Sábado, 9 de Janeiro de 2010

"Centenário"

                                

 

 

 

 

Pois é verdade. Este é o 100º post deste blog.

Nada do outro mundo, há blogs com centenas e milhares de posts, mas para quem não sabia no que isto ia dar, é um bom motivo para uma comemoração.

O boneco comemorativo fi-lo eu, ainda que inspirado num semelhante que vi há tempos numa revista. Acho que vai bem com a cara estanhada do Carapau. Cem posts a uma média de 700 palavras por post são 70.000 palavras a que corresponderão perto de meio milhão de batidas de teclas. Ufa!!! Para um Carapau não deve ter sido tarefa fácil. Não foi mesmo, mas em geral foi feito com gozo do próprio…

Nestes 100 posts houve de tudo. Maus, muito maus, assim-assim (a maioria) e um ou outro que me agradou. Agradam-me aqueles em que, ao escrevê-los, solto umas sonoras gargalhadas. Sinal que a coisa me está a sair bem e com algumas hipóteses de agradar a outros peixes que resolvam navegar por estas águas. Em geral límpidas, ainda que aqui e ali possa ter havido uma ligeira turvação.

Gosto de rir e mais ainda de brincar. Tendo já uma certa experiência em fugir aos arrastões, é natural que não me preocupe muito com certas coisas  da vida. Mas, curiosamente ou não, acabo por levar a vida muito mais a sério do que ela merece. Quando me apercebo disso, tento mudar de agulha, algumas vezes sem o conseguir.

Por isso, ao longo destes 100 posts, foi um ziguezaguear constante, sem rumo, nadando ao sabor das marés e deixando-me ir ao sabor das correntes, mas tentando controlar-me. Depois, de repente saio da corrente e nado contra ela. Exercita-me a barbatana, ou melhor, as barbatanas, que nesta manobra tem de entrar tudo: cabeça, tronco e barbatanas.

Este é portanto um post diferente e para esquecer. Isto de centenários nunca fizeram bem a ninguém, quando lá se chega, raramente, se está com pachorra para os aturar.

(Para quem não estiver a perceber nada do que estou a dizer, faço aqui esta pausa, para poderem escapulir-se sem ninguém topar. Façam o favor…)

Continuando…

Falava eu de centenários. Este ano comemora-se o da implantação da república, vai haver discursos, foguetório e bandas de música, digo eu, a revelar já parte do programa. “Cem anos de progresso, de avanços, de grandes passos em frente”. Aqui chegados já estamos a um passinho do abismo. Agora é só dar mais esse passo. Mais um esforço e lá vamos nós (ou vós que eu já estou cá em baixo à vossa espera há muito. A nadar, a palrar com as navalheiras, a ouvir as queixas destes e daquelas).

Se tivéssemos continuado na monarquia, estaríamos (é curioso!) exactamente no mesmo sítio. Isto quer dizer muito, digo eu, que nem sou monárquico.

(Aqui, assim à beira do abismo, apetecia-me meter umas palavras em latim, para me dar ares a modos de Padre António Vieira a pregar aos peixes, mas não tenho por aqui nada nem ninguém à mão que me ajude. Além disso os outros peixes fugiam logo, que agora fogem do latim como o diabo da cruz, isto porque o burro do diabo não conhece uma Cruz que eu conheço. Ainda bem. Atenção! Não tirar conclusões erradas. Este “ainda bem” refere-se à Cruz que eu conheço e a nada mais. Nada de extrapolar).

Daqui a pouco chego ao fim do post sem ter dito nada de jeito, o que é bom sinal e mostra que estou ainda em plena forma. É só picar alguns dos 99 anteriores e tirar a prova dos noves. 99, noves fora, nada. Nunca a matemática enganou ninguém. Nem eu, a não ser daquelas vezes em que…

(se estavam à espera duma confissão, desiludam-se. Aqui na caverna, como no inferno de Dante, está pendurado à entrada o aviso: “Oh vós que entrais, deixai lá fora toda a esperança”).

 Até já eu perdi a esperança de terminar isto duma maneira airosa e não me salta nenhuma faísca de talento (de quê? Ah! Ah! Ah!) para o conseguir. Mas em dia de centenário, quem não desculpa estas coisas ao “aniversariante”? Há sempre aquela: “o tipo já está com os copos. Hoje ainda pior que nos outros dias”.

O que não deixa de ser uma boa maneira de me despedir.

Agradecido e até ao próximo! Voltem… porque só se arrependerão depois.

 

(Olho em volta e já não vejo ninguém. É sempre assim: desde que não haja navalheiras, búzios, pasteis de bacalhau, rissóis de camarão e outros petiscos, debandam todos. Mas fica aqui um aviso. O 101º vai valer a pena. Promessa de…)

 

Nota:

Não contando com estas, o post tem 757 palavras, o que prova: 1º- que não está longe da média; e 2º- que o Carapau é lixado para fazer contas.

publicado por Carapaucarapau às 19:02
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds