Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2013

Funerais e outras que tais...

Nestes últimos dias tive de ir a dois funerais e agora com o do Mandela foi dose tripla. Os velórios são para mim uma coisa esquisita, pois estou para ali sem saber o que fazer, isto depois de ter apresentado as condolências à família. Ontem dei por mim a pensar num meu antigo professor, ilustre aliás, no ramo das matemáticas, distraído como convém, com uma figura muito parecida com a do Einstein, farto bigode e farta cabeleira, ambos brancos. E sempre com um sorriso na cara. Pois um dia, num velório dum amigo, chegou-se junto à viúva, cumprimentou-a, lamentou a perda do falecido, rematando o pequeno “discurso” dizendo que ele (o falecido, claro) era um grande homem. E repetiu duas ou três vezes “era um grande homem”. Distraiu-se, saiu da órbita e começou a cantarolar, repetidamente, sempre a sorrir, “era um grande homem, era um grande homem…” e ali ficou na sala nesta cantoria, perante o ar espantado de uns e o ar risonho de outros. Enfim…foi um sucesso…

 

Este professor tinha uma maneira muito peculiar de tratar os seus alunos. Como as aulas teóricas eram livres, nunca lá tinha mais do que 2 ou 3 alunos, os outros iam vadiar. Creio que só fui a meia dúzia, se tanto, das suas aulas, porque eu ficava cansado de ver a genica e a energia que ele punha nas suas exposições. Depois acontecia que ele tinha um sistema original para as provas orais nos exames. De véspera os alunos iam tirar um tema, à sorte, por onde começaria a prova oral. A intenção era que o aluno sabia à partida que ia responder às primeiras perguntas sobre um tema que tinha estudado (pelo menos durante um dia) e assim ficava mais descontraído. Na realidade também servia para ele, professor, se aperceber das capacidades do aluno e então fazia um exame “de acordo” com o “sábio” que tinha pela frente. Assim sendo, raramente reprovava alguém.

Os “pontos” como lhe chamávamos eram levantados, na véspera na Faculdade, mas quando o exame era a uma 2ªfeira tinha de se ir a casa dele levantar “o ponto”, no domingo. Em geral oferecia o pequeno almoço a quem lá ia e havia quem recusasse e quem aceitasse. Convém dizer que a mulher dele era uma conhecida “cozinheira e doceira” com obra publicada, o livro, com prefácio do marido, ainda hoje faz parte da história da culinária em Portugal. Portanto nesses pequenos almoços havia sempre bolos e doces.

Vem isto a propósito do que aconteceu um dia com um aluno (pelo menos com um, que eu conheci). Ele nunca tinha ido a uma aula teórica e não conhecia o professor. Teve o azar de ter de ir levantar o ponto a casa do Mestre. Era um domingo de manhã, portanto, tocou a campainha, esperou um pouco e aparece-lhe um “avozinho” de cabelo e bigodes brancos, de roupão, com o seu ar sorridente, a dar-lhe os bons dias e a perguntar o que é que o jovem queria. O jovem julgou que se tinha enganado na porta e perguntou se era ali que morava o Sr. Prof. fulano. Ao ouvir a resposta “é sim, mora aqui, sou eu, que deseja?” caiu-lhe o mundo em cima e inventou uma desculpa dizendo que tinha sido um amigo dele que era aluno do Sr. Prof. e que não podia vir levantar o ponto, porque estava na tropa e só chegaria no fim do dia e lhe pediu para fazer isso por ele e patati patatá, vinha perguntar ao Sr. Prof. se podia ser ele a levantar o ponto para mais tarde entregar ao amigo logo que ele chegasse. Lá levou o ponto e como não teve lata de aparecer no dia seguinte, faltou ao exame, que fez depois na 2ª época, esperando que o Prof. já não se lembrasse da cara dele. E assim foi, correu tudo bem.

 

E agora, ao terminar estas historietas, fico a imaginar as coisas que uma pessoa pode pensar durante um velório…

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 15:53
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Maria Araújo a 13 de Dezembro de 2013 às 22:53

Estou de acordo contigo.
Não gosto de velórios, de dar os pêsames poruqe osunuma chorona e não gosto destes rituais. Mas quando tem que ser, não há como fugir.
Também me acontece dispersar-me nas cerimónias e penso noutras coisas, noutras pessoas, noutros que já foram.
Mas tu tens sempre estórias para contar.
O aluno foi esperto, sim senhor.
Um bom fim de semana e beijinho.


De Maria Araújo a 13 de Dezembro de 2013 às 22:55
Ó meu Deus! Escrever nestas janelinhas com uma letra tão pequena dá no que acabei de ler:
"porque sou uma chorona" (ahahahaha!).

Beijo


De Carapau a 17 de Dezembro de 2013 às 12:59
Não és original ao não gostares de velórios. Conheces alguém que goste?
Depois, porque o ambiente nunca é agradável, socorremo-nos de tudo, para nos ausentarmos e pensar noutras coisas.
Bjo.
Bom Natal!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds