Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010

O relógio

                   

                    

                           (Esta fotografia foi obtida utilizando os escassos recursos disponíveis)

 

  

É um velho relógio de mesinha de cabeceira, com caixa de madeira preta trabalhada e com umas incrustações de metal, já incompletas. Tem todo o ar de ter sido prenda de casamento, mas já ninguém me pode informar disso. Também era despertador, mas agora (fruto certamente de intervenções avulso de “relojoeiros” amadores, pois sempre abundaram na casa) já se fixou eternamente nas 5 menos um quarto. Pelo menos está certo duas vezes em cada 24 horas, coisa de que muitos relógios não se podem gabar.

Na outra mezinha está outro relógio mais modernaço, dito digital, com todo o ar de ter sido comprado numa grande superfície ou numa loja dos chineses. Esse marca as horas mais ou menos certas, desperta quando o mandam e dá informações preciosas quando, sem ninguém lhe perguntar, diz que a fila de trânsito já chega à 2ª ponte do Feijó e que também na VCI o trânsito se faz com dificuldade. Aqui, onde estão a “relíquia” e o “modernaço”, não há trânsito digno de ser noticiado.

Hoje, ao reparar que a “relíquia” tinha o mostrador deslocado, estando as 12h no lugar da 1h, dei-lhe um toque e sempre ficou com um aspecto mais sério.

Ele agradeceu e, piscando-me o olho – o que fez tremelicando o ponteiro dos minutos – perguntou baixinho: “quando é que esse fala-barato se vai embora?”

Eu sorri disfarçadamente e sem dizer nada (não sou tipo de falar com relógios, ainda por cima parados no tempo) virei-lhe as costas e fui à vida.

Mas depois pus-me a pensar que afinal ele é mesmo o relógio que me convinha ser. Por ele o tempo não passa…

Talvez um dia destes mande o da “2ª ponte do Feijó” dar uma volta…

publicado por Carapaucarapau às 15:44
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds