Quinta-feira, 16 de Setembro de 2010

Uma fábula com história...

 

 

…ou a história de uma “Fábula”

 

                     

                                      (Capa do livro a que se faz referência)

 

 

Nos princípios de 1998 o Diário de Notícias lançou um concurso de contos curtos, a propósito da Expo’98. Havia algumas condições, para além de não se excederem as 98 palavras, como por exemplo, conterem a expressão “Expo’98” que para o efeito contava como uma palavra e serem assinados por um pseudónimo, ainda que o autor tivesse que se identificar num documento à parte.

Resolvi tentar escrever um conto que satisfizesse as regras e depois de verificar que afinal não era muito complicado, acabei por mandá-lo para o D.N.

Nunca mais me lembrei do caso, até que um dia, pouco antes da abertura da Exposição, recebi uma encomenda postal do jornal, com duas coisas: um livro onde estavam publicadas 98  histórias, seleccionadas por um júri, e dois bilhetes para entrar no recinto da Expo-98. Eram estes os prémios para os 98 “escolhidos”.

Portanto muita atenção: Carapau além de ter obra publicada também é autor premiado!

 

Foi este o conto que então escrevi:

 

Fábula

Quando me disseram que uma prima andava a trabalhar nas obras do metro, meti-me ao caminho, sem atender aos conselhos dos mais velhos.

Procurei, procurei e finalmente encontrei as obras, mas a “tal” não era minha prima.

Sozinha na cidade, a vida não foi nada fácil.

Muitas dificuldades, muitos obstáculos… - até fominha passei.

Um dia entrei, clandestinamente, no recinto da Expo’98 e encontrei o paraíso: instalações de primeira, comidinha à farta!

Sol de pouca dura, porém, pois uma manhã ouvi o jardineiro dizer:

“Anda uma toupeira no jardim Garcia de Orta. Temos de lhe tratar da saúde”.

 

Explicações complementares e certamente supérfluas.

1-Na altura andavam em curso as obras da linha vermelha do metro, que iria servir a zona da “Expo” e nelas era usada uma escavadora de túneis geralmente conhecida por “Toupeira”. Daí a referência à prima.

2-O livrinho chama-se “Expo em 98 palavras” e é uma edição do DN na sua colecção “textos e documentos”. O número total de contos admitidos ao concurso foi de 2364 dos quais foram escolhidos os 98 que aparecem no livro. Algumas destes contos são mesmo muito bons e o Carapau bem gostava de ter sido o autor deles.

3-Descobri agora que o livrinho aparece referenciado na net, por exemplo, aqui.

publicado por Carapaucarapau às 18:04
link do post | comentar | favorito
18 comentários:
De Maria Araújo a 16 de Setembro de 2010 às 18:55
E em 98 palavras, contaste uma estória com história.
Cliquei no aqui, e não aparece o que penso estar lá.

Beijinho


De Carapau (deslinkado) a 17 de Setembro de 2010 às 22:26
Sempre tive fui muito zoológico :-)
Ontem toupeira, hoje carapau.
Bjo.
(Quanto ao link ele não funciona mesmo, mas não é nenhuma partida minha.


De Red Maria a 16 de Setembro de 2010 às 23:05
Obra publicada e autor premiado é coisa para carapau sem escamas.

No 'Aqui' não aparece nada.


De Carapau (escamudo) a 17 de Setembro de 2010 às 22:29
Eu diria mesmo que é de carapau bem escamudo.
(Aqui aparece no "aqui" qualquer coisa, mas não o que eu pretendia)


De Teresa Santos a 17 de Setembro de 2010 às 12:19
Ora esta?! E assim se tem um amigo ilustre, laureado, premiado, enfim, um génio da escrita.
Mas, para que conste, também já concorri a uma coisa semelhante e ganhei o primeiro prémio, só que o meu prémio foi muito melhor: um trolley "à maneira", cheio de malandrices, leia-se, bolsos, bolsinhos e quejandos.
E esta, hem!
P. S. Um dia destes posto-o lá no meu sitio.


De Carapau 98 a 17 de Setembro de 2010 às 22:32
Claro! A menina não pode ver nada nos outros. Eu fui um entre 98, a menina tinha de ser a 1ª! (só espero que não tenha sido a 1ª entre 1 :-)
Fico à espera para ler essas habilidades de campeã.


De AGM a 17 de Setembro de 2010 às 18:18
Pois eu nunca concorri a nada. Acho que foi por essa razão que tiveste sorte ò Carapau ;)


De Carapau (modesto) a 17 de Setembro de 2010 às 22:36
Disso não tenho dúvidas. Se por acaso tivesse sido o último da lista, bem teria saltado da carroça, se tu tivesses concorrido.
Então se a história metesse freiras...


De AGM a 22 de Setembro de 2010 às 21:22
Que se pasa? Um comentário que nem parece teu! Onde estáo a alegria e o humor com os quais nos habituaste?


De Carapau a 24 de Setembro de 2010 às 22:17
Nem todos os dias são dias, mas pretendi fazer um elogio :-)


De MagyMay a 22 de Setembro de 2010 às 11:26
Parabéns, Sr. premiado!

Vou tentar a rotina de vir até aqui. Sabe porquê? Ganho qualquer coisinha...parece-me...


De Carapau (agradecido) a 24 de Setembro de 2010 às 22:20
Obrigado novel visitante.
Não tenho tanto a certeza que ganhe alguma coisinha, mas vou esforçar-me.
E vou passar a ir lá ao seu sítio, ver como andam as coisas.


De maria teresa a 23 de Setembro de 2010 às 19:52
Eu sabia! Eu sabia! Ou melhor, não sabia nada! Pressentia! O tão falado 6ºsentido, porque só podia ter escrito um conto a duas mãos com um laureado!:):):)


De Carapau a 24 de Setembro de 2010 às 22:31
Como sabes, "laureado" vem da coroa de louro que se põe na cabeça dos vencedores.
Logo um Carapau com coroa de louros vê-se logo à distància. Vê-se e cheira-se. Portanto o 6º sentido não te poderia enganar. :-)

(Bem regressada do barroco. Também andei na zona mas entretido com outros estilos...)


De maria teresa a 25 de Setembro de 2010 às 11:56
Porta-te bem Carapau...:):):)
Bj


De Carapau (bonzão) a 27 de Setembro de 2010 às 13:00
Mais ainda???
:-)


De Di__vagar a 26 de Setembro de 2010 às 03:32
ah carapau carapau que me andavas a enganar!!
;O)
grd poder de sintese sim sr..e gostei dos trocadilhos tbm..
bjs


De Carapau a 27 de Setembro de 2010 às 13:38
Então eu sou lá homem para enganar alguém, comadri?
É que nem depressa nem di...vagar!
:-)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds