Quinta-feira, 10 de Abril de 2014

"Ele"

Todos reparamos já nas milhentas pessoas que andam permanentemente agarradas aos seus telemóveis. E “agarradas” é o termo certo pois andam com eles nas “garras”. De 10 em 10 segundos olham para eles como se daí viesse a salvação de qualquer coisa. E certamente também todos reparamos que são em geral “elas” as agarradas. Dirão que há uma explicação para isso. Que eles têm bolsos e bolsos onde podem guardar tais coisas e eu direi que elas têm sacos, saquinhos e saquetas onde podem guardar milhões deles. Que elas são mais ansiosas por “notícias” e eles nem por isso. Só quem não os conhece.

Então porque será? Esta é a pergunta do milhão!

Hoje, entrei no metro, sentei-me e logo três ilustres representantes do sexo feminino se sentaram a “rodear-me”. Para estarem perto de mim? Porque adoram o cheiro a peixe fresco acabado de sair do mar? Para usufruírem durante uns minutos da presença de alguém que poderiam vir a admirar?

Nem para mim olharam. Entraram com ele na mão, com ele se sentaram, a ele manusearam durante todo o trajeto que fizemos em conjunto. E quando saí nem um olho dele desviaram.

A minha viagem foi toda feita a admirar o comportamento das senhoras minhas vizinhas de ocasião. Fiquei de boca aberta e assim fui para a rua. O que até nem foi mau porque daí a minutos apanhei pela frente mais duas ilustres representantes do sexo feminino, que vendo-me assim, se atiraram a mim como gatas a bofe. E eu, feito parvo, a olhar para cima e de boca aberta. Foram as únicas que não vi agarradas a “ele” nesta manhã. Mas também não era para admirar já que estavam ali para me tratar dos dentes…

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 23:01
link do post | comentar | favorito
|
23 comentários:
De GL a 11 de Abril de 2014 às 00:38
Carapauzito, compreendo a tua dor (neste caso, dupla) pelo que te foi dado observar. Não há ego que aguente ver-se trocado por uma simples engenhoca que veio ensandecer os heróis do séc. XXI, XXII, XXIII até? Até à nova engenhoca que terá ainda um efeito mais aliciador.
Ora, tanto quanto me parece, andar com um carapau na mão, além de não servir rigorosamente para nada, ainda deixa um odor, convenhamos, pouco agradável.
Perante o exposto não admira, pois, a invejinha que se deixa adivinhar das suas palavras, o que não é abonatório para a sua "pessoa".
Como? Quer que retire as aspas?
Já agora tenha a gentileza de fechar a boca. É que o seu hálito...
Até mais ver, com ou sem "ele".
Quer um abracinho, quer? Pois, mas não lhe dou!
Agradecid


De GL a 11 de Abril de 2014 às 00:41
Eh! O que sucedeu ao "a" que falta na última palavrita do comentário anterior


De GL a 11 de Abril de 2014 às 00:45
Carapauzito, compreendo a tua dor (neste caso, dupla) pelo que te foi dado observar. Não há ego que aguente ver-se trocado por uma simples engenhoca que veio ensandecer os heróis do séc. XXI, XXII, XXIII até? Até à nova engenhoca que terá ainda um efeito mais aliciador.
Ora, tanto quanto me parece, andar com um carapau na mão, além de não servir rigorosamente para nada, ainda deixa um odor, convenhamos, pouco agradável.
Perante o exposto não admira, pois, a invejinha que se deixa adivinhar das suas palavras, o que não é abonatório para a sua "pessoa".
Como? Quer que retire as aspas?
Já agora tenha a gentileza de fechar a boca. É que o seu hálito...
Até mais ver, com ou sem "ele".
Quer um abracinho , quer? Pois, mas não lhe dou!
Agradecida


De GL a 11 de Abril de 2014 às 00:50
Que é isto? Agora quem fica de boca aberta sou eu!:(


De Carapau a 12 de Abril de 2014 às 15:26
Quando vi a quantidade de comentários que já tinha a este post, até pensei que "alguéns" já "o" tinham trocado por mim, mas vou a ver e só a menina "GL" tinha "feito"metade deles. Deve ser a mania das grandezas...:)
Mas vamos ao que interessa, porque está uma linda tarde dc sol ...
Claro que tenho inveja de muitas coisas e nem vou enunciá-las porque o espaço é curto.
Mas aqui não sou eu que estou em causa. São elas, sempre agarradas a "ele" e assim não apreciando as coisas belas da vida.
Quanto ao cheiro...é sempre cheiro a fresco de tal maneira que muita gente já se referiu a mim dizendo: "olha, este é fresco".
E é por isso que hoje não lhe deixo nenhum abraço. :)


De GL a 15 de Abril de 2014 às 18:47
No pleno exercicio das minhas funções, e tendo jurado cumpri-las com lealdade, e muita competência, tenho a informar que:
- não me responsabilizo pelo lado exagerado (rima? Pois!) deste "ele", que bisa, trisa e retrisa aquilo que aqui se escrece com tanto cuidado.
Depois, - e isto é o mais importante - quero alertar para a coveniência de não comer uma única amêndoa, seja ela qual for. Pode ingerir, sem limites, o belo do Pâo de ló e molhado num delicioso Porto vintage.
Cumprida que está a minha missão de post it, retiro-me.

Abraço (mas por que é que tenho ficar que nem um cristo por causa dessas malvadas barbatanas?!:(


De Maria Araújo a 11 de Abril de 2014 às 13:08
Olá.
Pensei que estivesses a viajar por outras cavernas. Senti a tua falta e tenho pensado em ti... Está quase...
Quanto ao teu post, sim, é verdade, mas não para mim porque até me esqueço dele lá no funda da carteira.
No metro, costumo observar quem "me rodeia", não vá estar por perto um carapau alto e bem constituído, como eu gosto... mas estes andam de carrão e perde o interesse.
Mas Carapau, duas mulheres que curam dos teus dentes? Gatas? E dizes tu da minha gata... não gostas dela.
Hummmm, por acaso, fizeste-me recordar que os meus são dois jovens girados e simpáticos que me põem de boca aberta... mas eu olho para t texto caso contrário fico anestesiada, só de os observar.
Beijinho

Beijino


De Maria Araújo a 11 de Abril de 2014 às 13:09
*giraços


De Carapau a 12 de Abril de 2014 às 15:39
Não andei por outras cavernas não, mas se tudo correr bem, daqui a uns dias vou mudar de caverna, mas por pouco tempo. Acontece é que tenho andado ocupado com outros "peixes" que me batem à porta com frequência...
Quanto ao "está quase", vira essa boca para lá que eu não gosto dessas alembraduras. :)
Quanto ao teu gosto por carapaus "altos e bem constituidos", podias dizer logo que não me gramas... :))
Agora falando a sério (se é que alguma vez falo a brincar :)) descobri há tempos porque ãgora são "elas" que me tratam da dentição, e já chegaram a ser 3 "deitadas" sobre mim. É um truque para eu ficar com a boca bem aberta. .)
Quanto ao "meu" também passa o tempo esquecido no fundo dum bolso.
Bjo. e cuidado com as amêndoas que fazem mal aos dentes.


De Maria Araújo a 13 de Abril de 2014 às 18:16
Já sabes que eu te gramo, caraças, mas posso ter os meus "tipos".
Nao costumo comprar nem comer. amêndoas.
Aquele di, que se há-de fazer?
Beijinho


De Maria Araújo a 11 de Abril de 2014 às 13:10
Teto (o tablete é pirado, lê e escreve que lhe apetece)


De Carapau a 12 de Abril de 2014 às 15:41
Pois é! Escreves numa tablete que queres tu?
Eu como-as (chocolate de leite, de preferência). :)


De Maria Araújo a 13 de Abril de 2014 às 18:15
Tens sempre resposta para tudo, Carapau.


De Labirinto de Emoções a 11 de Abril de 2014 às 23:10
Já não se fazem mulheres como antigamente Carapau!
Acho de um mau aspecto incrivel andar por todo o lado com "ele" na mão...alem de que correria sérios riscos, a saber:
1ª ninguem tem de saber como "ele" funciona e qual é o modelo, se é antigo ou moderno...
2ª se o acharem bonito...corro serios riscos de ser roubada...
3º haver invejosas que me perseguissem até casa e fizessem fila à minha porta para quererem usufruir "dele"...
4ª se chover ficar molhado e como tal inactivo...
Portanto, ando com "ele" sempre bem guardado na mala (e só na mala, porque não uso sacos, sacolas e saquetas).
Como Vês...mulher prevenida vale por 2..:-))))
E agora fecha a boca, porque já tens o dentinho certamente arranjado, e as garotas que se atiraram a ti, já acabaram o horário de trabalho!
E pronto... vou por "ele" a carga, pelo sim pelo não, gosto de o ter operacional para qualquer eventualidade.
Beijinhos comentados e não por sms..:-))))))



De Carapau a 12 de Abril de 2014 às 15:56
Aqui está um comentário, bem melhor que o post. Até parece ter sido feito por mim... rsrs
Vamos ao caso que nos trouxe aqui:
1-Absolutamente de acordo. Eu só para efeitos inspecção, declaro o modelo, o ano de fabrico e as qualidades ou defeitos. O segredo é a alma do negócio.
2-Nos tempos que correm. mostrar as jóias (e ele já passou à categoria de "jóia de estimação" é correr o risco muito elevado de ser roubado.
3-Este ponto já é discutível. Já abri a porta e não vi ninguém, quanto mais uma fila...( as "testemunhs" não contam...).
4- É uma verdade: quem anda à chuva molha-se.
Também ponho o meu à carga com fruquência, é já um modelo que não se fabrica e portanto não aguenta muito tempo sem ser recarregado.
E agora proponho-te um negócio: Passas tu a escrever os meus posts e eu e comentá-los.
Saiste melhor que a encomenda :))
Bjo.


De maria teresa a 12 de Abril de 2014 às 09:59
Com ele na mão só na intimidade de quatro paredes ou então ao ar livre mas liberta de olhares indiscretos.
Quando saio com ele, vai escondido não vá o diabo tecê-las e alguém o invejar, deitar-lhe um mau olhado e esse querido deixar de funcionar.
Não há o perigo dele ser desviado em transportes públicos porque é raríssimo utilizá-los.
Aqui deixo o meu testemunho, usando um "teclado" emprestado do tamanho de um lenço, gentilmente cedido por um dos meus herdeiros, o meu encontra-se hospitalizado (dele não tenho notícias há mais de 78 horas o que é muito preocupante)
Um chuaaaaaaaaac um bocadinho chocho!


De Carapau a 12 de Abril de 2014 às 17:55
Ainda estou a tentar perceber porque só o agarras na intimidade de quatro paredes. Então não o podes usar em qualquer lugar onde o seu uso não esteja proibido ou não seja recomendado? E se a divisão tiver três ou mais de quatro paredes já não o usas? És supersticiosa? Ou é ele que não funciona?
O meu já é um modelo antigo e ainda funciona em qualquer lugar desde que tenha rede. A rede deve ser uma questão de segurança, para qualquer desequilíbrio.
Passando agora a um outro “ele”, tenho notado que ultimamente está mais vezes hospitalizado que a trabalhar. Deve estar a precisar de reforma como o meu.
Entretanto também usas uma tablete…mesmo que não seja tua, mas tenho aqui um dedo torto que me diz que foi oferecido por ti…
Bjo.

P.S. – No post, logo na 2ª linha, está a palavra “telemóveis”.


De Anónimo a 12 de Abril de 2014 às 19:10
Ó Carapauzinho então eu não "me apercebi " que estavas falando de telemóvel???? Por quem me tomas???? Estás-me a confundir com alguém que anda sempre meio aluado???
Eu comentei também em relação ao meu "telemóvel", nem podia ser de outra "coisa", mas "aos pois",falei noutro "ele" o malvado do meu computador, porque teclar em "eles" propriedade de netos é um caso muito sério, quanto mais não seja por causa do tamanho do dito!!!!
Neste momento até conheço o diagnóstico, o mal está no disco rigido...esta coisa da rigidez é um enorme sarilho, tão grande que ainda vou pensar muito bem no que devo fazer...troco por outro, vai ser "operado" e continua a ser manobrado por moi??? Um dilema e estou com muita sorte, podia ser um trilema...
Chuac, chuac, chua, ... não há dois sem três!


De Carapau a 13 de Abril de 2014 às 23:11
Os técnicos, na matéria, sabem fazer implantes no disco rígido e deste modo aumenta o disco e a sua rigidez. Com um disco flácido não se conseguem guardar bons ficheiros, para além da lentidão do desempenho.
Se ele não vier fiável lá terás de arranjar outro à tua medida. Cada pessoa sabe do tamanho do disco que pretende e deve ter em atenção que actualmente há os que ficam fora de serviço em pouco tempo. Costuma-se querer significar, quando uma coisa é XPTO, que é boa; mas agora há por aí uns XP que vão ficar “fora de moda” (já começaram a ficar).
Quanto a usares o dos teus netos e teres problema com o tamanho, também é natural. No entanto nesse campo eu não entro, é assunto de família.
Para terminar: eu sei que não fizeste confusão com o que escreveste. Eu também não.
Considera-te chuacada…


De Mariazita a 12 de Abril de 2014 às 21:02
Meu caro PM (será Primeiro Ministro?) Carapau
(assim temos peixe e carne – carapau e coelho… não está má a ementa…)
Esta visita de cortesia foi pouco cortês, pois quase me fez corar, com essa dos efes e erres. É apenas um blog sem pretensões, acredite. Os muitos seguidores e comentadores devem-se apenas à minha provecta idade. Atenção! Provecta do blog, é claro, a autora é uma jovem, apenas com bastantes anos, nada mais!!!
Achei muito interessante esta sua dissertação acerca de “ele”, telemóvel.
É um facto comprovado que hoje em dias poucas são as pessoas que o dispensam, que entre elas (pessoas), a maioria é do sexo feminino, e, também em maioria estão as mais jovens. Isto não quer dizer que as “mais maduras” o não apreciem, e até, talvez porque mais experientes, o apreciem melhor.
Os homens, tendo-se habituado a ele muito mais cedo – garotos de oito, nove anos já andam com ele na mão – a partir de certa idade já perdeu algum encanto, e usam-no com mais parcimónia, em ocasiões especiais, tratando-o com mais cuidado.
A juventude é muito estabanada!
Não vou tecer qualquer comentário ao facto do meu amigo ter ficado de cara à banda porque as “gatinhas” do metro nem repararam nas suas guelras, nem por ter ficado de boca aberta a olhar para as gatinhas a quem teve que mostrar os dentes.
Afinal, tantas vezes mostramos os dentes com vontade de morder… é ou não é?
Bom Domingo
Beijinhos


De Carapau a 13 de Abril de 2014 às 23:36
Acho que já escrevi esta frase ali atrás, mas vou repeti-la: “há comentadoras que saíram melhor que a encomenda”.
Mas vamos analisar a coisa.
As provectas idades são as idades do “aprovêta”. É mesmo por isso que há telemóveis completamente fora de moda que ainda servem os objectivos para que foram feitos. Claro que hoje as exigências são maiores e sobretudo elas (mais novas ou menos novas) mudam com frequência. Seja pela cor, pelo tamanho ou pelas funções que desempenham, a verdade é que se muda com facilidade. A oferta também é muita e há muito boa gente que não se contenta só com um. Dois, três, dez, cem, há quem goste de experimentar sempre novos modelos. Ainda que, diga-se a verdade, servem todos para o mesmo.
Eu até nem entendo como tanta gente hoje prefere uns achatados, que servirão para muitas coisas, o que quer dizer que, em geral, nem por isso cumprem melhor as suas “obrigações”.
Alguns pelo tamanho e pela chateza devem ser mesmo difíceis de arrumar, mas cada qual saberá a medida da sua mala.
E é todo o que se me oferece dizer sobre o tema do post: “ele”- o telemóvel e tudo escrito com efes e erres. 
Obrigado pela visita.
Bjos.

P.S. - O PM que apareceu não significa Primeiro Ministro, mas sim "Peixe Marado".


De Mariazita a 16 de Abril de 2014 às 15:56
Fico sem saber se essa alusão a "lição de história" é ou não elogio...
Se fosse dito por mim, era, com certeza, já que sempre gostei (desde os bons tempos de estudante) e continuo a gostar, muito, de História - filmes históricos, livros históricos (de momento estou a ler "Padeira de Aljubarrota, de Maria João Lopo de Carvalho), documentários históricos... enfim, tudo que se relacione com História me agrada.
Quanto à foto da "equipa" de vólei de praia (na qual me incluo) fico perfeitamente descansada. Sei que o meu amigo não pertencia ao club, apesar de, pelos vistos, também ter usado cinto branco. Nessa altura não tinha, ainda, o prazer de o conhecer.
E com esta o deixo na paz dos Anjos.

Que a sua PÁSCOA seja muito doce e feliz.
Beijinhos


De Mariazita a 17 de Abril de 2014 às 08:44
Ouvi há pouco, na TV, anunciarem para hoje um dia muito quente. Claro que é exagero, como tudo que se ouve na TV, pois 26º (temperatura prevista) não é assim tão quente como isso.
De qualquer modo, aproveito o fresquinho da manhã, e antes de começar a minha habitual caminhada, para vir ver o carapau (é claro que houve "alguém" indiscreto que me disse que aqui, neste mar de rosas, as postagens são, habitualmente, à Quinta -Feira...)

Esta leitura causou-me uma certa nostalgia porque me lembrou que também eu já andei por essas paragens, e por lá me senti muito feliz.
Tenho até planeado fazer um PPS com a Ponte da Ucanha como actriz principal, e as paisagens circundantes a comporem o ramalhete, e depois publicar no meu blog. Mas tenho tantos planos que não passam disso mesmo...
Nada se compara à "gente da minha terra" no que respeita a hospitalidade, simpatia e generosidade. E as gentes dessa zona são pródigas nestas características.

Conheço alguns países da Europa (a América do Norte também, razoavelmente), mas comecei por conhecer Portugal, do qual apenas não conheço um ou outro cantinho...

E com esta me vou, que me esperam seis quilómetros bem medidos.

Se não nos "virmos" antes, uma muito feliz PÁSCOA.
Beijinhos


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds