Quinta-feira, 13 de Março de 2014

Merda

O post de hoje, com o sugestivo título que o encabeça, é sem dúvida escatológico e não é recomendado a pessoas que possam ter problemas alérgicos ao nível da pituitária. Aqui fica o aviso e qualquer reclamação deve ser dirigida ao Daily Mail, que colaborou ativamente na elaboração deste post, cabendo-lhe a parte de leão e também a parte mais mal cheirosa.

Vamos aos factos. Disse o referido jornal:

 

“Numa discussão online, as bloggers Makala Earley, Angela Davis e Kathleen Quiring explicaram a razão pela qual decidiram deixar de usar papel higiénico e revelaram que continuam a ser higiénicas. Mikala afirma que ela e o seu marido pararam de usar papel higiénico há cerca de um ano e que ambos usam um pano reutilizável cerca de 80% das vezes.

Já Angela diz que ela e a sua família deixaram de usar papel higiénico durante duas semanas, para experimentarem uma nova forma de serem ecológicos. Em vez de papel higiénico, começaram a usar toalhas de flanela que depois lavavam a cada dois ou três dias sem notar qualquer cheiro.

Um método parecido com este é o de Kathleen, que usa panos de flanela e lava-os uma vez por semana. A canadiana fez esta escolha depois de observar que a sua filha usa fraldas de pano e ter pensado se não poderia fazer algo semelhante, tendo igualmente deixado de usar champô como parte do seu estilo de “vida simples”. (…)

 

Claro que para “justificar” tudo isto invocam razões ambientais, a preservação da natureza pois contribuem para menos abate de árvores e outras tretas do costume.

Como campónio que sou (“Carapau do campo” me chamam alguns) sou um amante da natureza e incomodam-me os atentados contra ela. Mas…

Mas não queria ser amigo da Makala, da Ângela e da Kathleen, já que felizmente não sou vizinho. Eu bem gostava de me expressar aqui doutra maneira, fazer uns trocadilhos jeitosos e que o tema está mesmo a pedir, mas fico sempre “preso” pelo facto deste blog ser coisa séria, que não trata de qualquer merda. Ela terá de vir, pelo menos de um jornal, como o Daily Mail, que eu não tenho a honra de conhecer, mas que certamente é jornal entendido em merda e merdices, a ver pela notícia publicada.

Já quanto às três merdosas citadas (com todo o devido respeito assim as trato pois quem não quer ser lobo não lhe veste a pele, o que significa que quem não limpa o cu é porca) eu quero é distância, pois a companhia não deve ser nada agradável. (Note-se que podiam não usar o papel, porque se lavavam de imediato, o que se deve fazer mesmo usar o “paper”, mas não é o caso, pois então para que serviriam “os panos de flanela”?). Apreciei especialmente o facto de serem de “flanela” – cus macios certamente…

Eu recomendar-lhes-ia fazerem as suas necessidades no campo, preferencialmente junto a uma árvore (não esquecendo de levar a flanela, é claro) e assim contribuíam duplamente para a preservação da natureza.

Por falar em Natureza…ela nem sempre é perfeita, senão não haveria Makalas, Angelas e Kathleens com tendências mal cheirosas.

Estou aqui a pensar que podiam ser ainda mais “ecologistas”, não gastando tanta água na lavagem das “flanelas”. Certamente que passando a lavá-las só de 3 em 3 semanas e não todos os 3 dias ou mesmo 1 semana, como fazem, economizariam muita água (que começa a ser um bem escasso) pois certamente “não notariam qualquer cheiro”. Também podiam (e estão sempre a tempo de o fazer) “limpar as mãos à parede” e poupavam a flanela, água e sei lá eu que mais…

Com tanta merda que há por este mundo de Cristo (e outros profetas) por que raio o Daily Mail resolveu tratar da merda particular das três “senhoras”? Conheço tantos jornais destes…

Pelo sim pelo não, para que pelo menos não se diga que este post é mal cheiroso (mesmo não se confundindo com o cheiro destas três nauseabundas – e nunca uma palavra foi tão perfeitamente aplicada como esta), deixo aqui estes pauzinhos de incenso, já a arder. 

                 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 13:40
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Maria Teresa a 13 de Março de 2014 às 16:11
Eu não demoro vou voltar! Senti uma vontade imensa de c**** mas não vou seguir o exemplo das 3 merdosas, vou limpar ao papel que até podia ser de jornal mas não é, e não tem apenas uma folha porque quando uso tal, tenho que ter muito cuidado para não sujar a mão (normalmente a direita)
Vou, vou, ...ou ainda c*** nas cuecas!


De Carapau a 14 de Março de 2014 às 18:32
Já não devo ir a tempo de te lembrar para levares a flanela. :)
Também ficamos a saber que não és canhota.
Fico a aguardar a volta.
Bjo.


De Lilly a 13 de Março de 2014 às 20:24
Carapauzinho

Realmente cheira mesmo mal essa notícia do Daily Mail, pois provavelmente é um jornal de m****.
Parece-me que a malta ecológica à brava, tem uma certa tendência para a porcaria e para uma higiene pessoal muito reduzida, como conceito de "vida simples".
É evidente que poupam umas massas: para quê papel higiénico? champô, sabonete, gel de banho... o que é isso? perfume... desodorizante... detergente... Tudo poluentes do meio ambiente, mas grandes defensores dos nossos narizes.
Desculpas para não se lavarem, é o que é!!!
Obrigada pelo incenso meu carapauzinho, embora, para ser sincera, prefira muito mais umas velinhas perfumadas, que além do cheirinho que deixam, tornam o ambiente bem romântico ;) lol

Beijosssssss.. cheirosos e perfumados à luz das velas :)


De Carapau a 14 de Março de 2014 às 18:42
Apesar de tudo acho que também há ecologistas sérios e lavados. Depois há os parvos/parvas como os três exemplares apresentados e ainda aqueles que fazem da ecologia o seu modo de vida, ou seja vão puxando a brasa à sua sardinha.
Mas não era isto que estava em causa no post.
Quanto aos pauzinhos de incenso... foi o que encontrei mais à mão. Para uma próxima vez arranjarei umss velas perfumadas e um "ambiente romântico" que, convenhamos,
não ia nada bem com o aspecto merdoso do post. :))
Bjos incensados.


De Maria Araújo a 13 de Março de 2014 às 22:52
Sempre com merdas actuais, faço-te as devidas vénias com umas gargalhadas à mistura.
E, como diz a comentadora anterior, geralmente estas pessoas,MUITO defensoras do ambiente, não têm hábitos de higiene.
Adorei o teu post.
Ah! Já fui mulher para incensos. Prefiro as velinhas perfumadas...também sou romântica.
Beijinho


De Carapau a 14 de Março de 2014 às 18:46
A resposta ao comentário anterior também serve para ti, sobre os ecologistas e os incensos.
Calculo que por Braga o que não falta é cheiro a incenso, tantos são os turíbulos que há por aí...
Deve ser uma tal fumarada que às vezes até os bombeiros devem julgar que é algum incêndio...
:))
Bjo.


De Labirinto de Emoções a 14 de Março de 2014 às 23:20
Carapauzinho do meu coração e do meu estômago tambem (ainda ontem te comi fritinho e soube-me que nem ginjas..::-)))
Este post de merda já me fez dar umas belas gargalhadas..:-)
Entretanto... para não me atingir o mau cheiro, acendi uma velinha com aroma a maçãs (sou mesmo uma romântica de merda) porque incenso só se for da Natura, que made in chinelai cheiram pior que merda!
Flanelas lavadas de 3 em 3 dias...aquilo é que é poupança de água, detergente para a roupa e tempo - tudo a bem da ecologia é claro -
Fiquei a pensar que se não cheira mal... devem comer rosas todo o dia!
Será???
Ecológica eu sou, faço reciclagem, não cuspo para o chão...etc...etc...
Quanto a Higiéne...devo ser mesmo uma porca de merda... tomo banho todos os dias, gasto montes de papel higiénico (flanelas cá em casa servem para limpar o pó e não o cu), shampoo, gel de banho, muita água e tudo o mais a que tenho direito para andar lavada, macia e perfumada, rsrsrs
E por aqui me fico...com um beijinho doce e...perfumado..:-)))))))


De Carapau a 15 de Março de 2014 às 15:27
Nem sei o que dizer.
Alguém que em meia dúzia de linhas consegue comer jaquinzinhos acompanhados com ginjas (haute cuisine certainement...) enquanto outras comem rosas, que diz que o meu incenso cheira pior que excremento de porco, com licença da palavra, que mete aqui a China que não tem culpa nenhuma no assunto e que dá um ar de que isto aqui é o da Joana, quando é um blog sério, não sei como classificar.
Fico com a impressão depois de ler os comentários, que já não se pode tratar aqui seriamente de assuntos malcheirosos (e tantos eles são por esse mundo fora) e que só posso trazer para a discussão o sexo dos anjos, porque esses, ao menos, andam lavadinhos e cheiram a rosas e a bergamota.
E assim perfumado, me fico a enviar um bjo.
(E agora vou pôr a flanela a secar que está uma linda tarde de sol...) :)


De GL a 15 de Março de 2014 às 16:20
Que é isto? O que é que se passa aqui?
Vou-me embora, vou reconsiderar se volto!...
Onde é que já se viu semelhante ...
Olhe, menino Carapauzito, até perdi a fala.

Abraço?
FOGE!!!


De GL a 16 de Março de 2014 às 16:00
Refeita que estou do choque (sim, que só o titulo, enfim!...), e após profunda meditação, concluo que as heroínas desta estória são, como dizer, criativas.
Vejamos. Descobriram uma nova forma de "higiene" única, atrevo-me a dizer, no mundo. Muitos têm sido os materiais destinados a ease fim, desde o simples calhau, passando pela erva - bem mais macia, convenhamos! - etc., etc.
Ora as ilustres em causa optam pela flanela. Por que não, pergunto, turco, ganga, linho... Apenas porque estes materiais têm grande saída no mercado, nada mais. Quem é que utiliza flanela? Está o menino Carapauzito a acompanhar o meu brilhante raciocínio? Óptimo!
Assim sendo, essaa mentes brilhantes descobriram que com essa descoberta vão revolucionar o mercado, ou seja, vão enrricar "!
Esqueceram, apenas, um simples pormenor. É que se utilizarem o jornal que publicou a notícia, o efeito é mais eficaz, mais económico e, além disso, representará uma mais valia para a sociedade, isto a vários níveis.
Após esta brilhante exposição sobre tão importante tema, retiro-me.

Abraço? Sei lá!



De Carapau a 17 de Março de 2014 às 19:55
"Da pedra à erva" (deve vir daí o ficar-se "pedrado" quando se fuma "erva"), passando pelaa folha de couve, mas nunca pela folha de figueira, há toda uma panóplia (gostas de "panóplia"? Então aí vai outra vez: Panóplia) de métodos usados para "reparar os estragos" provocados pela "evacuação" humana.
Séculos depois, com o parecimento dos modernos meios de transporte, usou-se a tècnica (que poupava muito o meio ambiente) do "bilhete de eléctrico".
E todo este brilhente desenvolvimento da técnica da retro-limpeza, acabou por desaguar na flanela!!!
Quanto à utilização do referido jornal...não concordo com a solução. Seria, se bem me faço entender, "pior a amêndoa que o sainete".
E depois destes brilhantes comentários, bem posso "limpar as mãos à parede" e partir para onde não haja problemas destes...:)
Abraço sempre e sem flanela. :))


De Maria Teresa a 18 de Março de 2014 às 22:42

ODE À MERDA!

Nunca a merda foi tão falada
E neste pequeno espaço
Ao nascer ela foi fadada
Para ser um embaraço…

Píndaro falaria em merda
Será que conheço a resposta
Quando surge não é lerda
Às vezes até lhe chamam bosta

Merda que é merda tem ode?
Porque lhe chamei assim?
Não tenho jeito p´ra bode
A expirar palavra ruim…

Sei que a merda tem perfume
Um perfume bem diferente
Onde quer que ela “espume”
Tem sempre alguém bem na frente

De merda eu estou bem farta
De toda a merda que vejo
Seja nas palavras duma carta
Seja no esmagar dum percevejo

Mais uma vez merda digo…
Alivio o que me oprime
Ainda morro por castigo
Mas tenho um alívio sublime

Flanela o pano indicado
Para limpar merda tanta
Não há outro adequado
Para limpar a garganta?

Depois de um esforço tamanho
Para este ode fazer sentido
Só me resta tomar um banho
Para isto não ser descabido!

Com 5 letrinhas apenas se escreve a palavra merda as mesmas que leva 1 beijo, soprado com um bocejo!


De Carapau a 19 de Março de 2014 às 22:15
Leio o poema e coço a cabeça.
Como responder a uma Ode?
Para mim grito: “Homessa!
Cada qual faz o que pode!”

Deixo o Píndaro para traz
(Veio aqui armar aos cucos)
E atiro para o meu cabaz
Uma de tinto e duas de sucos.

Raio de post tão falado
Como este, eu nunca fiz.
Melhor ter ficado calado.
Ai como eu seria feliz!

Mas o assunto é tramado
E nós somos como as ilhas.
Rodeados “dela” por todo o lado,
Não escapam filhos e filhas.

Perfumada é toda a vida
De quem está na Primavera.
Eu vou procurar guarida
Na guitarra da Severa.

Nem Severa nem Severino
Acodem em meu socorro.
Resolvo cantar o hino!
Quem me acode, que eu morro?

“Morres nada – diz-me ela.
Tens muito caminho p’la frente.
Leva contigo a tal flanela.
Pode valer-te, num repente”.

E termino como é habitual
Com esta quadra meia lerda.
“Acabou-se! Ponto final!
Não quero fazer mais merda!!!

Depois de devidamente lavado e perfumado
aqui deixo o habitual bjo.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds