Quarta-feira, 1 de Abril de 2009

Entrevista (6)

 

 

Nota prévia:

Atendendo à data, até pode parecer que esta entrevista é uma mentira. Nada disso. O que pode acontecer é que daqui se entreviste a mentira.

 

Entrevista dada à Revista Mare Nostrum

 (ou “Um modelo de entrevista”)

 

Mare Nostrum: - Nesta entrevista vamos debater o problema da degradação dos mares.

CarapauCarapau: - Vamos a isso.

MN: - Simpatiza com as ideias ecologistas?

CC: - Quem? Eu?

MN: - Não vejo aqui mais ninguém…

CC: - Eu vejo-o a si…

MN: - Mas a pergunta era para si…

CC: - Isso é outra coisa. Se a pergunta era para mim eu vou tentar responder…

MN: - Muito bem.

CC: - Muito bem porquê? Eu ainda não disse nada.

MN: - Sim mas…eu queria dizer que enfim….

CC: - Mas afinal quem fala? Sou eu ou o senhor jornalista?

MN: - Por quem Carapau…

CC: - Por quem sou? Que tem o senhor com isso? Está a querer devassar a minha privacidade. Eu não admito…

MN: - Desculpe mas há aqui um malentendido…

CC: - Aqui onde? Não vejo…

MN: - A entrevista está a decorrer mal. Vamos recomeçar.

CC: - Recomeçar como? Ainda nem começou. Eu já disse alguma coisa?

MN: - Não de facto não disse.

CC: - Então se não disse como vamos recomeçar? O senhor está a levantar um problema no qual eu nunca tinha pensado. Recomeçar sem ter começado. Lembro-me que aqui há muitos anos me aconteceu uma coisa…

MN: - Desculpe interrompê-lo mas gostava que o Carapau se cingisse ao tema da minha pergunta.

CC: - Qual pergunta? O senhor jornalista já fez alguma pergunta?

MN: - Em boa verdade já não me lembro se fiz ou se penso que fiz.

CC: - Tem de ter cuidado consigo. O senhor tomou óleo de fígado de bacalhau quando era criança?

MN: - Tenho uma vaga ideia que sim.

CC: - E gostava?

MN: - Acho que não, já não me lembro bem.

CC: - Nem bem nem mal, concorde.

MN: - Concordo. Não me lembro mesmo de nada.

CC: - Assim está melhor. Que lhe parece esta entrevista?

MN: - Muito boa e muito proveitosa.

CC: - Proveitosa?

MN: - Proveitosa sim. Vai fazer um sucesso.

CC: - Não admira. O senhor é um excelente jornalista.

MN: - Obrigado. Foi um prazer e uma honra entrevistá-lo. Dou por terminada a entrevista.

CC: - Dá por terminada? E aquele assunto?

MN: - Que assunto?

CC: - Que assunto? O da minha prima.

MN: - Ah! Esse.

CC: - Porquê? Havia outro? Como vamos resolver isso?

MN: - Não sei. Tenho de falar com o meu director.

CC: - Não me diga que nunca falou com ele?

MN: - Já. Mas esse assunto terá de ficar para uma futura entrevista.

CC: - Futura?

MN: - Sim. O assunto da sua prima é um assunto muito vibrante e requer alguns cuidados.

CC: - Vibrante? Cuidados? Mas que cuidados?

MN: - O Carapau sabe que estas coisas…

CC: - Eu sei? Coisas? Que coisas?

MN: - O assunto desta entrevista, que foi tratado duma maneira superior pelo Carapau.

CC: - Ah!...isso é outra conversa…já estamos quase a entendermo-nos.

 

 

 

Neografismo

A partir de hoje, e sempre que o vento esteja de feição, o Carapau vai apresentar as suas propostas de como escrever certas palavras.

Começamos com estes óculos.

 

culos/

 

publicado por Carapaucarapau às 18:46
link | comentar | favorito
6 comentários:
De Paula a 2 de Abril de 2009 às 21:56
Boa noite Carapau Carapau,
Pois eu adorei a entrevista... e o óleo de fígado de bacalhou fez-me recuar no tempo...
Também gostei do neografismo:)
Beijo,
Paula


De Carapaucarapau a 3 de Abril de 2009 às 01:27
Faz recuar ao tempo em que o óleo de fígado de bacalhau era isso mesmo e não umas mistelas adocicadas que parecem que se usam. Brrrrr...
Bjo.


De Paula a 4 de Abril de 2009 às 08:41
É verdade Carapau... Mas na altura eu detestava quando a minha mãe me dava o óleo de fígado de bacalhau...
Devo mesmo estar a ficar "velhota", como dizes agora aquilo tem sabores. Enfim.
Bom fim-de-semana e uma beijoca
Paula


De Maria Araújo a 2 de Abril de 2009 às 23:27
Ai o óleo de fígdo de bacalhau, que eu tanto odiava!
Mas era obrigada a tomá-lo.
~Como sempre escreves com estilo. Não será do óleo de fígado que tomavas quando ainda eras um jaquinzinho?



De Carapaucarapau a 3 de Abril de 2009 às 01:29
Nem queiras saber a guerra que era lá em casa por causa do óleo. Metia vómitos e tudo...
Mas a verdade é que o pobre bacalhau não tinha culpa de ter maus fígados...
Bjo.


De Maria Araújo a 3 de Abril de 2009 às 23:24
ehehehehehehehehe! Tinha maus fígados. Por isso foi posto de lado.
Agora as famílias só querem o corpinho do bacalhau. Pudera! Dá para o "trabalhar" de imensos modos, para satisfazer as gulas mais requintadas.
Beijinho

P.S.: 3ªFeira


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. E vai (mais) um...

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds