Quinta-feira, 20 de Outubro de 2011

Livros e histórias (V)

 

                                    

                                    A Biblia

 

Diz quem sabe que a Bíblia é o livro mais comprado em todo o mundo. Estima-se em mais de 6 biliões esse número de exemplares. Este número vale o que vale, mas não há dúvidas que são muitas toneladas de papel.

Esta introdução, para confessar humildemente que nunca li a Bíblia e não o declaro com qualquer espécie de orgulho, antes pelo contrário, acho que é uma falha. No entanto, leve-se isso em desconto do meu “pecado” é, com certeza, o livro que mais vezes comecei a ler, sem todavia ter passado das duas ou três primeiras páginas. Depois, ou adormecia ou saltava lá para a frente e lia mais umas linhas. Aquelas passagens em que A gerou B, que gerou C, que gerou D e por aí fora levavam-me a concluir que por ali era um ver se te avias…

Ponto final nesta primeira parte.

Há uns anos atrás, por motivos profissionais, fui obrigado a atravessar, de carro e por muitas vezes, a Andaluzia. Essas deslocações implicavam sempre umas duas dormidas em hotéis (quase sempre os mesmos, já que o meu trajeto e horário eram quase sempre iguais). Nos quartos desses  hotéis nunca faltavam bíblias, pelo que, antes de adormecer lhe dava uma vista de olhos, isto é, lia as tais duas primeiras páginas.

Uma noite, ao abrir a bíblia li, no cimo da 1ª página, manuscrita a vermelho e em português, a seguinte “informação”: “A gaja da receção dá umas baldas”. Já nessa altura esta anedota era tão velha que até tinha as barbas todas brancas. Logo dali tirei três conclusões, a saber: a) - o “artista” que tinha escrito aquilo conhecia a anedota; b) - devia ser jogador de cartas, pelo menos sueca, para usar a palavra “baldas”; c) – era um grande aldrabão e gozador porque naquele hotel, na receção, estavam sempre e só homens.

Estive tentado a acrescentar umas larachas ao escrito (aquela bíblia já estava condenada ao fogo dos infernos, portanto eu não ia alterar em nada o seu destino), mas acabei por não fazer nada, fundamentalmente por dois motivos. Um, porque aprendi em pequenino que não se escreve nos livros e nas paredes e o outro porque qualquer informação que eu escrevesse, do tipo “o gajo de bigode da receção faz o pino”, não seria novidade para ninguém a atentar no entusiasmo com que as turistas ingleses “de meia idade” se lhe dirigiam e “faziam olhinhos”. Conclui que na maior parte dos outros quartos, as bíblias já deveriam disponibilizar essa informação.

Portanto, pousei o livro na mesa de cabeceira e dispus-me a dormir, certamente idealizando o tipo de “gaja” que gostaria de ver na receção na minha próxima viagem; mas a verdade é que me aparecia sempre “uma” de bigode.

E nem o livro sagrado me valeu.

 

 Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 18:39
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds