Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2011

Conversa vadia com o Fado

      

 

 Este é “ O Fado” do José Malhoa. (O nosso

 ainda é mais triste)

 

 

- Olá! Parabéns! Dá cá um abraço.

- Olá! Obrigado. Por onde tens andado que já não te via por aqui há tanto tempo?

- Sabes como é, a vida puxa-nos para um lado e para o outro e depois o tempo não chega para tudo. Mas hoje tinha de vir dar-te um abraço.

- Mas estás com cara de gozo, não?

- Quem te disse? Estou a sorrir, contente por saber que estás tu contente.

- Seja. Mas se bem te conheço…

- Mas tu não me conheces bem. Conheces-me simplesmente e isso tem bastado. De qualquer maneira agora és Património Imaterial da Humanidade! Não é qualquer treta. Agora és um gajo importante, caraças!

- Se sou ainda não notei nada…

- Estas coisas não se notam logo. Com o tempo vais ver como inchas…

- Já começas a gozar?

- Não estou a gozar, mas em boa verdade, para quem te conheceu como eu, mudaste muito. Património… quer dizer, agora que és universal, és cada vez menos nosso.

- Deixa-te disso. Sou sempre o mesmo.

- Pode ser que julgues que és, mas não serás. Agora já anda gente importante de braço dado contigo…

- Sempre andou…

- Sempre? Ora diz lá isso sem te rires.

- Sabes bem que nos palácios…

- Deixa-te disso. Essa história é velha e carcomida, os fidalgotes que te trauteavam estavam mais interessados noutras coisas. Tu eras só o pretexto. Sabes bem disso.

- Não era bem assim, mas hoje não quero discussões contigo. Vamos ali beber um copo.

- E pago eu como de costume… Estava aqui a lembrar-me duma coisa. Tu agora podias…

- Não me arranjes problemas que eu não posso nada.

- Podes. Agora que entraste na alta roda internacional podias patrocinar uma campanha para também tentar levar o nosso défice a Património Imaterial da Humanidade.

- Logo vi que estavas a gozar desde o princípio.

- Já te disse que contigo não gozo. Já brinquei muito por causa de ti, tu sabes bem isso, fomos compinchas durante uns tempos, mas agora não estou a gozar contigo. Mas pensa bem nesta ideia que te dei sobre a nossa dívida. Ou, para ficar mais “afadistado”, sobre o nosso buraco. Repara o que seria: “o buraco de Portugal passou a ser considerado “Património Imaterial da Humanidade!” Já viste a potencialidade da coisa?

Na medida em que passaria a pertencer à Humanidade, deixaria de ser um problema para nós. “Iam vir charters de pessoas”, como disse o outro, para apreciar o nosso buraco, tirar fotografias ao pé do buraco (um passo em frente e seria o fim), talvez até levarem um bocadinho do buraco (repara que sempre que se retira um bocadinho a um buraco ele fica maior e portanto o Património da Humanidade estava sempre a subir…

- Pronto! Já estás a delirar.

- Qual delírio qual careca! Estou só a explanar as minhas ideias para ver como ainda podemos vir a ser grandes. Enormes e sempre a crescer. Por enquanto no buraco só cabemos nós, mas qualquer dia caberia (caberá?) lá toda a humanidade. Era fixe pá, digo-to eu.

- Bem, vou ter de te deixar, tenho uma entrevista aprazada para daqui a uns minutos. Uma jornalista do Burkina Fasso quer…

- É pá! Agora já andas com estrangeiras e tudo. E dizias tu que eras sempre o mesmo… Vai lá então, agora já não te consigo prender, vai em tom de Fado Corrido para não chegares atrasado, mas fala lá com ela naquela minha ideia do buraco… e se ela não perceber bem, ao menos tenta vender-lhe o Carapau de Escabeche a Património “Material” da Humanidade…

 

Creio que ele já não ouviu estas últimas palavras. É sempre assim: a vaidade sobe depressa à cabeça das pessoas.

Agora, para aproveitar a embalagem, vou ali compor o “Triste fado do buraco donde nunca saímos”. Com música do fado Mouraria.

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 17:44
link | comentar | favorito
5 comentários:
De Maria Araújo a 1 de Dezembro de 2011 às 22:46
"podias patrocinar uma campanha para também tentar levar o nosso défice a Património Imaterial da Humanidade.", ahahahahaha!
Iria eu imaginar que farias um post ao nosso buraco, partimónia da humanidade!
Muito bem pensado.
Vou destacar-te no meu blog, já que o sapo esquece-se de ti.

Beijinho, meu carapau fadista.


De Maria Araújo a 1 de Dezembro de 2011 às 22:49
Bolas, até escrevi "partimónia", em vez de "património".
Consegues baralhar a minha mente, lol.




De Carapau a 2 de Dezembro de 2011 às 14:45
Quanto à tua "partimónia" em vez de Património, não te preocupes. Parcimónia também não ficava nada mal. :)


De Carapau a 2 de Dezembro de 2011 às 14:43
Em boa verdade hesitei um bocado em chamar-lhe imaterial, de tal modo ele nos suga o "material" que temos nos bolsos. Digamos que é imaterial para alguns e em material para outros.
Bjo.


De Maria Araújo a 2 de Dezembro de 2011 às 17:01
Olá.
Obrigado pelo teu reparo, lá no meu cantinho.
Bom fim de semana.
Beijinho


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. E vai (mais) um...

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds