Quinta-feira, 15 de Novembro de 2012

Conversa de dois pinocas

 

Numa das minhas últimas visitas ao Porto, descia eu, a penantes, a Rua de Santa Catarina e já quase a chegar à Praça da Batalha, fui abordado por um mânfio, que se me dirigiu assim:

- Eh pá, andas por aqui? Ainda trabalhas lá firma? Não me conheces?

Olhei-o como se olha para um eucalipto que de repente nos aparece na estrada, revirei os olhos para ver se me recordava daquelas fuças, a música não me era estranha, e ele atacou de novo.

- Sou o Manel, pá, o mangas da expedição.

Entrei no jogo.

- É pá tás mais gordo! Não te reconhecia. Andas no comércio de carne, agora? – E com o queixo apontei para os lados em que estava aquele pedaço de carne da perna, que vinha com ele. - Parece a Ivete, Sem Galo - rematei.

- Deixa-te disso pá, é a minha secretária, tem juízo ou andas com as noias todas cegas?

- Tá bem tá, para onde tu vais já eu de lá venho. Então vendes spides, rodinhas ou andas na sustrice?

- Ah! ah! continuas o mesmo gozão; mas ainda trabalhas lá ou não?- Insistiu.

- Achas-me com tabuleta disso? Ando por aí e por acolá a ver se descolo algum graveto. – E deitando de novo os holofotes, a tirar-lhe as medidas, para o pancadão que se tinha afastado a olhar para uma montra, perguntei:- aluga-se ou vende-se?

- Não insistas pá, não mandes mais bitaites ou queres que te parta a cramalheira? Aquilo tem dono.

- Pronto pá. Não se fala mais nisso.

- Olha, tenho ali na carrinha um material mesmo bom para ti. Coisa fina.

- Agora fazes entregas ao domicílio?

- Porra pá, não estejas a mangar comigo. Anda daí ver. Olha que até a marquesada me tem comprado daquilo aos molhos.

- Mas afinal que material é esse? Come-se, bebe-se ou cheira-se?

- Poça pró nevoeiro pá. É assunto sério: Anda ver.

Pelo caminho:

- Tenho ali um número, em preto, que te vai assentar que nem uma luva, preço da uva mijona, mesmo só para amigos.

- Poça pró tango pá! Eu a julgar que tinhas por aí alguma faneca para um refustedo, de papar ou falar ao microfone e vens-me com a porra dos chiantes…

- Cais chiantes cais merdas. Casaco de pele de 1ª ao preço do arroz de quinze, olha-me pra isto! Made in Marrocos, até tem pelo de camelo e tudo. Um luxo!

- Tás pirado, pá. Não tenho pastel para luxos desses, nem penses... – e fui saindo de fininho enquanto ele voltava a meter a mercadoria na carrinha.

Já de longe gritei-lhe: - É pá, lá na firma nunca houve gajo da expedição! – e dobrei a esquina apressado, não fosse o diabo tecê-las.

                                            ***

Quatro ou cinco meses antes, tinha sido abordado em Lisboa pelo mesmo mangas. Entrou exatamente com a mesma conversa, eu ainda admiti que fosse alguém que tivesse trabalhado comigo e eu não me lembrasse já dele, mas logo percebi o “golpe” e só lhe disse que ele estava a confundir-me com outro e segui em frente. Estava ele encostado ao carro junto ao passeio em que eu passava e dentro do carro uma zobaida vistosa, rodilhona certamente como ele, mas não sei se era a mesma “secretária” que o “assessorava” no Porto.

Por isso, porque já o “conhecia”, entrei na conversa, quando me abordou esta 2ª vez.

Uma coisa é certa. Devo ter cara de Zé artolas…

 

Nota: uma parte do calão empregado no texto foi tirado do glossário do livro “Porto naçom de falares” de Alfredo Mendes, publicado pela Âncora Editora.

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 18:52
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds