Quinta-feira, 15 de Agosto de 2013

A minha batalha

Fez ontem 629 anos que se travou a batalha de Aljubarrota. Sem ter ligação nenhuma com a efeméride, quis o acaso que ontem mesmo eu tenha passado pelo campo onde ela se desenrolou (certamente estava enrolada até aí) e um pouco mais tarde pela aldeia de Aljubarrota, a terra que deu nome à batalha e donde era natural a padeira Brites, a tal que aviou sete castelhanos segundo a história/lenda. No largo da povoação lá está uma escultura com o forno, a padeira e a respetiva pá.

Uns quilómetros mais à frente, numa povoação por onde Jesus Cristo certamente nunca passou, lá estava o alvo da minha investida por essas terras. Há cerca de um ano tinha acertado uma batalha contra um rabo de boi. Não se tratava duma pega de cernelha, ainda que os três da vida airada que compunham o grupo chegassem e sobrassem para tal. A arena onde se ia travar a batalha era uma antiga adega/curral/arrecadação/ou outra coisa qualquer desde que com mau aspeto. À chegada fomos informados que o rabo não ia chegar para todos os pretendentes. Concluí que por aquelas bandas há muita gente doida por rabos (de boi, mas que até podem ser de vaca) e que não perde ocasião para se atirar a eles.

No entanto disseram-nos que se tivéssemos paciência para esperar, ainda se havia de “dar um jeito” e arranjar “qualquer coisinha”.

“Dar um jeito” e “qualquer coisinha” são duas expressões muito correntes neste país à beira mar plantado. Estando nós em terras do diabo (que também tem rabo e até termina numa seta...) com fome e como tínhamos ido de propósito para apreciar o rabo ao boi, resolvemos esperar. Entretanto apreciei o local onde se ia desenrolar a batalha. E de tal maneira é indescritível para os meus parcos recursos literários que não sou capaz de dar uma pequena ideia. Limitar-me-ei a dizer que era um amontoado de velharias sem nexo, mas tudo envolvido por muito pó, talvez ele o mais velho das velharias. A higiene de tudo era a condizer, de tal maneira que a ASAE nem tem coragem de passar por perto de tal maneira as “inconformidades” preencheriam certamente toda a papelada disponível nos serviços.

Ao fim de uma hora de espera lá nos atirámos ao rabo, já não na sua versão “oficial” mas com tudo (e era pouco) o que conseguiram apanhar pelas gavetas da “cozinha” para meter na panela.

Como a fome era muita, esquecemos o pó, as velharias, os restos, todo o ambiente e lá nos atiramos ao que ainda restava do rabo.

Agora estou a pensar em escrever ao “Guia Michelin” para ver se visitam o local e se lhe arranjam pelo menos uma estrela, ou pelo menos uns restos de cometa que não se tenham desintegrado e que ficariam bem na decoração do curral, isto é da sala.

Estivesse este tasco aberto há 629 anos e nem a batalha de Aljubarrota tinha tido lugar…

 

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 16:27
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Guide Michelin a 20 de Agosto de 2013 às 14:46
Mon carro siñori tomamos boa nota do seu alvitre parra visiter le restaurant en cause e envidaremos (jolie parole esta "envidaremos") todos os nossos esforços parra aprecier o dito cujo. Nous faisons question de vous avisar do respectivo processô.
Merci bien.


De ASAE a 20 de Agosto de 2013 às 14:52
Exmo. Senhor Carapau

Tendo em atenção o seu post, vimos por este meio intimá-lo a enviar-nos a direcção do restaurante nele visado, para assim verificarmos se o que escreveu corresponde à verdade e assim actuarmos em conformidade.
Respeitosos cumprimentos.

Pelo Director
a) assinatura irreconhecivel


De Tasco a 20 de Agosto de 2013 às 14:58
Carapau dum cabrão
Se voltas a apraçer pur cá nem a espinha se çalva.
Vai çer mais um engradiente para juntar ao rabu do boi.
E ça Asai cá vier é que tu vais ver cumo elas te cantam,filho duma chaputa.


De D. Brites de Almeida a 20 de Agosto de 2013 às 15:04
Amigo Carapau

Estou zangada contigo porque passaste aqui mesmo ao meu lado e nem um olá me deste. Já te esqueceste do pão que aqui comeste, ingrato?
Enfim como sei que deve ter sido por distração e como ias acompanhado estás desculpado.
Li o comentário do Tasco e quero dizer que estou às tuas ordens para irmos lá e rebentamos com aquela treta toda. Olha que apesar da idade ainda tenho a pá em forma! Conta comigo.
Beijo enfarinhado desta que não se esquece dos amigos,
Brites (a padeira de Aljubarrota)


De Carapau a 20 de Agosto de 2013 às 15:10
Olá Britinha!
Obrigado pelas tuas palavras, mas não vai ser preciso a tua ajuda. Daqueles trato eu sozinho.
Quanto ao meu não olá, foi só por estares rodeada por uma excursão de umas 40 pessoas que se queriam deixar fotografar ao teu lado.
Tu para mim continuas a ser a mesma. Eu é que já não faço parte da Ala dos Namorados.
Mas quando precisares duma ajuda para te amassar, conta comigo.
Um beijo à antiga.


De Labirinto de Emoções a 20 de Agosto de 2013 às 20:17
Carapau...
Vais para uma povoação onde Judas perdeu as botas e ainda por cima sem rabo suficiente para todos os pretendentes...que mau receber têm aqueles tasqueiros... esperas 1h e comes tudo o que foi arrebanhado nas gavetas da cozinha!!
Fiquei com pena de ti... apenas me posso voluntariar para te oferecer um bom rabo com tudo a que tens direito...olha que o meu livro de reclamações cu linário está em branco..:)))))
(espero que os trengas da ASAE não me leiam porque no meu "restaurante" só entram clientes devidamente credenciados...e como tal não têm hipóteses de vasculhar as panelas...))
Beijos doces para a sobremesa...:))))


De Maria Araújo a 20 de Agosto de 2013 às 20:38
Quem se mete com rabos, fica enrabado (olha, saiu-me esta).
Hoje, num tasco junto à praia, comi um arroz de marisco que foi de chorar por mais (neste caso ainda ficou porque 2 mulheres que comem pouco comerem 1 dose que dava para 4 pessoas...olha, dava para os senhores da ASAE. DE certeza que queciam as condições de higiene, pois a simpatia e a comida valeu por tudo o resto)
Beijinho


De Maria Araújo a 20 de Agosto de 2013 às 20:42
*esqueciam


xi -


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds