Ou melhor, tenho a saída mesmo aqui à minha frente, é só pôr um ponto final.

(Já está).

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 14:22
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds