Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

Encher pneus

 

Comecei o ano a meter essência no tanque. Agora, aqui, para continuar vou bufar ar nos pneumáticos, por manifesta falta de inspiração. Este é o post nº 99 e o centenário está aí à porta e eu assim de mãos a abanar, sem ter conseguido até agora arranjar alguma coisinha saborosa para oferecer. Estou a ver a coisa negra…

Vamos lá então encher este pneu.

 

OOe oP

(ou a técnica de encher pneus, sem ser a bufar ar)

 

Ocupam, respectivamente, as 15ª e 16ª posições no alfabeto, considerado sem o “K”. Um dia destes, com a entrada daquele, descem um lugar na classificação. São actualmente duas entre vinte e três, passarão a ser duas entre vinte e seis, quando com o “K” entrarem também o “W” e o “Y”.

Andam muitas vezes juntas, guardando a ordem por que aparecem no alfabeto, mas na maior parte dos casos aparecem com a ordem invertida, isto é, com o P a empurrar o O. As duas sozinhas aparecem em poucas ocasiões e em geral o O usa um sinal na cabeça parecendo, neste caso, um boné de pala. O PÓ que então fazem, causa alergia a muita gente. Eu, espirro quando me aparecem assim. Outros fazem “linhas” com ele e aspiram-no.

Na aspiração também há dois processos: por meio dum aspirador, para o PÓ que se acumula lá em casa, e por um canudinho para o PÓ que é importado, sem pagar direitos alfandegários. Deste, também há quem o leve em injecções. Parece que então lhe chamam cavalo, vá-se lá saber a razão…

Por vezes, deve ser quando chove, o O usa um chapelinho e aparece o PÔ, mais no Brasil do que cá, mas só quando não se quer dizer PÔrra mesmo.

No verão o chapéu é de outro feitio, para melhor resguardar do sol, mas nessas ocasiÕes andam sempre acompanhadas. Quem PÕem e disPÕe  sabe do que eu falo.

Já na posição OP, e sozinhas, são raramente vistas. Normalmente em meios mais eruditos, seja a falar das obras de um grande escritor, seja, e aqui mais frequentemente, a falar das obras dos grandes compositores. Veja-se o exemplo “Concerto para piano e orquestra em lá menor, OP. 54 de Shumann”.

Mas não passa de uma redução duma palavra latina (op. de opus=obra).

Quando uma coisa é ÓPtima lá estão os dois pela ordem, mas com acompanhamento. E brevemente, no caso deste exemplo, o “O” vai ficar só, porque o “P” vai à vida. E em mais palavras vai acontecer o mesmo. Um tal acOrdO, em que o P não entra, a isso vai obrigar.

São duas letras que entram em muitas palavras com as mais diversas companhias, sobretudo o O que andam sempre em grandes fOlias, já que o não deixam entrar em “grandes festanças, pequenas festinhas, nem em bailes, nem em serenatas, e em tantas danças”. Mas quando entra, arrasta a perna no tangO, já que não dança a valsa, nem mesmo o samba.

No OvO (que mais parece uma cara que uma palavra) está em maioria e são precisas aquelas duas traves inclinadas para os dois juntos não fazerem um infinito \,\!\infty. Quando um O salta para cima de outro O já a coisa é mais fácil pois não fazem mais que um 8. Já no 80 são precisos três e, quando entram mais, nunca se sabe o que pode acontecer…Uma suruba não fazem, porque o O não entra nesses ajuntamentos.

Já o P é Pau para muita obra, mas nunca foi encontrado agarrado a outro P. Nem salta para cima de outro P, ainda que também dê os seus Pulos. É letra que não entra nesse tipo de coisas, coisas essas que, curiosamente, até começam por P. Ironias…

Muito Prático é mais do tiPo Pão Pão e nenhum queijo, mas emparelha com muitas letras, não indo, no entanto, com qualquer uma. Já o O é pau para tOda a Obra, querendo eu dizer que tanto vai à frente como atrás, tanto se agarra ao F como ao G ou ao H.

Ao H andou agarrado o P, em tempos, como acontecia nas “Parmácias” antigas e mesmo quando duas pessoas “POdiam”, bem ou mal, uma com a outra. Mas não era de seu feitio essa companhia e desligaram-se. Depois deixou essas coisas para o F sozinho e por isso nunca mais se juntaram. O P é “Porreiro Pá”, já o F está Feito para outras Funções (bem agradáveis muitas vezes, mas isso já sou eu a falar).

Mas a conversa é sobre o O e o P, as outras letras também darão PanO para mangas, mas noutra OcasiãO. No PratO, no PatO, no PitO e quando se empoleiram no PináculO, uma abre e a outra fecha. Já numas boas aPOstas deixam esse trabalho para outros. No meio da corruPçãO, está o P, e o O aparece no fim para fechar o negócio.

Por falar nisto, nenhuma das duas (O e P, recorde-se) é suspeita de estar metida na sucata, mas têm ParceirOs POlíticos que estão metidos até ao PescoçO. Uns OPinam sobre a OPacidade  das OPerações, outros OPõem-se, OPortunistas, na esperança de também virem a ser convidados para OPíParOs  almoços.

O e P dão valiosa colaboração aos PhilhOs da Puta, mas enquanto o P só ajuda os que fazem Panelas, já o O entra em quase todas, desde o Ócaraças até outros PalavrÕes de importância superior.

 

Isto só não foi um POst para encher chOuriçOs, ou mesmo Pneus, porque as duas letras não se entenderam sobre o assunto, mas depois acabaram por chegar a acordo e fizeram um PactO. Encheram um PneumáticO e um PaiO. Sendo com carne do lombo, nem é PiOr…

“PiOr que o PaiO do PriOr só mesmo o PaiO do ProcuradOr” (mas isso deve ser da qualidade da carne). Isto dizem as beatas, que é coisa onde P e O não metem o bedelho.

E ProntO, cheguei ao Phin(O)!

 

(Também era  _ _ssível escrever sem _s  e _ês , mas nã_ era a mesma c_isa)

 

 

 

 

publicado por Carapaucarapau às 12:52
link do post | comentar | favorito
18 comentários:
De arroba a 5 de Janeiro de 2010 às 14:37
Texto delicioso!!! Bela ideia1 Imaginação à solta1Eessa cabecinha Pensadora levou-me a consultar o Dicionário da Língua Portuguesa , da Porto Editora dei de caras com o POnto de admiração e os Pontos Cardeiais, que me fazem ainda lembrar o repasto da quadra natalícia.
"li" a letra "P" toda, desde o Pó até ao "Puxo" , tomei consciência que sem esta letra , não era de facto a mesma coisa.
Quanto ao "O" , particularmente , gostei das várias aplicações desta letrinha na palavra "Onda", desde as curtas e compriodas, passando pelas hertzianas até chegar à onda média. Gostei. Vou-me deixar ir na Onda, sempre se levanta algum Pó! ( Imagino os comentários que por aqui vão POusar)
Parabèns pelo POst!.


De Carapau a 6 de Janeiro de 2010 às 01:04
Isto afinal é serviço público!
Pôr as pessoas a ler o dicionário de cabo a rabo...
Ainda vou ter direito a um subsídio para divulgar o alfabeto.
Portanto o P todo já está "aviado". Agora só faltam mais 25... Lá para a Páscoa está o dicionário passado a pente fino.
Não desanime! Força!
Obrigado pelas palavras.


De arroba a 5 de Janeiro de 2010 às 14:39
Mil Perdões pelos erros, ando Pitosga!


De maria teresa a 5 de Janeiro de 2010 às 20:25
OP= Óptimo Post
Mas que imaginação, que encadeamento de palavras e não encheste só pneus e chouriços, encheste OlhOs e Paladares, as Palavras também POdem ter sabOR.
FOi um bOm PrOdutO PrOvindO dO mar...Ou nãO fOsses tu O caraPau.


De Carapau a 6 de Janeiro de 2010 às 01:10
Se enchi os OlhOs deve ter sido com o PÓ.
E os Paladares só se foi com o PaiO. Se do PriOr ou do PrOcurador é que fiquei sem saber :-)


De maria teresa a 6 de Janeiro de 2010 às 03:21
NãO fOi O PriOr nãO fOi O PrOcuradOr fOi O dOutOr O que PisOu O POlegar dO ParOcO , O que PaPou O PatO dO PratO dO PrOfessOr.


De Carapau a 6 de Janeiro de 2010 às 23:35
Tanta gente para comer o PaiO!
É por isso que estamos como estamos. Nem cortado na máquina de fiambre o PaiO vai chegar para todos.


De maria teresa a 6 de Janeiro de 2010 às 23:48
O cOmprimentO dO PaiO cOlOca de fOra O PrOblema
dO PrOpOrciOnar a tOdOs.


De Carapau a 7 de Janeiro de 2010 às 13:59
PrOpOnhO PaiO e PãO Para tOdOs!
(Parece PrOPOsta de PartidO POlíticO)


De Maria Araújo a 5 de Janeiro de 2010 às 22:44
Fartei-me de rir, Ò caraPau.
SÓ mesmo tu Para escrever um POça de um texto como este.
Eu até queria inventar qualquer coisa, mas esgOtaste todas as POssibilidades.
POrreiro.
NãO fOi POr acasO que, há alguns dias e a PrOPÓsitO de destaques no saPO, alguem cOmentOu que selecciOnam sempres os mesmOs blOgs.
Pediram sugetÕes e referi O teu.
É que tu tens uma sensibilidade, Pá!
BeijO



De Carapau a 6 de Janeiro de 2010 às 00:57
Ó (P)atinhO, Pá , sÓ tu!
Então andas por aí a espalhar as virtudes do Carapau?
Qualquer dia tenho as televisões a puxarem -me pelas barbatanas ou a apertarem-me as guelras.
PÔ!
Bjo.


De Red a 6 de Janeiro de 2010 às 17:41
Para além da muita imaginação e criatividade, muito Opinaste tu sobre a nOssa triste actualidade.

By the way... as três letrinhas de que falaste no ínicio do texto já fazem parte do nosso alfabeto.

Sobre o acOrdo não me pronuncio mas quer-me parecer que é um grande disparate.



De Carapau a 6 de Janeiro de 2010 às 23:38
E dizes muito bem. Nos dicionários já há muito existem essas letrinhas´. No total 26.
Quanto ao acordo...vou passar a dar muito erros!


De Calendas a 7 de Janeiro de 2010 às 19:07
Boas.
Bica Bola e Bolo de Arroz.
Bebes bica também?
Bom: bote mais uma bica.
A Bola: o Benfica bateu o Braga -
Em Braga?
Bravo! Bestial!
Bem, já bebeste a bica?
Ainda bem. Até breve!

(já me tinha fartado dos O e P, por isso tem a Bondade de aceitar este comentário aliterado).


De maria teresa a 8 de Janeiro de 2010 às 00:32
Chegou a Calendas e tomou rédeas!
Pôs ponto final (: ; ; , ... ! ? ) e pronto!


De Carapau a 8 de Janeiro de 2010 às 10:36
O Benfica Bateu o Braga em Braga?
Ah!Ah!Ah! Podias não ter faltado à verdade e sem sair dos BB.
Nâo Benceu Não! Berdeu!


De Anónimo a 8 de Janeiro de 2010 às 13:27
Sei eu lá alguma coisa de futebol!


De Pneus Baratos a 11 de Fevereiro de 2010 às 13:47
Muito bom! Parabens..


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds