Quinta-feira, 19 de Junho de 2014

O e-mail

Caro Carapau:

Desculpe-me esta maneira tão familiar de me dirigir a si, já que não o conheço nem de perto nem de longe, ainda que, pelo que contou, tenha estado tão perto de nós. Tão perto que até ouviu uma conversa que mantive com a minha irmã, “ali” perto da ilha de Santo Antão.

Adivinhou! Sou uma das manas que vieram para o Brasil como o fim que já todos conhecem. Eu sou a Yara (nome que adotei aqui no Brasil) e escrevo-lhe para agradecer, em meu nome e no da minha mana, a divulgação que fez da nossa aventura e do nosso objetivo primeiro, que seria “tratar da saúde” ao Sr. Cristiano Ronaldo.

Graças a si, hoje recebemos milhões de “I like” no Facebook e somos contactadas por inúmeras personalidades em todo o mundo para lhes fazermos “milagres”.

Ora embora as nossas mãos sejam “milagreiras”, não fazemos impossíveis nem milagres ao domicílio.

Achando-o merecedor de todo o respeito e consideração vou contar-lhe o que nos aconteceu aqui no Brasil depois de termos passado a certidão de óbito à seleção, desculpe, não era nada isto o que eu queria dizer.

Ao contrário do que o caro Carapau (e bem caro ele está, aproveito para o dizer) disse no seu último post, nós não caímos no samba. Fomos sim contactadas por uma das mais conhecidas tribos de índios nativos, a tribo dos Topàtudo e é juntos deles que nos encontramos há uma semana. Está a ser muito útil a nossa estadia e até estamos a frequentar um curso prático de medicina alternativa. Temos alternado muito, eu e a mana, junto do chefe da Tribo. Como moeda de troca ele permitiu-nos explorar o aluguel (é assim que aqui se chama ao aluguer) dos nossos carrinhos-barcos e o negócio tem sido muito rentável. É mesmo graças a isso e graças às nossas graças junto do Chefe que estamos a pagar o nosso curso. Os índios andam malucos a fazer corridas nos carrinhos e nós a faturarmos. Nem conseguimos corresponder a pedidos que tivemos entretanto para “fazer milagres” tal o trabalho que aqui temos tido. Vou confidenciar-lhe uma coisa, mas fica aqui entre nós. O selecionador de Espanha pediu-nos por tudo para “darmos um salto”até junto deles para ver se (a expressão é dele) “endireitávamos aquilo”. Não pudemos ir e o resultado é que a coisa não se endireitou e já tiraram o bilhete de volta à pátria.

Esperemos que outra “conhecida equipa” não nos chame “outra vez” (o Carapau percebe onde quero chegar, certamente), pois o “órgão” a meu ver já não tem arranjo. Oxalá me engane para não me acusarem do eventual desastre.

A mana Yura (nome adotado pela mana aqui na Tribo) anda feita maluca a “organizar” o Chefe. Eu ajudo-a nas folgas e entretanto trato do negócio do “aluguel” e faço uns biscates a aprender sobre ervas e venenos aqui da Amazónia. Sim estamos em plena selva amazónica, tinha-me esquecido de dizer. Não sabemos quando voltaremos. Estamos encantadas com tudo e  sentimo-nos rejuvenescer a cada dia que passa. Só por problemas de ordem técnica não lhe posso mandar umas fotos para o Carapau ver as assinaláveis diferenças entre o antes e o depois.

E não o maço mais por hoje. Renovo os meus agradecimentos por tudo o que fez por nós e espero um dia pôr-lhe as mãos em cima. A mana Yura diz que também.

Enquanto isso não acontece aqui vão dois beijos das Manas.

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 01:41
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De GL a 21 de Junho de 2014 às 19:38
P.S. Não, não se amofine porque não se trata desse em que está a pensar. Adiante!

Como já deve ter adivinhado eu sou a Yura e acho-me, tal como a mana Yara, com direito ao uso da palavra, ou seja, a dizer de minha justiça.
Assim sendo, e para início de conversa, vou trata-lo apenas pelo seu belo nome: Carapau. Para carestias basta-me as que já tenho.
Assim, Carapau (quem foi o seu padrinho?) e em jeito de síntese, como já se deve ter percebido fomos um desastre em toda a linha. Qual? A que quiser!
Por pontos, porque não me apetece fazer um esquema.

1) O Ronaldo nem com o atilho que lhe colocámos no joelho, embebido no nosso belo unguento, se aguentou. Como viu, o pobrezinho mal dava um passo quanto mais conseguir jogar.
2) Os "Y like" foram resultado do suborno - sim, suborno, não franza o nariz! - que a mana fez com todos os elementos do Topàtudo. Cada like valia uma lança, ora imagine o amigo Carapau (que raio de nome!) o sucesso que aquilo fez. Era vê-los a likar todos contentes.
3) A mana diz que não caímos no samba. Ai não que não caímos. Ela partiu a cabeça - como atesta aquilo que escreve - e uma perna. Ainda anda ao pé coxinho. Eu? Ai, eu, Carapau do meu coração. Eu parti 4 costelas, um braço e torci o pescoço. Já imaginou o que é andar com aqueles "andores" na cabeça? Aquilo pesa arrobas, digo-lhe eu!
4) Pois, os selecionadores! Qual pedidos, qual quê?! Não ligue ao que diz a mana. Então viam-nos naquele estado, todas partidinhas, e iam recorrer aos nossos préstimos? As nossas mãos já não valem nada, é quanto lhe digo.
5) Bom, mas mesmo bom, fui o curso das alternativas. Não, os Topàtudo não têm touros. Também caiu Carapau? Que pergunta!...
Passo a explicar. Como calculará as alternativas utilizam apenas produtos naturais. A mana, gulosa como é, e alegando querer testar os benefícios de tudo que era erva, tubérculo, raíz, etc., etc. ia fazendo cházinhos. E mais um biscoito, e mais um cházinho, outro biscoito, outro cházinho. O chefe, vendo-a com aquela ar deliciado também quis provar. Imagina o que sucedeu?
Neste momento aguardo o 112 cá do sítio. Outra vez Carapau? Que pergunta! Claro que também há 112!
Olhe, como não quero maçá-lo mais só lhe digo: a mana está mais para lá do que para cá, e o chefe? Bem, o chefe finou-se.

Eis a verdade dos factos, tudo o resto são atoardas da pobre mana.

Foi um prazer conhecê-lo. Jamais esqueceremos o Carapau garboso, simpático, amável, e ...

Desculpe, tenho que ir, a mana chama. É que nunca mais morre...


De Yura a 24 de Junho de 2014 às 23:33
Amigo Carapau !
Tomo a liberdade de o tratar assim e também a de responder directamente à ilustre comentadora do seu blog.
A história que a Senhora conta é uma treta pegada de alto a baixo ou seja de 1 a 5.
Tudo o que a mana Yara lhe contou é verdade epouco mais posso acrescentar pois há assuntos que não posso tratar neste seu espaço. Mais tarde, na volta (nós acabamos por voltar, por muito que nos custe) não deixaremos de lhe bater à porta da caverna e então contaremos tim tim por tim tim tudo o que nos tem acontecido. Posso no entanto levantar uma ponta do véu, dizendo que vamos espantar este mundo e o outro, se é que há outro.
O Chefe, a Yara, eu e os amigos estamos todos de perfeita saúde, cada vez com mais saúde, pois só os jogadores portugueses é que estão mal, cada vez piores. Reparou que o ùnico com quem falamos, o Sr. Ronaldo, ainda que com um joelho às costas, já anda, enquanto os outros quase nem desandam?
O Chefe está a chamar-me para mais um torneio e vou ter de ficar por aqui.
Beijos meus e da Yara.
Até breve!


De Maria Araújo a 24 de Junho de 2014 às 22:29
Ai, Carapau, tu nem digas nada!
Também foste mandar duas cotas.
Mandasses tu duas boazonas e verias os objectivos.
Mas sabes? Mais que tratar da saúde ao CR, deviamos tratar da saúdo ao PB.
E viva a Copa!

P.S.:
sexta-feira (já sei que andas noutras andanças) sigo para Sintra e depois, para a capital.

Beijinho


De Carapau a 24 de Junho de 2014 às 23:39
Eu não mandei ninguém. Limitei-me a ouvir uma conversa entre elas e desde então as simpáticas manas não me largam. Creio que qualquer dia ainda vou petiscar uns pasteis com elas, já que, por motivos de ausência física, não os posso comer com outras companhias :))
Boa viagem e bons passeios ( e já agora bons "Travesseiros" lá por Sintra).
Bjo.


De Labirinto de Emoções a 25 de Junho de 2014 às 16:27
Meu querido Carapau….

Este post parece a crónicas das Bisbilhotices da Vera Lagoa…(a minha provecta idade..:-))) fez-me recordar tais crónicas de tão alto jornalismo…) não param de chegar mails.

Agora foi o Padre Fontes de Vilar de Perdizes que me veio confessar, que as suas discípula Yura e Yara, nomes adoptados pela Eufrásia e pela Ipifaminondas, tinham virado o bico ao prego e em vez de aplicar o unguento no CR7, e respectiva reza, que tinham levado na bagagem, e que a seguir transcrevo…

“Com uma agulha de arremendar e num novelo de tiras, vai-se dizendo as palavras e vai-se cosendo no novelo, nove vezes, durante nove dias
Eu te coso,
Carne quebrada, nervo torto!
Carne quebrada, torna-te a soldari!
Nervo torto, torna o tê lugari!
Nervo que te retrocestes,
Dês te ponha onde tu nascestes! “

Em vez de cumprirem a “sagrada” missão, se tinham “amancebado” com o Chefe para ver as ervinhas da amazónia lhes tirava uns anitos e lhes esticava a pele encarquilhada!

A aldeia está em polvorosa, e toda ela com uma Gana dos diabos de lhes fazerem a folha…

Enfim… não sei o que isto vai dar, mas como deves calcular não podia deixar de te aceder a um pedido do clero…. AMEM!

E por aqui me fico, deixando-te um beijinho com aroma de maresia e embrulhado em algas
:-))))


De Carapau a 29 de Junho de 2014 às 22:22
As manas já me revelaram alguns pormenores das suas vidas, como por ex os nomes verdadeiros e a terra em que nasceram e outras coisas. Apostaria que não conhecem o padre Fontes, ainda que o padre Fontes não se importasse nada de as conhecer. Sempre eram duas raparigas mais. E raparigas com interesse para exibir lá por Vilar de Perdizes.
Se tiver oportunidade de as conhecer pessoalmente, hei-de falar-lhes nisso.
A resposta está atrasada mas ando muito "atarefado", com estas duas manas. :)
Bjo.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds