Domingo, 4 de Setembro de 2011

Chuva de verão

 

                     

 

 

Durante a travessia do Alentejo o Homem viu um rebanho de ovelhas, de razoável tamanho. Ele sempre gostara de ovelhas, na terra dele praticamente não havia, a não ser uma ou outra e ranhosa. Levou o resto da viagem com o rebanho na cabeça, a apascentá-lo.

Ao chegar à vila, uma forte bátega de água apanhou-o pouco depois de ter saído do carro. Correu a procurar abrigo e viu ali perto uma igreja de portas abertas e outras pessoas a correrem também para lá. Entrou, sacudiu a água do cabelo e sentou-se a descansar. Lá fora a chuva viera para ficar. Ele traçou as pernas, apoiou o cotovelo esquerdo no joelho mais alto, e encostou a cabeça à mão esquerda. Ficou assim uns minutos, de olhos fechados. Adormeceu. Sonhou. Com ovelhas e um grande rebanho, com que outra coisa poderia ser? Ele a ver o rebanho a crescer, as ovelhas a terem crias, a quantidade de leite a crescer também para a produção de belo queijo. A lã, mais do que muita, a alimentar as fábricas da indústria têxtil, a exportação dos produtos, um nunca mais acabar de atividade económica, a produzir riqueza, a aumentar o emprego e claro a dar-lhe uns proventos de que bem necessitado andava. Tudo a correr pelo melhor.

Foi nesta altura que o cotovelo lhe escapou do joelho, a cabeça bateu com certo estrondo no encosto de banco da frente e ele acordou sobressaltado, arrancando uns risos contidos a que presenciou a cena.

O pior de tudo, isso as pessoas não saberiam nunca, foi a perda irremediável do império económico construído durante os breves minuto de sono.

O homem levantou-se, encaminhou-se para a saída da igreja, lá fora a chuva tinha terminado, e ele lá se lançou na sua vida sacra, de loja em loja, a tentar vender uns queijos da empresa de que era vendedor. Por ironia, queijos de leite de vaca…

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 14:22
link | comentar | favorito
15 comentários:
De Maria Araújo a 4 de Setembro de 2011 às 15:52
Ironia, mesmo.
Mas, por que não realizar o sonho?
Falta de apoio, talvez.
E com tantas possibilidades que temos de construir um império, eis que a UE corta-nos os sonhos, as pernas, as mãos a cabeça.
Só de um país como o nosso.

Beijinho


De Carapau a 6 de Setembro de 2011 às 19:21
Não duvides que foi mesmo falta de apoio. Se o apoio do braço não tem falhado ele não batia com a cabeça nas costas do banco, ainda estaria a sonhar o tempo suficiente para construir a queijaria e por aí fora, nunca mais ninguém o apanhava.
Foi um azar dos diabos...
:)
Bjo e uma fatia de queijo.


De Eva Gonçalves a 4 de Setembro de 2011 às 18:53
Nada como não sonhar com um império... não vá o diabo tecê-las e acordarmos!!! :) Eu se sonhasse com ovelhas, era apenas a contá-las, esperando adormecer no interior do sonho. Assim, quando acordasse, continuava a viver um sonho! :) beijo


De Carapau a 6 de Setembro de 2011 às 19:26
Já lá dizia o meu avô que quanto maior é o sonho maior é o trambolhão. :)
Eu creio que foram mesmo as ovelhas (ele a contá-las) que o adormeceram.
Eu também quando sonho é em grande. Grande quer dizer maior que uma ovelha. A minha vizinha por exemplo...
:)
Lá diz o poeta "o sonho comanda a vida", mas às vezes um tipo dá cada cabeçada a sonhar...
Bjo.


De Maria Araújo a 7 de Setembro de 2011 às 21:39
A tua vizinha?!




De maria teresa a 4 de Setembro de 2011 às 20:44
Sem sonhos o mundo seria muito insípido mas ...que raio, sonhar com ovelhas, ... construir um "império"... dar uma traulitada com a tola (até podia ter tido derrame de massa encefálica) e voltar à vidinha de sempre...a vender queijos! Isso não foi um sonho foi ...um pesadelo:):):)
Beijocas


De Carapau a 6 de Setembro de 2011 às 19:33
É para que saibas quanto custa a vida dum vendedor de queijos...
Já os que vendem tretas, têm uma boa vida e quando se gastam umas arranjam logo outras.
Eu, por exemplo...por exemplo. não sei o que ia a escrever mas não devia ser grande coisa. Portanto defende a tua cabeça duma traulitada (por exemplo, tem cuidado que esse quadro que tens na parede à cabeira da cama, não te caia na cabeça!)
O que as pessoas, que leiam este comentário, estarão já a pensar, mon Dieu!!!
Afinal esta informação foi prestada por ti, aqui no blog, há uns tempos atrás e fez parte dum post teu. Nada de tirar conclusões erradas Senhoras e Senhores!!!
:)
Bjo.


De maria teresa a 6 de Setembro de 2011 às 21:40
Nada mesmo!!!!Está tudo nos conformes ... não somos pecadores:):):)
Assino por baixo a tua justificação, a Eva pode ser nossa testemunha, ela é minha seguidora há muito:):):)
Beijo de irmã


De Carapau a 7 de Setembro de 2011 às 23:32
Até já tens "seguidoras"? :)
Serás a 2ª versão da Madre Teresa de...daí?
Eu, pecador me confesso... :)
Bjo.


De Teresa Santos a 5 de Setembro de 2011 às 22:01
Pobrezito! (o homem não és tu!)

A via sacra que é esta nossa vida só o podia levar a sonhar com as ovelhas. Não eram elas a sua única esperança?

Só que...
Até essa falhou.

Os queijos não seriam de mistura?

Se o encontrares diz-lhe que estou solidária com ele.
Pobrezito!

Abraço (barbatanas??? Exacto. Fechadinhas)


De Carapau a 6 de Setembro de 2011 às 19:36
Já lhe disse da tua solidariedade, mas disse-me que isso não bastava e obrigou-me a comprar-lhe um queijo. Só me faltava mais esta!
Abraço.


De Calendas a 5 de Setembro de 2011 às 22:57
Carapau, há quanto tempo! Saudades, homem-peixe!


De Carapau a 6 de Setembro de 2011 às 19:39
Lá nos confins da Grécia antiga, renasceu uma flor e veio aqui pousar. Já lá vou ver se é só fogo de vista ou se há novidades.
(Se calhar veio só ao cheiro do queijo...)
:)
Saudades Calendas e obrigado pela visita.


De Calendas a 8 de Setembro de 2011 às 19:04
Caro Homem-peixe,

Entre perspectivas de netos, de novas licenciaturas e de novas vidas, resta-me pouquíssimo tempo para me dedicar às lides bloguistas. Está dada a explicação que, aliás, bem merecias.

Uma beijoca na barbatana esquerda-


De Carapau a 9 de Setembro de 2011 às 19:18
Obrigado pela explicação e felicidades para todas essas "actividades" a que te referes e que irão correr todas da melhor maneira. As lides bloguistas perdem um belíssimo elemento, mas há coisas na vida mais importantes.
Um abraço e um beijo.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. E vai (mais) um...

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds