Quinta-feira, 17 de Março de 2011

À rasquinha

 

É verdade, o Carapau está à rasquinha para alinhavar um post. Ele que nunca teve problemas destes, que manobra razoavelmente bem a arte de encher chouriços e que sabe igualmente bem encher pneus, desta vez está aflito.

Eu sei que não está sozinho. Tem uns milhões de seres que também dizem que o estão. Poucos, pouquíssimos dizem que estão bem e sem problemas.

Um deles, o nosso Zé, o 1º da lista, é um dos que nunca está à rasca. Está tudo bem, tudo na maior ou não estivesse ele à frente da tasca a servir a clientela.

Outro que estava bem até há pouco era o Carapau. Agora saiu da lista por causa dum post (ou da falta dele).

Outro que também está bem é o … o Coiso, esqueci-me agora do nome.

Os outros estão todos à rasca. Agora até fazem manifestações e tudo e vê-se logo que se movem mesmo mesmo à rasquinha.

O Aníbal está à rasca. Mandou umas bocas e agora não sabe o que há de fazer.

O Ricardo, aquele que tem um banco no jardim (não confundir com o Jardim que tinha um banco) está à rasca mas diz que não. Mas está em todos os sítios onde possa estar alguém à rasca que diga que ele também está à rasca, para poder dizer que nunca esteve à rasca.

Depois aquele Coelho fora da cartola também está à rasca, porque sabe que se arrisca a ficar mais à rasca ainda se passar uma oira pela tola do Zé.

Os outros quer sejam amigos, companheiros ou camaradas estão piores que o Carapau porque estão à rasquíssima.

A prima do Carapau também anda à rasquinha porque se meteu a armar em Ricardo e agora assobia-lhe às botas. Nem o Zeca já lhe vale.

Os verdes ali da zona de Alvalade já passaram a fase do à rasquinha, agora já nem sabem em que fase estão: mas estão seguramente uns três quarteirões para lá do “à rasca mesmo”.

Os rubros parceiros dos verdes estão cada vez mais vermelhos do enrascanço em que estão metidos. “À rasca” para eles já é apelido.

A vizinha do Carapau anda à rasca (suponho que dos calos) de tal maneira que já nem calça as botas com que costumava acordar o Carapau antes dele andar à rasca.

O FMI anda à rasca porque até está com medo que um dia tenha que bater à porta duns tipos que o vão deixar mesmo à rasquinha quando descobrir que tudo era bem pior que o Zé pintor pintava.

A D. Ângela também conhecida por Merkel nunca andou tão à rasca como agora. Como é possível ela bater tanto nos ceguinhos e os amigos dela fazerem-lhe as armas de S. Francisco e fazerem-lhe perder eleições?

O Obama lá do outro lado e os obamas cá deste lado andam à rasca porque barafustaram e esbracejaram e disseram que até o comiam frito e afinal o, também à rasca, Kadaffi trocou-lhe as voltas e vamos a ver se não lhes troca também o pitrol.

Agora também entraram no rol dos à rasca os queridos japoneses, com os abalos a abaná-los por todo o lado, o Pacífico a invadi-los e as centrais nucleares a acagaçá-los.

Ao pé deste rol de “à rascas”, os que no último sábado desfilaram a gritar “estamos à rasca e vamos ficar cada vez mais à rasca”, mesmo tendo sido uns trezentos mil são uma gota no oceano.

E, previsão do Carapau, vai ser muito difícil que se desenrasquem no breve prazo, com pouquíssimas exceções.

Uma dessas exceções é mesmo o Carapau que de enrascadinho de todo que estava há vinte minutos atrás, já saiu desse patamar, uma vez que aqui em direto e à vista de todos, acabou por escrever este post que o trazia à rasca.

Conclusão: não há nada que com trabalho não se consiga.

 

Para que não se perca tudo, aqui fica, em bom português, o que quer dizer

RASCA:

Adjetivo: de má qualidade; de mau gosto; reles.

Substantivo: (pesca) rede de arrasto; (náutica) embarcação de 2 mastros e velas latinas; (popular) bebedeira.

 

Deste modo, “andar à rasca” deve ser um tipo de mau gosto andar à pesca de arrasto numa embarcação de 2 mastros e velas latinas com uma reles bebedeira apanhada com vinho de má qualidade.

 

Também me parecia que devia ser qualquer coisa do género.

 

publicado por Carapaucarapau às 18:25
link do post | comentar | favorito
18 comentários:
De Carapau a 31 de Março de 2011 às 13:10
Aqui é reconhecido o direito de resposta e de perguntas a toda a gente.
O que aconteceu, caríssidima pretendente a Jack Estripadora de carapaus, é que o comentário foi feito quando o post seguinte já estava publicado e portanto deixei "de vir atrás" ver se havia qualquer coisa de novo.
Só agora ao ir ao correio vi a notificação destes dois últimos comentários, por isso só agora respondo aqui.
Explicação dada passemos ao assunto do comentário.
A menina queixa-se de já não ter pachorra para aturar muitos dos que se dizem à rasca e chega mesmo ao ponto de dizer que tb anda à rasquinha por não ter tempo de vir aqui ao aquário (a propósito não sou peixinho de aquário mas de oceanos largos e vivo numa caverna) e isso é grave.
Trate de organizar a sua vida de modo a vir aqui dentro dum prazo decente.
:-)
Mas se precisar de ajuda talvez eu lhe dê uma barbatana para a desenrascar.
:-)
(E agora já tem outro post para comentar, não esqueça):


De Teresa Santos a 31 de Março de 2011 às 13:31
Tudo bem!
Por penitência de não ver o correio atrasado, fica o Sr. Carapau obrigado a rezar 100 pais-nossos e 300 avé-marias.


De Teresa Santos a 31 de Março de 2011 às 13:36
Mais 400 voltas ao aquário por enganar quem tanto o estima.
Estará o Sr. Carapau lembrado (ler leu, porque respondeu) que comentei o seu belíssimo post sobre os epitáfios??
Sr. D. Carapau, aja paciência!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds