Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

Vacas...

 

Noticiam os jornais que, a Praça de Espanha em Lisboa, está transformada num campo de pastagem de vacas, que para lá foram levadas (o que não admira porque sozinhas era difícil terem lá chegado). Parece que é uma promoção da Associação de Turismo dos Açores. As vaquinhas por lá andam, ao que dizem despreocupadamente, a pastar. Não haverá muito que comer, digo eu, mas não afirmo categoricamente, porque o relvado do largo certamente não andará muito bem tratado – para não fugir à regra geral – e as vacas certamente lhe darão um bom tratamento, mantendo a relva aparada e estrumando-a. As mordeduras dos cães tratam-se com o pelo dos mesmo animais…

Aqui está um caso em que todos ganham (dirão alguns que talvez as únicas que não ganhem nada sejam as vaquinhas, mas essas nunca ganham, estejam lá onde estiverem; mas pelo menos mudaram de ares, se é que isso é bom para elas). De resto ganha a Câmara Municipal que fica com o relvado tratado, ganha a Associação do Turismo que promoveu o evento – ou pelo menos espera vir a ganhar – ganham as pessoas que por lá passam e que ficam com mais um motivo de conversa, ganha o tratador das vacas que está deslocado e tem ajudas de custo (isto digo eu que sou um optimista…), ganham os donos das vacas que certamente as alugaram e até ganho eu um motivo para fazer este post, hoje dedicado à carne e eventualmente ao leite, para variar da dieta de peixe.

Enfim…o paraíso na terra!

É o eras!... A Associação Animal resolveu accionar uma acção de protesto contra a campanha. Razões: aquele era o último local em que uma pessoa com juízo poria vacas a pastar e também porque as coitadas estão expostas à chuva.

Como se vê já estão metidos muitos animais no assunto. Para já estão as vacas, os da Associação Animal e o Carapau. Certamente ainda vão entrar mais na dança.

Eu sei que sou suspeito neste caso: a dita Associação nunca se preocupou com os peixinhos que passam a vida dentro de água, todos molhadinhos, quer chova quer faça sol. Já as vacas em geral, e as açorianas em particular, levam com ela de vez em quando – quando o S. Pedro a manda – e não consta que se preocupem muito com isso, desde que haja boa ervinha para irem ruminando, lá nos seus vagares.

Ainda pensei ir falar com os animais – as vacas, entenda-se – mas não sei língua de vaca (dizem os Animais que estufada com cenouras e puré de batata é um bom petisco), quando muito arranho a língua de bacalhau, mas parece-me que as vacas não arranham nada, limitam-se a uns prolongados muuuuus quando tem sede ou esperam que alguém lhes venham fazer festas nos ubérrimos úberes.

O meu principal interesse em falar com elas não era propriamente saber se estavam bem, se a chuva as chateava ou não, se os “animais” já tinham ido fazer-lhes perguntas e outras ninharias do género. Eu queria era ouvi-las falar, queria tirar a limpo se eram mesmo açorianas, queria ouvir o sotaque. No fundo – eu passo a maior parte da vida aqui no fundo – sou um desconfiado. Eu creio que as vaquinhas não vieram dos Açores e são aqui dos arredores, no máximo ali da raia do Ribatejo, talvez do Intendente (Manique do Intendente, entenda-se…) e que foram alugadas e enganadas, porque não sabem que estão a representar outra “república” que não a sua (delas). Mas disso não se preocupam os outros animais. A vida está cheia destas contradições: as pessoas importam-se com o acessório mas o essencial passa-lhes ao lado. Isto com todos os animais, excluindo alguns peixes que, nas profundidades, tem tempo para pensamentos igualmente profundos.

Lembrei-me agora que talvez o Peixe-galo ou o Peixe-porco, que às vezes convivem com vacas, saibam alguma coisa da língua delas e nesse caso ainda lá vou dar um salto, para tirar isto tudo a limpo. Tenho esta mania de querer tirar tudo a limpo, mas talvez o tiro me saia pela culatra, que aquilo deve estar uma miséria, uma mistura de lama, relva e merda de vaca, com licença de Vossas Senhorias.

 

Nota: pode ver outra variante do mesmo tema aqui.

 

publicado por Carapaucarapau às 19:59
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Tretoso_Mor a 22 de Janeiro de 2009 às 20:25
Carapau Carapau,

Oh meu amigo, está divinal!...
Pelo menos expões os factos informado sobre a sua (dos factos) realidade.

Eu fui enganado e não usei do rigor jornalístico, procurando confirmar as fontes e a realidade.
Só me saem TRETAS!... LOL

Até a manhosa da Dª Malhada me mentiu, a safada devia pensar que era mais importante se se apresentasse com origem nos Açores. Até o sotaque da malvada era parecido!...

Como estudioso da arte e da língua de avacalhar, posso dizer-te que a língua não arranha e por mais que fale não se consegue perceber nada.
Mas talvez um dos teus comparsas, galo ou porco te possam confirmar esta minha opinião.

Obrigado pelo link.
Um gandabraço.


De Carapaucarapau a 22 de Janeiro de 2009 às 23:02
Em geral as linguas não arranham. Mas a de vaca parece que é bastante áspera (informação entretanto recolhida junto de Peixe-porco).
Obgd. pelo comentário.
1 abraço


De Teddy Lover a 22 de Janeiro de 2009 às 22:21
Gostei muito...principalmente daquela parte em que o menino chama a atenção para o facto de as vacas terem sido levadas para a P. Espanha "porque sózinhas era difícil terem lá chegado".
Cheguei aqui através do TRETAS k tu linkaste e, muito bem.
Constou-me que o teu blog é 5*...se me permites...vou entrar e explorar.
Ah!...gostei muito da parte em que dizes que os amigos dos animais não se preocupam com o facto de os peixinhos estarem sempre molhados...eheheheh...


De Carapaucarapau a 22 de Janeiro de 2009 às 22:58
A porta da caverna está sempre aberta (em boa verdade não há porta). Entra quando quiseres, nem precisas de bater (em ninguém).
Obrigado pelo teu comentário. Irei meter o focinho no teu (blog, é evidente).


De Teddy Lover a 22 de Janeiro de 2009 às 23:27
Mas...????...Carapau tem focinho...???!!!...Ai!!!...


De Carapaucarapau a 23 de Janeiro de 2009 às 01:36
Então como se chama? Bico? Nariz? Tromba não é com certeza. Focinho dá para toda a bicheza...


De Maria Araújo a 23 de Janeiro de 2009 às 21:57
E eu que sou sempre a primeira a vir a este blog, e desta vez, ai que o peixe andou por outras bandas, digo, mares.
Ó Carapau, sabes que quando vou para esses mares, passo sempre nessa pastagem cheia de movimento.
Embora eu seja mesmo um peixe, de vez em quando , tu sabes, aproveito e vou até aí "pastar" nessa Praça grandiosa onde tu me "apanhas" .
Dou-te os meus parabéns, porque o teu post está fenomenal.
Com isto ganhaste mais umas fanecas da treta.
Beijinho


De Carapaucarapau a 26 de Janeiro de 2009 às 14:47
Os últimos serão sempre os primeiros.
As fanecas tem muitas espinhas :-)
Bjo


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Pó e teias de aranha

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

.arquivos

. Novembro 2018

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds