Sexta-feira, 2 de Março de 2012

A secretária

Considera-se aqui fotografada uma modesta mesa de pinho, porém envernizada e com gavetas.

Ela não se deixou fotografar nem depois de muita insistência minha. Respeitou-se a privacidade.

 

- Olá! Hoje estás linda!

- Sou linda, queres tu dizer.

- Mais simples que linda, direi eu.

- A beleza da singeleza.

- Essa não saiu grande coisa…

- Dou-te razão.

- Tenho sempre razão.

- Como? Como?

- Já comeste o que tinhas a comer durante uma temporada. Que tal a limpeza e o creme que te pus ontem?

- Olha…fiquei enjoada com o cheiro.

- Limpa, perfumada, “engraxada”.

- Se fizesses isso aos sapatos era bem melhor para a saúde deles e para o teu aspeto.

- Que tem o meu aspeto?

- Tem que…podia ser melhor.

- Não ligo a isso.

- Ah! Ah! Ah! E então porque devia eu ligar?

- Porque te quero limpa e arranjada.

- Com esta quinquilharia toda aqui em cima de mim?

- Não exageres. Uns papeis, uns livros, umas canetas…

- E o resto não conta? E as porcarias que fazes aqui em cima de mim?

- Porcarias? Tem tento no que dizes.

- Sim, sim, porcarias. Tu e aquela pessoa que tu sabes e quando aqui aparece me enche de cola, de riscos, de tinta, de agrafos, de fita adesiva, de tudo…

- Quanto a isso … dou-te razão. Mas qualquer dia entra tudo na linha.

- Tenho visto essa linha, tenho.

- Mas como te sentes com este novo visual?

- Novo?

- Bem…não direi novo, novo, mas bastante modificado. Limpinha, arrumada, com as mossas disfarçadas, polida…

- Tudo isto há de durar um tempo…

- Se te portares bem, vai durar.

- Eu é que me tenho de portar bem?

- Eu porto-me sempre bem, agora tu…

- Que tens a dizer de mim e da minha postura?

- Nada, nada, cala-te boca…

- Acho melhor sim. Já a formiga tem catarro?

- Só tenho medo do bicho da madeira, as formigas não me incomodam.

 

E a conversa continuou neste tom durante largos minutos. Hei de perder a mania de falar com mesas promovidas a secretárias.

 Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.         

publicado por Carapaucarapau às 01:39
link | comentar | favorito
11 comentários:
De Maria Araújo a 2 de Março de 2012 às 19:51
A brincar a brincar, disseste muita verdade "encoberta".

Bom fim de semana.

BJ


De C arapau a 4 de Março de 2012 às 14:28
Uma confissão: este post foi feito "quase" a pedido da secretária. Dizia-me que já tanta "Coisa" tinha falado comigo e ela (a quem já tenho dado uns valentes socos), ainda não. Foi desta, também para eu me sentir mais à vontade para lhe dar mais uma ou outra sova, quando as coisas não correm bem.
Bjo.


De Teresa Santos a 5 de Março de 2012 às 19:22
Oferta de secretária.

Secretária como nova, recentemente lavada, recauchutada, envernizada, polida, sem mossas nem riscos de qualquer ordem, oferece-se para escritório de profissional (qualquer formação ou ramo de actividade) que a trate bem, que a mantenha sempre limpa e devidamente alindada, ou seja, sem que em cima dela haja papeis desarrumados, canetas sem tampa, agrafos for do agrafador, garrafas de água vazias, bolachas meio roídas, etc., etc.
Mais se agradece.
Que em cima dela não sejam feitas porcarias, como entornar café ou chá, deixar migalhas de torradas, pães meio comidos e o mais que é usual.

Aguarda-se a vossa prezada resposta.

P.S. Não responder quem não reunir os requisitos acima expostos.











De Carapau a 6 de Março de 2012 às 14:32
Cara Secretária:

Depois do que tenho feito por ti e depois do anúncio que puseste, ainda por cima abusando dum espaço meu, no sentido de procurares emprego, vou ao teu encontro e estás despedida a partir de agora. Amanhã já vou contratar uma secretária loira, de olhos azuis, sueca que se chama Ikea, que te substituirá desde logo. Aqui não se admitem traições, abusos, faltas de vergonha e de profissionalismo. Amanhã de manhã apanhas a carrinha da Câmara, que passa para apanhar os trastes e… boa viagem.
Desde a tua pequenez, ao teu baixo extracto social (não esqueças que és da família pinho, ainda que do Real Pinhal de Leiria não deixas de ser pinho), à tua falta de consideração para quem sempre te deu agasalho, o teu comportamento foi intolerável. Despeja as gavetas, retira-se de debaixo de tudo o que está em cima de ti e prepara-te para amanhã saíres.
Apesar de tudo desejo-te boa sorte.



De Teresa Santos a 6 de Março de 2012 às 21:34
Caro senhor,

Acuso a recepção da carta na qual me é comunicado que estou despedida.
Informo que vou participar ao competente Tribunal do Trabalho o despedimento, uma vez que o mesmo não obedece a nenhum critério legal, não referindo, sequer, a figura de justa causa.
Diz V. Ex.a que vai contratar uma loira, uma sueca de olhos azuis. (Será uma senhora que fala em meu nome e que assina por Secretária? Tenho a informar que não conheço a dita de lado nenhum!)
Retomando o assunto fulcral desta carta.
Mais informo que estou pronta a ser recolhida pela carrinha da Câmara (ou qualquer outra, que não sou esquisita!) onde serei certamente muito melhor tratada do que nessa espelunca onde V. Ex.ª repousa - perdão, trabalha - dos seus negócios.
Afirma o Sr. que o meu extracto social é baixo, que a minha qualidade é fraca: pinho, afirma em ar de desprezo.
Fique V. Ex.ª sabendo que minha qualidade, quer no que respeita ao material de que sou feita (uma belíssima madeira de cerejeira) e a forma como fui torneada, polida, tratada, são boas demais para serem desperdiçadas, maltratadas, sujas, nas mãos de um qualquer manga de alpaca.
Afirma ainda, V.Ex.ª, que a Ikea (é este o nome dela, suponho) é a pessoa ideal para me substituir. Espero que sim!
Perante o fraquíssimo material de que é feita - aspecto que se detecta ao simples tacto -, perante o ar frio, tão característico das suecas, perante as imperfeições que a caracterizam, perante todos estes elementos poderá avaliar, sem que subsistam quaisquer dúvidas, a força telúrica, a beleza, a força, a doçura, apanágio de uma bela madeira de qualidade, quando comparada com outra, um amontoado de paus sem garra, sem força, sem sangue, sem nada.
Se o lamento? Não! Mas garanto-lhe que se vai lembrar muito de mim!
Passe bem!


De Carapau a 7 de Março de 2012 às 13:24
Mais abaixo já respondi ao apelo da Secretária que originou todo este embróglio.
A si, que mete os pés pelas mãos (leia-se aas gavetas pelo tampo) que se arvora descendente duma qualquer cerejeira (chinesa certamente, já que do Japão ...), e que se quis fazer passar por quem não é, e veio desencaminhar uma honesta secretária de pinho que sempre aqui foi bem tratada (ainda há dias levou uma "esfrega de cima a baixo), a si, repito, trate lá da sua vidinha, grite os seus direitos lá na sua rua, mas não prejudique quem precisa de trabalhar.
Certo que nunca apalpei o seu material, não provei a "doçura" do mesmo, mas a ver pelo comportamento também em breve será substituida pela Ikea, que presta uma gama de serviços que ficam a léguas dos duma "cerejeira chinesa".
Não sei se irá na carrinha da Câmara ou não, mas a alternativa será a Feira da Ladra.
Quem a avisa seu amigo é.


De Secretária a 6 de Março de 2012 às 14:37
Meu adorado Carapau:

Meu amigo, meu ídolo, meu companheiro de tantas coisas, peço-te de joelhos que me desculpes. Que irá ser de mim se me pões na rua. Acabarei certamente em cavacas para alguma lareira, sobretudo agora que o tempo vai frio. Perdão, mil vezes perdão.
A culpa nem foi totalmente minha. Claro que tenho alguma responsabilidade no anúncio, mas a grande culpada foi a Senhora Dona Teresa, que tanto me assoprou aos ouvidos para eu soltar o grito do Ypiranga (dizia ela). Carapau, meu santinho, eu nem sei que grito é esse. Mas ela tanto insistiu que eu podia arranjar emprego num sítio bem melhor, numa empresa com gente fina, até me disse que eu podia vir a conhecer algum Banco que me quisesse, que eu me deixei ir no canto da sereia (este canto eu conheço porque tu tens ali em cima uma pequena sereia). Além disso foi a Senhora que redigiu o anúncio, que o colocou aqui e como se trata de uma visita tão habitual desta casa e como sempre te trata tão bem, eu não podia tão pouco desconfiar que estava a tratar sim, mas da minha perdição. Já tentei falar com a tal Senhora, mas agora não me atende o telefone (aproveito para pedir desculpa por ter utilizado o teu telefone que está ali ao canto em cima de mim, foi a 1ª vez e espero que tenha sido a última, a não ser que um dia deflagre um incêndio por aqui e tu não estejas por perto, então usá-lo-ei sim, para chamar os bombeiros).
Carapau, meu amo e senhor, que quase me resgataste duma morte prematura se tivesse continuado no seio da tal minha família de pinho, por tudo o que de mais sagrado haja para ti, não me despeças.
A tua secretária (que te venera).



De Carapau a 7 de Março de 2012 às 13:10
Cara secretária:
(Sim, bem cara foste para a má qualidade do material. Creio que até já trazias um barrete para eu enfiar. Enfim, esqueçamos isso).
Em resposta ao teu pedido e considerando que te deixaste instrumentalizar por uma tua colega de pau carunchoso, mas que agora grita que é de madeira de cerejeira (deve ser, deve...), considerando alguns serviços prestados (ou a que te prestaste), considerando sobretudo que serias capaz de chamar os bombeiros em caso de incêndio e na minha ausência, venho comunicar que continuas ao serviço, esperando que com mais eficiência e profissionalismo do que até aqui demonstrado.
E sobretudo minha filha, não dês ouvidos aquelas que, arvorando-se em tuas defensoras, só te acabam por prejudicar.
E diz lá à tua amiga de cerejeira (?) carunchosa, que te desampare a loja, que preste lá o servicinho dela por onde eventualmente esteja a prestá-lo e que não precisas de "conselhos" que te podem levar por maus caminhos. Lembra-te sempre do que aconteceu à cadeira que durante uns anos te fez companhia, lembra-te da carrinha da Câmara e lembra-te da sueca que, quer a tua amiga desdenhe ou não, está ali sempre à mão pronta para todo o serviço (prestando mesmo muitos mais serviços que tu, que não nasceste para isto).
Porta-te com juizinho e mete tudo de novo nas gavetas e fica atenta.


De MJM a 7 de Março de 2012 às 23:26
Como a Rafeira esteve ocupada até agora e como sou amiga dela comento eu.....que é quase a mesma coisa, embora um pouco pior!

Pobre dela..tantos anos a tratá-lo com carinho a dar-lhe todo o apoio, a ouvir todas as confissões e desabafos , a aguentar os maus tratos ,certas porcarias em cima dela recebendo esta paga ..... como os homens podem ser tão insenciveis. Triste sina de quem já tem um certo uso e idade ...é facilmente ultrapassado e substituido....

Gostei muito do post Bacalhau ... sem guelras.
Irei ler para ter o prazer de usufruir do seu humor tão genuíno.
brigada
MJM


De Carapau a 8 de Março de 2012 às 00:07
Aqui a única pessoa que pode e deve agradecer sou eu. Agradecer a sua visita e as suas palavras.
Já estava avisado pela Rafeira da sua possivel visita.
Espero vê-la po cá mais vezes, ainda que a garantia de ler alguma coisa de jeito não seja quase nenhuma. Tem dias.
Mas a porta está sempre aberta.


De MJM a 8 de Março de 2012 às 11:01
Agradeço por me abrir a porta deste seu cantinho.Tenho quase a certeza de que irei ter momentos de grande prazer, mesmo se a leitura não fôr "coisa de jeito",o que não me parece....


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. E vai (mais) um...

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds