Quinta-feira, 6 de Junho de 2013

Morcegos

                                 

Que há coisas do arco da velha todos sabemos. A velha já tem este arco há séculos, o arco já está tão velho como a dona, mas não passa ele sem ela, sendo que o contrário está por demonstrar.

Estava eu a elaborar um filosófico pensamento sobre as pessoas em geral e algumas em particular, quando por artes do tal arco da velha, me desviei para os morcegos.

Não creio que haja qualquer ligação entre estas coisas – o arco, as pessoas e os morcegos – para além daquelas ligações que se estabeleceram nos meus neurónios e me conduziram até aqui.

Numa caverna, que não esta onde habitualmente estou e onde tenho por vizinhança alguns peixes a que já fiz repetidas referências, numa outra caverna portanto, existe uma 2ª caverna (é isso mesmo, uma dentro da outra) onde moram meia dúzia de morcegos. Os morcegos não têm asas mas “aboam”, se é que se pode chamar voo, aquele rápido ziguezaguear que mais parece telecomandado do que comandado pelos próprios. E aquilo que afinal não são asas, mas umas membranas amosdoque asas, tem um nome, que eu se fosse morcego nunca usaria: são patágios.

Se eu fosse ali ao lado pedir ajuda ao dr. Google, ou outros doutores da mesma praça, podia despejar aqui informação que nunca mais acabava, mas para quem estiver interessado basta ir “lá”.

A mim interessa-me outra coisa, a saber: o pau ensebado.

Quando vivia na tal outra caverna, já lá vão não sei quantas gerações de morcegos, eu (e outros como eu) tentava apanhar/atordoar/matar morcegos em pleno voo e para tal usava a arte do pau ensebado. Assim: arranjava-se um pau com uns 3 metros de comprimento, untava-se a extremidade superior com sebo, e à noite, à hora dos morcegos saírem prá “nigtt”, erguia-se o pau (e um pau ao alto é coisa digna de se ver e aproveitar mesmo sem estar ensebado e estou a lembrar-me dos mastros, p. ex.) agitava-se o mesmo pau de um lado para o outro enquanto se gritava: “morcego, morcego vem ao pau que tem sebo”. E era tiro e queda. Tiro e queda aqui, no que respeita a morcegos, quer dizer que nunca se conseguia dar uma paulada em nenhum, mesmo que se “passeassem” em volta do pau. Mais tarde, quando deixei de ensebar o pau, é que soube que eles têm um sentido “a mais” chamado ecolocalização (biossonar para quem entende de morcegos).

Aprendi no entanto que com paus, mesmo ensebados, não se caçam morcegos, ainda que se possam caçar outros animais (desde que gostem de sebo). Assim como também se não apanham moscas com vinagre, ainda que se possam apanhar mosquitos.

Mosquitos por cordas seria outro caminho a seguir se nesta altura não fosse tempo de fechar o post.
Ora sebo para isto.

 

Nota complementar: de vez em quando ainda meto a cabeça na caverna dos morcegos, de dia enquanto descansam, para saber como vai a família e se está tudo a correr bem. Dizem (em silêncio também se fala) que está tudo em ordem só que já não se divertem tanto como os avós, porque já não há quem brinque com eles ao “pau ensebado”.

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.         

publicado por Carapaucarapau às 13:50
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Maria Araújo a 11 de Junho de 2013 às 15:47
Pau ao alto , pau para o lado, ai,ai,ai!
Só tu e os meus acentos que são agudos, graves e esdrúxulos, mas, como estava com as pernas doridas e os olhos mais para lá do que para cá, estão agora no devido lugar.
Ah! E morcegos há muitos e ensebados(ughhh).
Beijinho


De Carapau a 11 de Junho de 2013 às 18:37
Pernas doridas é falta de treino.
Andar pelos caminhos da Maria da Fonte não é para qualquer um. Nem uma.
Acho que és mais caminheira de "deitada na praia" a apanhar sol. :))
Quanto aos moregos ensebados...não sei de nada. Só sei de paus... :))
Bjo.


De Labirinto de Emoções a 11 de Junho de 2013 às 17:07
Oh morcego vem ao pau
Que te dou com o ensebado
Quando eras puto...eras mau
Deixavas o bicho marado

Porque morcega não sou
A mim com o pau, não apanhas
Toma um beijo que te dou
Já conheço as tuas manhas...:-)

Isto fazer quadras é do arco da velha, mas lá sairam coxas...sem terem levado com o pau...:-)))
Leva o tal beijo (the special one)..:-))))))


De Carapau a 11 de Junho de 2013 às 19:24
Tentar fazer quadras assim
Ao morcego e pau ensebado,
É mais trabalho para mim
Que nisso estou bem treinado.

"Não há rapazes maus"
Como disse um dia alguém.
Eu só brincava com os paus
Não fazia mal a ninguém.

Só para terminar a resposta
Às tuas quadras "esforçadas"
Deixo aqui, para quem gosta,
Estas três bem ensebadas. :))

Bjo.


De Calendas a 12 de Junho de 2013 às 23:24
Vem uma pessoa aqui e só ouve falar de paus ensebados, de morcegos patagiados e de versos (falhados é o que rima, mas não é o caso).

Beijoca e passa no meu sofá.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds