Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014

Panteão Nacional

Nele, na Igreja de Santa Engrácia, estão os cenotáfios (cenotáfio=monumento fúnebre, em memória de alguém, sem lhe conter o corpo) de alguns vultos da História de Portugal (Nuno Álvares Pereira, Infante D. Henrique, Pedro Álvares Cabral, Afonso de Albuquerque, Vasco da Gama, Luís de Camões) e os túmulos de Almeida Garrett, Amália Rodrigues, Aquilino Ribeiro, Guerra Junqueiro, Humberto Delgado, João de Deus, Manuel de Arriaga, Óscar Carmona, Sidónio Pais, Teófilo Braga. Portanto, destes últimos só escritores e Presidentes da República, com as exceções Amália Rodrigues e Humberto Delgado.

Já agora fica a informação que a designação “Panteão Nacional” é partilhada por dois monumentos (em Portugal): a Igreja de Santa Engrácia em Lisboa e o Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, onde estão os túmulos de D. Afonso Henriques e D. Sancho I).

Olho para a lista, coço a cabeça e não faço comentários.

A razão deste meu “interesse” pelo Panteão foi a onda de “entusiasmo popular” que levou as pessoas a gritar na outra semana “Eusébio, para o Panteão, já!”.

Hesito nas palavras, pois não quero ofender ninguém, nem a memória de ninguém e chego à conclusão que, se cada época tem os seus “panteonáveis”, também é verdade que os que lá estão (com poucas exceções) mostram bem, como as “épocas” têm sido cada vez mais fracas…

Eusébio, seria só mais uma confirmação; mas outros “eusébios” lá irão ter, tenho a certeza.

Talvez esteja aqui a explicação porque as obras que deram origem “àquilo” e que se prolongaram por tantos e tantos anos, tenham dado origem à conhecida frase “parecem as obras de Santa Engrácia” para classificar aquelas coisas que se arrastam no tempo sem se lhes ver o fim (como certos processos judiciais, p. ex.). No fundo, iam-se fazendo mas sabendo que a morte pode esperar…

Isto digo eu que não sou dado a monumentos fúnebres.

Houve em Portugal alguns vultos importantes, que marcaram a sua época?

Devem ter havido, mas a grande maioria não está lá.

Estou capaz de dizer, para terminar, “ ainda bem”.

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 12:25
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De Maria Teresa a 16 de Janeiro de 2014 às 20:03


Ainda bem dizes tu e eu apoio incondicionalmente, hoje estou numa de pessoa muito séria, porque o assunto não dá para brincar, então aqui vai:

Não estou minimamente preocupada em ferir o que outros possam sentir, eu tenho sido bastante ferida e também muita gente não se importou nada com isso e ainda bem para eles!
Eusébio ao Panteão! E o assunto foi rapidamente ao (P)parlamento e todos os deputados aprovaram sem hesitar. Exultei de alegria quando soube que tinha havido uma medida proposta na (A) assembleia de (R) república aprovada por unanimidade, chorei por Portugal quando soube a que se referia essa medida. Nada tenho contra Eusébio, conheci-o pessoalmente pois morou durante uns anos em Benfica perto de mim, era um homem educado, humilde, pouco culto, um excelente jogador como todos sabem, gostava dele.

Antes desta “história”, quando do caso Amália, interrogava-me:
Quem deve estar no Panteão? Estarão definidos os "perfis" de quem tem "direito" a lá estar?
E esta questão voltou agora novamente à minha mente?

Beijinhos nesses opérculos que começam a estar viscosos, tens que começar a lavá-los com água e sabão mais vezes :-))))


De Carapau a 18 de Janeiro de 2014 às 17:53
Critério nas escolhas suponho que não há. Deve haver "critérios", que assim dá para tudo. Suponho que é a Assembleia que aprova ou não os nomes, não sei como são propostos; mas basta olhar para a lista dos que lá estão (para alguns deles) e o citério deve ter sido "não tem jazigo?" então vai para o panteão. Pelos vistos nunca faltaram eusébios, nem faltarão...

Quanto aos meus opéculos...que sabes tu da sua viscosidade? Depois não queres que haja quem pense e diga coisas... :))
Podia deixar aqui informação detalhada sobre a maneira como são tratados, mas prefiro deixar isso à imaginação de cada qual...
Bjo (estes sim às vezes são viscosos...:)))


De Maria Teresa a 19 de Janeiro de 2014 às 12:02
Carapauzinho do meu pericárdio, beijos viscosos depende, umas vezes, podem ser nojentos, outras vezes, podem ser deliciosos!
Fico a pensar na viscosidade como termo físico rsrsrsrsrsrs


De Carapau a 23 de Janeiro de 2014 às 14:47
Só agora vi este comentário, mas não resisto a dixar uma resposta.
Quanto à viscosidade, também só estava pensar no termo físico e aqui ficam algumas informações.
A viscosidade da água a 20ºC é 1,0020 cP (cp= centipoise), enquanto a 25º já é 0,891 cP.
Quer dizer, quanto mais quente menos viscoso tudo de torna, como aliás é do nosso conhecimento empírico...
Tudo fisicamente falando, pois é de "físicos" que eu falo. :)
Bjo de viscosidade não definida...


De Labirinto de Emoções a 17 de Janeiro de 2014 às 20:37
Sempre fui alergica a movimentos de histeria colectiva...e o funeral do Eusébio (embora eu seja do benfica) foi para mim isso mesmo!

Já com a Amália achei o mesmo!

Ser "Panteonavel" ou não eis a questão!!

Faltam lá tantos vultos nacionais de valor como por ex. Egas MOniz que foi o 1º premio Nobel de Medicina e Fisiologia português...e a partir deste podemos questionar todos os valores com direito ao Panteão Nacional...pergunto-me qual o critério de tais escolhas??
Todos nós temos culpa da Medicriocidade a que estamos a chegar...olhamos, criticamos e não fazemos rigorosamente nada...
Acho que este País devia fechar para obras...e abrir com nova gerencia!!
Beijinho grande embrulhado num imenso sorriso..:-))))))))


De Carapau a 18 de Janeiro de 2014 às 18:23
Sobre o/s critério/s de escolha já discorri (bonita palavra, vou repeti-la: discorri :)) no meu comentário ao dito anterior. Suponho-o transcrito aqui.
Não adianto nomes de "panteonáveis", porque à partida não sou muito dado a panteões (a moda parece que nasceu em França).
Agora concordo contigo no que diz respeito à "medicriocidade", até mesmos quanto à "medicriovila" e nem te digo o que penso sobre a "medicrioaldeia". 
Já quanto à “medriocridade” da emenda, tenho mais dificuldades em discorrer (3ª vez neste comentário), porque fica tão perto da “merdiocridade”, que por sua vez fica tão perto da verdade, que nem te digo nem te conto. 
Bem me parecia que este assunto do panteão era uma “inmedicriocidadeinmedriocricidadeinmerdiocridade” tão grande que eu não ia ter unhas para o tocar.
Ou, como disse alguém que não está no Panteão, “pior a amêndoa que o sainete”. 
Para finalizar: acho que também não irás para o Panteão (eu também não), mas a culpa é dos “inconseguimentos” .
Não desesperes. Podes tentar as vezes que quiseres e que o Sapo aceitar. Mas tenta 
Um beijo, por extenso, que ganhaste com todo o mérito, isto é, aplicando o princípio da “merdiocritracia”.

PS: não é para ficares chateada com o gozo (e trabalho) que me deu fazer este comentário, OK? 


De Labirinto de Emoções a 17 de Janeiro de 2014 às 21:48
Medriocridade...*


De Carapau a 18 de Janeiro de 2014 às 18:26
Na minha resposta acima, onde aparecem uns minúsculos quadradinhos, deviam ter aparecido umas carinhas sorridentes. A "medriocridade" também atacou o sapinho...


De Labirinto de Emoções a 18 de Janeiro de 2014 às 19:28
Desde quando é que eu me chateio contigo??? Já me rir foi com gosto, por este e pelo outro coment que colocaste "in... my house" (com tanto "in" ainda viramos JET7...:-)))))
Fizeste-me foi quase dar um nó na linguia ao ler um "palavrão" daquele tamanho..:-))
Como a vingança é terrivel, toma lá outro...para ver de dá um nó com a tua...
"supercalifragileiexpiralidoso"

E pronto, lá vai mais um beijo embrulhado num sorriso de orelha a orelha..:-)))))))))


De GL a 17 de Janeiro de 2014 às 22:59
Estas coisas, ou melhor, estas medidas(?!) mostram, à exaustão, não só uma enorme ignorância relativamente à finalidade, a dignidade que é inerente a determinados monumentos e a forma como se caminha para a banalização, para mediocridade, numa manifesta ignorância de valores, do respeito que os grandes vultos da nossa História, Cultura, Ciência.
Abraço (fecha as barbatanas).


De Carapau a 18 de Janeiro de 2014 às 18:41
Foi isso mesmo que eu pretendi criticar. Não vejo em alguns...dos que lá estão, razões para lá estarem.
Como não verei certamente em alguns eusébios que se perfilam para a "imortalidade". Vou mesmo deixar aqui um nome que, segundo li, já está "aprovado" pela Assembleia. Trata-se de Sophia de Mello Breyner
Andressen (assim mesmo com ph e letras dobradas), que também não vejo como um "vulto" que tenha marcado a História do país.
Fazendo graça fácil, direi que é para fazer companhia à Amália, sozinha entre "galifões".

O comentário está perfeito e bem entendível, não vejo razão para chamada de atenção do 2º comentário.
Bjo.


De GL a 17 de Janeiro de 2014 às 23:04
Desculpa o comentário um pouco ( ou muito) sem nexo, mas via telemovel não consigo reler, o que dificulta.
Não concordo com a decisão, pelas razões que tentei explicar.
Abraço.


De Maria Araújo a 18 de Janeiro de 2014 às 22:43
Éu já nem sei comentar, perante o que aqui li.
Nós temos é inveja, porque na verdade "eles foram autênticos Pantaleões".
E nisto o nosso povo/governo são o máximo.
Beijinho


De Lilly a 22 de Janeiro de 2014 às 14:43
Olá Carapau

Sobre quem é "panteonável" ou não, é tudo muito discutível e para ser sincera não tenho uma opinião muito formada sobre o assunto. Talvez porque nunca pensei muito sobre isso.
No entanto, esta situação do Eusébio, veio levantar alguma poeira e, como boa portuguesa que sou, tenho que "achar" qualquer coisa... Sim, porque como uma pessoa minha amiga disse e muito bem, vivemos num país de "achismos". Toda a nossa gente opina sobre tudo e todos, mesmo sem conhecimento de causa.
Hoje ouvi o Manuel Alegre dizer, que o Salgueiro Maia é que devia ir para o Panteão, como uma justa homenagem a este homem, no próximo aniversário do 25 de Abril. Já lá vão 40 anos... parece mentira!
Posto isto, chego à conclusão que nada acho... pelo menos por enquanto.
Brevemente te darei a minha opinião... ou não... lol
Veremos!
:)
PS:(nem sei se um comentário num blog pode ter post scriptum, mas se não puder... paciência lol) Lê o meu comentário ao teu anterior post, pois faço-te um pedido por lá. Obrigada! :)


De Carapau a 23 de Janeiro de 2014 às 14:12
Olá Lilly. Sejas bem aparecida por estas bandas.
Quanto ao Panteão, parece que já há uma fila à porta para procurar abrigo. Fruto do tempo que faz, certamente...
Não pertenço à "comissão de admissão", portanto não sou obrigado a dizer este sim aquele não, felizmente.
As escolhas terão sempre o acordo de uns e o desacordo de outros pelo que não vejo necessidade de criar ainda mais atritos. Por mim encerrava o Panteão para obras por mais um século e depois se veria quem saía e quem entrava. Por mim fazia uma porta estreitinha para as entradas...
Bjo.
Quanto ao P.S. tudo bem, deixei um lamiré no outro teu comentário.


De Lilly a 23 de Janeiro de 2014 às 22:16
Lolol... Adorei a porta estreitinha... Ótima ideia.. Massssss... tadinhos dos gordinhos... era-lhes logo vedada a entrada... ;)
Agora vou ler o lamiré... lol
Bjs


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds