Quinta-feira, 13 de Novembro de 2014

Ovos...

Vários acontecimentos fizeram com que me esquecesse que hoje já é 5ªfeira e há uma “tradição” de séculos” de “sair” aqui um post, bem tirado, como se fosse uma cerveja em pleno verão, quero dizer, também fresquinho.

Ora o problema está na frescura. A meteorologia até dá uma ajuda, mas é preciso um pouco mais que um tempo fresco.

Cheguei aqui, neste palavreado, sem ainda saber sobre o que iria escrever, naquela fase de “encher chouriços”, quando as últimas palavras do primeiro período me puseram uma luzinha a faiscar à frente dos olhos. Era a ideia a chegar…

O caminho andado foi este: tempo fresco, frigorífico, ovos… eureka!

(O eureka não estava no frigorífico, já se conservou tantos anos sem frio, que se dá bem com qualquer temperatura). Já com os ovos a coisa fia mais fino, pois ou se comem mal saem da galinha (se não forem de codorniz, de pata ou perua) ou é conveniente guardarem-se no frio. Toda a gente sabe isto.

É portanto sobre os ovos que eu vou dizer umas coisas “interessantes”.

Ora, para fazer uma omeleta ou fritar uns ovos… perdão, não é sobre isto que vou dizer coisas, mas sim sobre assuntos de alta transcendência.

Assim do tipo: há ovos castanhos e ovos brancos (aqui não entram os da Páscoa que os há de muitas cores). Só vou tratar dos ovos de galinha. A cor da casca dos ovos não tem nada a ver p. ex. com a alimentação das poedeiras. Olhando para uma galinha sabemos de que cor põe os ovos. Como? Olhando para os lóbulos das orelhas: lóbulos brancos, ovos brancos, lóbulos castanhos, ovos da mesma cor.

Porque flutua, na água, um ovo podre e não flutua um ovo bom? A explicação está em que a casca do ovo é porosa. Se o ovo estiver muito tempo exposto ao ar, a clara e a gema secam e o seu espaço é ocupado pelo ar que passa através da casca, Fica portanto mais leve e flutua.

E agora a pergunta do milhão: quem apareceu primeiro, a galinha ou o ovo?

É a teoria da evolução das espécies que explica isto, como disse o especialista em genética Sr. J.B.S. Haldane (1892-1964). Como os pássaros evoluíram dos répteis, a primeira ave saiu dum ovo de réptil. Q.E.D.

 

É por isso que em culinária, ao usar ovos, se recomenda que se partam à parte e só depois se juntem ao prato que se estiver a preparar. Porquê? Porque simplesmente se pode tratar dum ovo que se tenha atrasado na evolução, e saia um bonito lagarto do seu interior.

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.   

Que dirias tu, lince já habituado à ração, se te aparecesse uma omeleta com umas rodelas de bom chouriço, pela frente?   

publicado por Carapaucarapau às 18:19
link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De Maria Araújo a 13 de Novembro de 2014 às 21:49
Espectacular!

Beijinho


De GL a 14 de Novembro de 2014 às 00:46
Não me interessa nada saber quem apareceu primeiro, interessa-me, isso sim, uns belos ovos, bem frescos, para fazer uma bela omelete de gambas.

Abraço


De Carapau a 14 de Novembro de 2014 às 18:51
A menina é uma interesseira!
E tem de ser mesmo de gambas? Se for de camarão não serve? Assim sendo, não a posso convidar, pois vai ser amanhã o meu almoço.
E de ovos castanhos, que já fui inspeccionar a galinha...
Abraço.



De GL a 16 de Novembro de 2014 às 10:36
Claro que tem, ora essa! Camarão? E daquele minúsculo, que mal se vê, de tão pequeno que é?
Oh, lince, tens mais sorte do que eu! A ti ainda te é oferecida a omeleta com rodelas de bom chouriço, a mim?!...
Olha lince, vou-me embora.
Abraço, para ti, claro!:)


De GL a 19 de Novembro de 2014 às 23:51
Daqui a 15. minutos é quinta-feira. Já sabia? Pois é bom que não se esqueça.
Isto de ser lembrete é tarefa de imensa responsabilidade. Assim sendo agradecia revisão do contrato de trabalho e, como é óbvio, um aumento salarial que esteja em consonância com a importância de tamanha tarefa.
Disse.


De Carapau a 20 de Novembro de 2014 às 19:14
Muito agradecido pela "alembradura", só mostra que é uma "funcionária atenta".
Agora quanto à revisão do contrato, permita que lhe faça uma pergunta: a menina é ´dessa coisa" da política? Se é, já está garantido o aumento. Se não é, aconselho-a a viajar até Braga, sobe ao Bom Jesus e espreita a cidade por um óculo. Porque é pelo mesmo óculo que vai ver o aumento. A D. Troka não deixa.
Sorry.
Leve este abraço à laia de compensação.


De Carapau a 14 de Novembro de 2014 às 18:47
Queres dizer que de ovos não percebes nada? Não acredito! Escalfados, em omeleta, mexidos, com umas fatias de bom salpicão, etc... (A tua gata se apanhasse um petisco destes nem miava...) :))
Mas agora isto virou receitas de culinária? :))
Bjo (com ovo a cavalo) :)


De Carapau a 15 de Novembro de 2014 às 18:42
Esta resposta, que saiu fora do sítio, rta para a Cantinho.
Sorry.


De Labirinto de Emoções a 14 de Novembro de 2014 às 17:50
Tu lembras-te de cada coisa...:-)))

Lá terei de ir à procura de um local onde andem galinhas à solta, levar milho e fazer...piu..piu..piu para ver se elas se aproximam para eu lhes cuscar as orelhitas, sim porque sendo eu uma citadina, nunca tal vi, só estou habituada a vê-las nuas... e sem cabeça nos supermercados!

Agora pergunto-.me eu:

Serás que todos os lagartos que enchem Alvalade saíram de ovos com atraso na evolução????
Com toda esta conversa, acho que vou fazer uma bela omoleta com chouriço para o jantar... e escusa o lince de se fazer convidado, que por mim ela vai continuar a comer ração!

E com esta me vou, mas antes deixo-te um beijo e um sorriso..:-))))


De Carapau a 14 de Novembro de 2014 às 18:57
É uma tristeza a vida na cidade!
Quem nunca levou um bando de galinhas (galos, pintos & Cª )atrás de si, a chamá-las piu,piu,piu e a deixar cair aqui e ali um grão de milho para as levar no engôdo (os políticos sabem disto) não sabe o que é a saudável vida no campo! :))
Na cidade até julgam que as galinhas não têm cabeça! E que vêm nuas ao mundo. Se calhar que até nascem na maternidade AC.
Bom proveito! (O lince já me rosnou umas coisas a respeito dessas considerações...)
Bjo.


De Carapau a 14 de Novembro de 2014 às 19:07
Quanto a essa gracinha do Alvalade cheio de retardados, lembro que há muitos mais ovos de águias nas mesmas condições...
E de dragões nem é bom falar...


De Labirinto de Emoções a 14 de Novembro de 2014 às 19:16
Ahahaha... para tua informação (caso o não saibas ainda...) sou uma citadina a viver no campo, com um quintalito cheio de coisas comestives, tais como tomates, alfaces, pimentos, etc) só não tenho galinhas, porque leva-las ao engodo( eu só sou mesmo politicamente correcta, quando a ocasião assim o exige) engorda-las e depois cortar-lhe a cabeça...na na na, acho que haviam de ficar tão velhas como eu, sem serem comidas...

Quanto ao lince, passa-lhe lá a mão pelo pêlo para ele se aquietar...(que da minha omoleta ela não vai comer de certeza)

Toma lá mais um beijo (que nem eu nasci na AC quanto mais as galinhas, ahaha)


De Carapau a 15 de Novembro de 2014 às 18:47
E não se arrranja um cantinho aí no quintalzinho para ter uma galinhazinha para pôr uns ovinhos?
Dava jeitinho, ou não?
Para lhes cortar a cabecinha há sempre uma vizinha...
Bjo.
PS: caso a ideia seja aceite, atenção à cor das orelhinhas da galinhazinha.
Bjinho.


De Mariazita a 14 de Novembro de 2014 às 18:21
Achei particularmente interessante essa teoria de o pássaro ter saído dum ovo de réptil.
Por coincidência (ou não – a Margarida, a Rebelo Pinto, diz que não há coincidências…) recebi uma mensagem acerca do ovo, escrita por um médico – Dr. Victor Sorrentino – altamente credenciado, que enaltece o consumo dos ovos, em quantidades que podem parecer-nos exageradas.
Diz ele “Eu procuro comer cerca de 5 ovos por dia e não tenho nenhuma alteração sanguínea. Pelo contrário, meus níveis sanguíneos estão dentro dos padrões óptimos, pois para mim não basta somente estar dentro da normalidade. Trabalho buscando a optimização dos níveis das substâncias importantes no corpo…”
Na sua douta opinião os ovos fazem bem a tudo e mais alguma coisa…
Embora não tenha conhecimentos para contradizê-lo… penso que, como em tudo, a moderação é o mais aconselhável.
Quanto a esses ovos dos quais pode sair um lagarto, penso que serão especialmente indicados para fazer ervilhas com chouriço e ovo escalfado. Tudo pronto ao momento…
Bom fim-de-semana.
Beijinhos
Mariazita


De Anónimo a 14 de Novembro de 2014 às 19:04
O Dr Vitor Sorrentino deve ter um aviário de galinhas poedeiras e portanto quer impingir o seu produto (o seu, delas as galinhas).
E ganha a dois carrinhos: vende os ovos e trata dos doentes poe comerem ovos em excesso. Um sabidão esse Dr. (Eu não queria ser má língua, mas se calhar até é brasileiro...)
:))
Quanto a ovos de galinhas donde possam sair lagartos não os recomendo. Devem ser retardados uns milhões de anos...
Agora ovos de lagartos donde saiam lagartos é de comer e chorar por mais. Aceito oferta para um almoço desses.
:)
Bjo


De Carapau, o anónimo a 14 de Novembro de 2014 às 19:05
O Anónimo sou eu, mascarado antes de tempo :)


De maria teresa a 16 de Novembro de 2014 às 00:38
Um bom lagarto me saíste tu! Rompeste a casca do ovo e tem sido um desatino! Mas que estás obcecado por omeletes, isso estás!

Venham ovos, venham ovos
Castanhos, brancos, coloridos
É preciso é que sejam novos
E que não estejam poluídos
Fritos, cozidos, escalfados, …
Todos eles são de eleição
Quando estamos esfomeados
Fazem uma bela refeição
Às vezes dão-nos um desgosto
Quando deles sai um lagartão
O lince pode estar descansado
Que num dia de tradição
Vai ter um ovo escalfado
Que não faz mal ao coração
O mesmo não se pode dizer
No exagerar do chourição!

Deixo um chuac opercular


De Carapau, a fazer de lince a 17 de Novembro de 2014 às 14:18
O lince agradece o ovo,
Ainda por cima escalfado.
Até vestiu o fato novo
Para ficar apresentável.
É guloso o manganão,
Come de tudo, até sável!
Diz que faz bem ao coração
E quer ser saudável!
Lá na Serra da Malcata,
Onde é grande refilão,
Ele não ata nem desata,
É alimentado a pão de ló!
Só a mim ninguém dá nada,
Isto é mesmo de meter dó!
Lá porque (não) sou lagarto
E como chouriço com pão,
Já começo a ficar farto,
Pois prefiro com salpicão.
E assim desta maneira,
Um assunto que era sério,
Virou uma bandalheira.
E só não solto um impropério
Porque isto não é o da Joana.
E deu-me uma trabalheira,
Ainda vai tudo “de cana”.

Assim tipo chuac, chuac, dois kisses, sendo um do lince


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds