Quinta-feira, 12 de Maio de 2011

Diálogo mais que provável

 

- Tu já viste como isto está?

- Isto o quê?

- Isto.

- Ah! Isto. Está como sempre esteve: mal.

- Mal? De mal a pior.

- Ainda pior? É difícil.

- Já esteve bem noutros tempos.

- Isso já lá vai, foi no tempo do arroz de quinze.

- E achas que o tipo vai endireitar isto?

- Qual tipo?

- Qual havia de ser? O tipo.

- Isto já não vai lá com tipos…

- Pois não. É com tipas…

- Nem tipas, nem tripas, nem falinhas mansas.

- Então? À porrada?

- À porrada andam eles sempre…

- Eu tenho uma solução.

- É pá, apresenta-a. Eles ainda ta aceitam…

- Vendia isto tudo…

- E quem quer comprar esta treta? Nem ao preço da uva mijona, ninguém lhe pega.

- … aos árabes.

- Aos árabes? Tens cada uma…

- Já te disse: aos árabes. Os tipos têm petróleo, têm guita, faziam disto uma bela coisa.

- Estás maluco!

- Qual maluco, qual carapuça.

- E diz-me uma coisa: o que é que os árabes percebem disto?

- Percebem tanto como tu e eu e eles… nada. Mas têm…

- Camelos.

- Isso não precisam de trazer, já temos cá que cheguem.

- Então? Areia do deserto.

- Não brinques que eu estou a falar a sério.

- Tretas. Isto só lá vai com um gajo de pulso.

- Qual pulso qual "carapulso". Dinheiro! Dinheirinho é que é preciso.

- E eles iam meter aqui dinheiro? Estás maluco! Isto está falido!

- Por isso mesmo. Com dinheiro punham isto a dar grana.

- Eles não são malucos para vir torrar aqui o cacau. Cá por mim fechávamos as portas e acabou-se.

- Qual acabou-se? Isto não se acaba assim do pé para a mão…

- Pois. É mais da mão para o pé.

- Não brinques. Ainda temos umas coisas que se aproveitam.

- O quê? Nem coisas nem pessoas. Nada se aproveita já.

- És um derrotista.

- Sou, sou. Realista meu amigo, isso é que eu sou.

- Isto nunca vai acabar. Temos um passado histórico. Andamos uns anos aos trambolhões, mas ainda nos vamos endireitar. Sempre assim foi. Vais ver.

- O tempo mudou amigo. Agora só se safa quem tiver juízo e nós há anos que não temos nenhum e entraram para aqui uns incompetentes para não dizer outras coisas. Negociatas, é o que todos querem fazer. Olha, deu nisto.

- Com uns árabes…

- Sabes que mais? Vou almoçar e já me estou nas tintas para tudo isto. Só não mudo, porque …

- Vou contigo. Sei aí dum sítio para se comer um bacalhau…

 

E saíram do bar do Sporting, onde decorria a conversa.

 

Nota: Qualquer semelhança entre este diálogo e outros que se ouvem por aí não é mera coincidência.

 

 Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.   

 

 

 

 

 

 

 





Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

 

publicado por Carapaucarapau às 19:47
link | comentar | favorito
10 comentários:
De Eva Gonçalves a 12 de Maio de 2011 às 20:58
Este texto, é um diálogo mais que provável... e que se ouve em cada esquina (de cada clube de futebol, naturalmente), dado que é de futebol que se trata... Claro que eu de futebol, nada percebo, muito menos do Sporting... mas se percebesse... diria mais: Bacalhau assado na brasa ou no forno?? :) Eu não me estou só nas tintas....como já decidi que quero tudo em branco! Beijinho


De Carapau a 13 de Maio de 2011 às 09:52
Pois há quem vá pelo branco, outros vão pelo preto (ausência) e outros preferem o tinto, que vai bem com qualquer bacalhau (na brasa, no forno, à Bráz, à Gomes de Sá, à Zé do pipo, etc).
Bjo.


De Maria Araújo a 12 de Maio de 2011 às 22:29
Tudo está negro neste país, excepto o bacalhau que, já reparei, muito aprecias.

Beijinho.


De Carapau a 13 de Maio de 2011 às 09:56
"Excepto o bacalhau" sobretudo se for "Asa Branca" (passe a publicidade, mas tinha piada que com esta "boca" eu acabasse por receber um fardo dele aqui na caverna. :))
Aprecio o bacalhau, mas também aprecio a pescada, a faneca, a corvina...)
Bjo.


De Maria Araújo a 14 de Maio de 2011 às 19:29
hummmm! Adoro peixinho.
Um fardo de bacalhau? Quem te pfereceu, sabe que o adoras...ao bacalhau.

Delicia-te.

Beijinho


De Anónimo a 13 de Maio de 2011 às 18:47
Conversas...conversas simples,profundas,de nadas...de tudos..de acordos,de dasacordos,de coisas simples ou complexas! interessa que sejamos felizes.Por entre camelos,leoes e muitas outras feras ...interessa mesmo que encontremos o cordeiro e caminhemos sem medir distâncias...Afinal,tudo isto é tão curto...tao passageiro! Vivamos...:):)


De Carapau a 13 de Maio de 2011 às 19:18
"Entre leões, camelos e outras feras", coitado do cordeiro que não se vai salvar.
Cá por mim já o estou a ver assado no forno acolitado com umas batatinhas...
E já agora uns grelos salteados a acompanhar...
:-)
Vivamos, pois!


De Maria Araújo a 14 de Maio de 2011 às 19:31
Nem mais, senhor(a) anónimo
Sejamos felizes! Vivamos!


Cumprimentos.

P.S.: Carapau, desculpa interferir na tua caverna.


De Arroba a 17 de Maio de 2011 às 17:34
Ora viva caro Carapau!!!
Entrei na sua caverna , devagarinho, não fosse algum peixe de escama maior dar-me o corte de imediato e lá saia eu soltando ais!! Confesso e penintencio-me da minha ausência por estas águas, andei pelo Polo Norte, Polo Sul e Polilon ( era assim, não era?).
Bem vim..e li tudinho de uma assentada! ( Saboreando a maresia, pois está claro!).
Continua brilhante no texto e no sentido que lhe dá!
Aqui é um ver se te à velas! :) Boas navegações ( escritas)
Beijinho com amizade.
P.S.
Já encontrou a rolha? ( risos)


De Carapau a 17 de Maio de 2011 às 18:18
Ora seja bem vinda de novo à caverna.Também tenho passado lá pela @das palavras, mas em geral não deixo rasto por motivos que já expliquei, porque aquilo por lá é "outra loiça".
Quianto à rolha...eu creio que o meu problema era com a garrafa e não propriamente com a rolha: :)
Bjo. e apareça sempre que possa que é bem recebida.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. E vai (mais) um...

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds