Terça-feira, 14 de Abril de 2009

Os grandes videntes

                                                

 

 

À caixa do correio do Carapau vem desaguar tudo o que é informação e desinformação. São extractos de contas nos off-shore espalhados por esse mundo fora (…), empresas especializadas em caixilharia de alumínio (às dezenas, nem sei onde há tanto alumínio), pintores às dúzias a oferecer os préstimos dos seus pincéis, empresas de telecomunicações que são ainda mais que as do alumínio (nem sei onde estão escondidas, que nunca as vi “por aí”), receitas miraculosas para a queda do cabelo, e pedidos de liquidação de facturas (estes então excedem todos os outros já mencionados, mas eu não lhes ligo…). Não há nada, mas mesmo nada, que não venha cá parar. O Carapau, inventivo, tem uma rampa que permite fazer escorregar directamente para o caixote do lixo (é o principio das caixas comunicantes), toda esta “informação” que o tornaria imensamente feliz, se lhes prestasse alguma atenção (exceptuam-se as facturas, obviamente, que essas só trariam infelicidade…).

Mas, para além das declarações de amor que o Fisco também manda de vez em quando (O Fisco e outros parentes do Fisco… e ainda dizem que não há geração espontânea…), que não convém deitar para a rampa de lançamento, cá por coisas que eu sei mas não digo, há um outro tipo de “correspondência” que eu leio religiosamente. São uns pequenos cartões (só pelo tamanho já merecem atenção, pois poupam imenso as florestas…) dos Videntes & Cª.

Assim em três dias seguidos saíram-me outros tantos cartões destes.

No 1º dia saiu-me na rifa este do Professor Kakaduku – astrólogo e um grande médium vidente, segundo apregoa. Para além da morada e dos números de telefones das diversas redes (o que mostra a consideração que o Prof. tem pelas possíveis vítimas, perdão, clientes), naqueles 70 centímetros quadrados o Mestre Professor expõe a sua imensa sabedoria e os dons que lhe permitem tratar de tantos e tão variados assuntos.

Para começo e para que não haja dúvida o Mestre informa que é dotado de “Dom Herditário” (sic), o que põe logo a clientela em sentido. Depois reza assim o papelinho:

“Especialista de todos os trabalhos ocultos. Resultados rápidos e garantidos. Resolve todos os problemas mesmo os casos mais complicados: amor, negócio, casamento, impotência sexual, depressão (repare-se na sequência da enumeração, o que prova que o Mestre não é nada parvo…), doenças espirituais, sorte ao jogo, protecção, retomo (sic) imediato e definitivo de quem amar, harmonia matrimonial e fidelidade absoluta entre esposos”.

 “Se quiser prender (sic) uma vida nova e pôr fim a tudo o que o preocupa”, contacte o Mestre, que ele tratará do seu problema.

E não é de qualquer maneira. O Mestre “trata tudo com rapidez (coisa que os tribunais não são capazes de fazer), honestidade (coisa que vários coisos não sabem fazer…) e eficácia” (coisa que a administração pública e afins não sabem e não querem fazer. E aqui podíamos meter muita mais gente. Aqui, ali atrás e acolá mais à frente…).

O Mestre está sempre de plantão, sete dias por semana, das 9h às 22h (o que nem todas as urgências conseguem) e trata os assuntos pessoalmente ou por carta, com este pormenor importante que nem o Fisco (já aqui citado pela segunda vez) faz. O pagamento só é feito depois do resultado. Preto no branco (sem segundas intenções) é o que afirma o papelinho e é portanto uma garantia do Mestre.

E mais não cabe no pequeno rectângulo de papel.

 Ou melhor, até caberia pois o verso do papelinho está mais branco que a alma do Professor (esta comparação é da minha lavra e não a posso provar, uma vez que só vi o papel. Portanto chamo a atenção para o facto dela poder ser incorrecta. E isto aqui não é recanto para incorrecções. Quem as quiser ler vá ao Diário da República…).

Dizia eu que o Mestre podia aproveitar o verso do papel e de várias maneiras possíveis: ou oferecia um calendário, indicando por exemplo os dias mais propícios para determinados “negócios”, ou então oferecendo uma ou duas receitas de culinária, ou os horários dos comboios, ou umas anedotas, ou umas rezas para elevar o astral (mas acho que estas estão no rol das pagas), ou ainda, alargando o campo das suas competências, por exemplo assim: (e isto é uma borla minha ao Professor, na esperança que um dia me faça um desconto numa futura consulta):

“ Além do que ficou dito no outro lado deste cartão, também dou palpites para o euromilhões, totoloto e lotaria. Em casos especiais e a pedido, posso mesmo ajudar a preencher um ou outro boletim. Também dou aconselhamento na compra de sapatos e botas e na compra de roupa interior para senhoras (neste caso vou a casa das clientes a qualquer hora, fora do horário de trabalho, para tirar medidas). Deito cartas e ajudo a deitar crianças e aconselho a nunca deitar nenhuma oportunidade fora, que os tempos não vão para isso. Corto cabelos e faço penteados punk. Ensino a fazer pipocas”.

E muito mais não podia dizer o Mestre Professor porque entretanto acabava o espaço disponível no papel.

No 2º dia aparece-me no correio outro cartãozinho semelhante ao do Professor, garantindo tratamento para “problemas sentimentais, casamento destruído, económicos ou dívidas, espirituais, depressão, vitima de bruxaria, inveja ou pragas, desmaios ou ataques, doenças, maldição hereditária ou qualquer outro tipo de problema”. E na margem esquerda do papel, de cima a baixo, a palavra GRÁTIS!

Não sei bem o motivo mas cheirei o papel e havia ali qualquer coisa a insinuar dízimos ou assim…

Quer isto dizer que a concorrência está brava, mas ainda assim vou pelo Mestre Kakaduku, porque estas coisas de borla, cheiram-me a esturro.

 

No 3º dia havia um cartão igualzinho ao 1º, mas de cor diferente, o endereço e o nome também diferentes (este agora é do Prof. Bimboduku), mas a conversa é igualzinha à do Mestre, sem tirar nem pôr, com os mesmos erros e tudo.

Mas tem mais: até o horário de atendimento é o mesmo nos mesmos dias da semana.

Como é que o homem pode estar em dois sítios ao mesmo tempo? É certamente outro dom do Mestre: a ubiquidade. Num dia está o Grande Médium Vidente num local e o Grande Vigarista no outro, e no dia seguinte trocam.

O gajo (com perdão pela palavra) é mesmo um Mestre…

 

 

 

 

 

 

publicado por Carapaucarapau às 12:32
link | comentar | favorito
2 comentários:
De Maria Araújo a 14 de Abril de 2009 às 17:11
Mestre Kakaduku, como o nome indica ele tira a "caca" do "cu", logo só faz merda que "atira" aos olhos dos cliente . E, como se come muito com os olhos...
Professor Bimboduku, como o nome indica deve ser ele o dono daquele pão de forma fofo... Mas não sabia que este pão saía do "cu".
Se um faz merda e o outro faz pão, deves ter razão, são a mesma pessoa em locais diferentes.
Beijinho


De Paula a 14 de Abril de 2009 às 18:45
Carapau Carapau,
Acho que me vou dedicar a essa actividade... Pelos visto resulta, para eles gastarem dinheiro nos cartõezinhos, ah pois é... Anda aqui uma quase senhora a pensar no que vai fazer à vida... Uma boa opção, ainda por cima sou Africana e tudo:)
Beijos,
Paula


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. E vai (mais) um...

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds