Quinta-feira, 12 de Março de 2015

Há quanto tempo...

No longínquo 9 de Março de 2008 este blog montou banca neste local. Antes tinha vendido peixe noutro sítio, era então um garboso Carapau de Corrida, mas como o “mercado” onde tinha a sua banca fechou, teve de mudar de local e de mudar de nome. Como a imaginação não era muita (e continua a não ser) mudou para CarapauCarapau porque, disse não sei que filósofo, as coisas dobradas também têm o seu encanto. Para comemorar a data e a lata de ter esta banca aberta há tanto tempo, o Carapau, agora muito mais sábio, resolveu republicar (atenção, não tem nada a ver com a dona república) um dos primeiros posts, que nessa altura cheiravam muito a peixe e a maresia. E vai tal e qual como da 1ª vez, respeitando cor e tudo o resto. Ainda estive tentado a dar-lhe “uns toques”, mas optei por manter o original. Ele aqui fica:

A Ostra

Nas redondezas já todos tinham percebido que a Ostra andava caídinha de todo pelo Lagostim. E também todos achavam que aquilo não ia acabar bem. A Chaputa que andava sempre por ali e que nem era de se meter na vida de ninguém, não resistiu e chamou-lhe a atenção para a má fama do Lagostim, que lhe desculpasse de se estar a meter na vida dela, mas estava com pena de a ver a ir na conversa dele. “A menina sempre tão fechada e agora a dar trela para um farroncas daqueles”. A Ostra entreabriu a concha, olhou-a de soslaio e resmungou qualquer coisa como “não há problema”. O memo aconteceu com o velho e grande Mexilhão que era seu vizinho e a conhecia desde pequena e que também lhe chamou a atenção. A esse, ela nem respondeu. Deve ter pensado “o que é que este velho, preto e musguento quer?” e fechou-se na concha. Mas quando o Lagostim se aproximava com aquele andar aos saltinhos, as pinças no ar a dar a dar parecendo um bailarino de flamenco, ela escancarava a porta e sorria para ele. Que há muito tinha percebido como ela estava perdidinha e então mais salamaleques fazia. Ao princípio eram só uns olhares, uns sorrisos, uns passos de dança da parte dele e um entreabrir de concha da parte dela. Depois vieram umas trocas de palavras apressadas, até que actualmente já estava estabelecido um diálogo sem rodeios. E foi numa dessas tardes em que a vizinhança estava toda a dormir a sesta que as coisas avançaram mais. Ele veio com a cantilena toda, cantou-lhe das boas e das bonitas, a voz grave e os ademanes de dançarino, ela abriu-se toda e foi uma tarde em cheio. Depois ele despediu-se, ela ficou a vê-lo a afastar-se até dobrar o rochedo e só nessa altura, quando ia a fechar-se é que soltou o tal grito que alertou toda a gente. Apareceu estremunhada a vizinhança “o que foi, o que aconteceu” e a Ostra meio envergonhada entre soluços e lágrimas a dizer “foi ele, foi ele, roubou a minha pérola”. O Carapau ainda meteu a ponta do focinho a ver se não estaria para ali meio escondida, mas não havia dúvidas, tinha desaparecido mesmo. E todos a falarem ao mesmo tempo, “eu bem te avisei”, “ eu bem desconfiava”, “ele não era de confiança”, “tu tiveste a tua culpa” e o Carapau que não gosta de confusões, afastou-se e foi narrar a ocorrência.

 

Amigo Lince: neste é que nem metes prego nem estopa. Não existias, eras ainda um não lince. Hoje aposto que nem sabes o que é uma ostra, nem sabes como ela “vale por duas”, nunca entenderias uma coisa destas. Nisso estás bem acompanhado, porque também nunca entendi como ela, sendo como é, foi na cantiga do Lagostim. Fraquezas…

 

publicado por Carapaucarapau às 10:54
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Maria Araújo a 12 de Março de 2015 às 12:48
Ena, pá, lembro-me de ler este post!
Esta pérola que faz oito anos ainda está brilhante e polida para se aguentar outros tantos anos,
Parabéns, Carapau.

Um beijinho


De Carapau a 18 de Março de 2015 às 13:56
Se brilhante quiser dizer baça e polida quiser dizer puida, nunca falaste tão verdade. :))
Bjo.


De Labirinto de Emoções a 12 de Março de 2015 às 16:43
Oh sr. carapau, começo por lhe dar os Parabens... nesta altura já és um carapau com barbas e cabelos brancos,,,;.))) mas continua cheio de imaginação.
Mas as Ostras que se cuidem, porque o que há mais, é por aí Lagostins que com passinhos de dança tramam as incautas e lé lhe roubam a Perola...
Mais uns beijinhos de parabens pela longividade da tua Banca, que continua a vender belo peixe ... Tchim..Tchim..:-)))
Teresa


De Carapau a 18 de Março de 2015 às 14:05
Com 7 anos já este Carapau devia ser mais sábio e vender só peixe do alto. A verdade é que não é isso que acontece, vende gato por lebre, quero dizer, fataça do rio a cheirar a "pitrol" por pescada do alto.
Mas que posso eu fazer? Impõem-me quotas para a apanha de navalheiras e eu tenho de me "assafar" de qualquer maneira.
Só que tenho um dedo que me diz que este "Jacob" não vai servir "outros 7 anos", pelo menos este "Labão".
Pode ser que monte banca para vender outras coisas...
Bjo.


De GL a 18 de Março de 2015 às 19:29
Mas que provecta idade tem V. Senhoria! 7 anos? A sério? Olhe que ninguém lhos dá!
Tirar? Ah, isso também não, só se aplicar um bom botox nos opérculos. Já aplicou? Então olhe, não sei que mais lhe aconselhe!
Quanto às ameijoas, essas mantêm-se iguais, ontem como hoje, só que as pérolas desvalorizaram de tal maneira que já ninguém lhes liga nenhuma.
O mexilhão, o lagostim, o carapau mantêm o mesmo valor no mercado, já a chaputa? Enfim, nem sei que lhe diga, a não ser que se fazia uma bela caldeirada com essa pescaria. :))

Abraço, posso? Agradecida.


De Carapau a 19 de Março de 2015 às 14:25
A distinta comentadora vai permitir-me que faça um reparo? Obrigado.
As ameijoas, lamento, mas não entraram nesta história. Não tomaram parte activa nem passiva. Soube mais tarde que tinham ido falar com o Sr. Bolhão Pato para ele lhes tratar da imagem. Não ficaram mal, mas eu prefiro-as ao natural. E nem mesmo "ao natural" lhes vi nunca nenhuma pérola. :)´
Claro, enganou-se e trocou-as pela ostra. :))
Só não se engana que não vem aqui ao blog, ao engano.
Mas em abono da verdade eu tambémnão troco ums boas ameijoas, ditas "cristãs", por uma ostras. Estas enjoam-me, mesmo quando regadas com muito vinho branco...
Abraço.


De GL a 20 de Março de 2015 às 00:54
Um reparo? Oh, caríssimo, quantos queira!
Desde quando é que não há autorização de metamorfosear uma palerma de uma ostra numa elegantissima amêijoa?
A pérola? Nunca ouviu falar em implantes? Logo vi!
E depois, sim depois, como é que fazia a caldeirada?
Olhe, vou-me embora que o cheirinho da dita chama-me.

Abraço grande.

P.S Ah! É servido? :))


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds