Quinta-feira, 17 de Junho de 2010

O Dicionário

Começa por “A ou a” – vogal, 1ª letra do alfabeto, e vai por aí fora até acabar em “zuzuto”, um adjectivo que designa aquele que é parvo ou aparvalhado. Espero que não seja nada comigo, mas às vezes…

Mil seiscentas e tal páginas, no exemplar que acabei de retirar da estante, e que tenho agora aberto aqui à minha frente. Nesta altura lembro-me de ter lido em tempos, que o 1º Dicionário da Academia também começou pela letra A, mas desta letra não passou, terminando em “azurrar”, o que levou um ilustre escritor (Herculano?) a dizer que o tal dicionário dos ilustres académicos acabou por onde começam os burros. Por curiosidade vou ver qual a última palavra da letra “A” no meu dicionário e descubro que é “azurzir”. Neste dicionário depois de se azurrar ainda se azurze. Progressos…

Quando consulto o dicionário perco-me. Vou, por exemplo para saber o que significa a palavra estilicídio e palpito abri-lo portanto na letra “E”, mas nem sempre acerto e então os meus olhos lêem “gangazambi” e fico a saber que é aquilo que em Angola chamariam ao padre da minha terra. Ando umas tantas folhas para trás para me “meter” na letra “E”, e leio escorcemelar-se e o livrinho diz-me que é o mesmo que escorçomelar-se o que me deixa mais descansado pois meia dúzia de palavras mais abaixo informa-me que significa escapulir-se. Tomo boa nota, porque daqui para o futuro passarei a escorcemelar-me em vez de me escapulir, sobretudo quando é difícil fazê-lo, o que acontece a muita boa gente, quando quer escorçomelar-se. Nesta altura toca o telefone e atendo-o. Se soubesse do que se tratava bem eu me tinha escapulido, já que ainda não estou suficientemente treinado em escorcemelar-me, nem tão pouco optei por esta forma ou por escorçomelar-me, talvez com a prática venha a fazer uma opção ou a aprender em que ocasiões devo empregar uma ou outra.

A verdade é que atendi o telefone.

(- Boa tarde!

- Boa tarde.

- Desculpe incomodá-lo, mas é só 1 minuto…

- Sim. Diga…

- Chamo-me Adalgisa e estou a falar da firma Perlimpimpim.

- Sim.

- O Senhor é nosso cliente e mandou reparar aqui o seu carro…

- Sim.

- De 1 a 10 como classifica a maneira como foi atendido?

- Ora deixe-me pensar…de 1 a 10…talvez 6,57.

- 6 ou 5 ou 7?

- Não. 6,57.

- Ah! E que pontuação daria ao tempo de espera.

- Tempo de espera, tempo de espera…3, 125.

- Sim?

- Sim.

- Não precisa ser tão rigoroso…

- Sou rigoroso sempre e quando colaboro é com rigor.

- Obrigada.

- Não tem que agradecer.

- E agora quando à nossa eficiência, que nota lhe daria?

- Nossa, de quem?

- Nossa,  da empresa.

- Ah! Eficiência…5.

- Só?

- Queria mais?

- Não, não é isso. O Senhor dá a nota que bem entender. Quis perguntar se era um 5 só, isto é, sem vírgula e mais algarismos à direita.

Ah! Julguei… Olhe se quiser pode pôr 5,000.

- Obrigada pela sua colaboração e esperamos continuar a tê-lo como nosso cliente. Boa tarde.

- Boa tarde.)

Volto para a secretária e vejo o dicionário. Já não me lembro para que raio o retirei da estante. Para alguma coisa deve ter sido, o telefonema despistou-me completamente. Não tenho a certeza se deveria ter classificado a eficiência com 5,000 se com 4, 999. Gaita! E o dicionário? Dou uma vista de olhos pelos papéis em cima da secretária para ver se descubro qualquer palavra que me tenha levado a recorrer ao dicionário, mas não encontro nenhuma. Os papéis quase só têm números. Levanto-me para arrumar o dicionário e dou com os olhos num livro, aberto, com a capa meio descolada. Eureka! Era isso mesmo. Tenho que colar a capa e servir-me do dicionário como peso para ficar bem apertada durante um tempo. Até que enfim que descobri. Estava a ficar preocupado. Que nota daria eu à minha memória? Talvez…

 

Pronto. Livro colado, dicionário a fazer peso, cada coisa é para o que “nasce”.

 

 

 

 

 

 

publicado por Carapaucarapau às 19:19
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds