Quinta-feira, 21 de Março de 2013

Vida em comum

 Ela ali estava à minha frente com aquele ar branco e puro com que sempre a conheci. Olhávamo-nos como se fosse a primeira vez, embora eu sem a interrogação ansiosa com que durante muitos anos a encarei. Às vezes mais calmo, outras mais nervoso, mas sempre com uma ponta de interesse, a interrogar-me “como vai ser desta vez”?

Hoje já a fito com muito mais serenidade, desconfio que ela também já saiba que acabarei por lhe dizer alguma coisa, ainda que, qual melão por abrir, nunca saibamos à partida como a conversa se irá desenrolar.

Quando a encarei pela primeira vez na minha vida, pareceu-me ver nela um sorriso trocista, embora muito disfarçado, como quem está a pensar “vamos a ver como este me vai tratar e o que me vai dizer”.

Eu, com todo o cuidado para a não magoar, a primeira vez é quase sempre complicada, embora reconheça hoje, fruto da ignorância juvenil e duma certa inconsciência me tenha atirado a ela como gato a bofe, ainda que a imagem não seja nada apropriada ao momento.

Se bem me lembro, correu tudo bem, sem traumas para ambas as partes.

Curiosamente a vida em comum nem sempre melhorou com a idade e com os conhecimentos que, por muito poucos que sejam, se vão adquirindo num relacionamento que se vai prolongando pela vida fora. Estabelece-se um modus vivendi de rotina, quantas vezes fiz dela gato-sapato (e é a segunda vez que o gato aparece nesta confissão, vá-se lá saber a razão), outras vezes tratei-a nas palminhas, quando tudo corria bem entre nós.

Suponho, reparo agora que nunca falamos nisto, que pela maneira como lhe pego e a afago, ela já sabe o meu estado de espírito e sente primeiro que eu que tudo vai ser fácil e correr bem.

Interrogo-me muitas vezes, quando me dá gozo estar com ela e tudo corre bem, se ela também se diverte ou não. Ainda que quando lhe aparece uma ligeira ruga em certa zona, eu fique com a sensação que gostou e que me está a desfrutar. Nunca falamos nisto, quando tal ocorre.

Hoje foi um desses dias em que não falamos um para o outro. Ela impávida e serena, eu meio expectante (a pressa não ajuda nada nestes casos) sem saber como me ia sair.

Pergunto-me quantas vezes não estivemos assim, frente a frente, sem saber o que dizer, sem um gesto, eu a pensar em tantas coisas e nem sempre as apropriadas e ela, muda, parada, à espera.

Muitas vezes, tenho quase a certeza, ela nem se apercebeu que eu já tinha realizado os meus intentos e ela ainda se julgava “in albis”.

Como talvez desta vez, em que publicamente a exponho, em que já fiz tudo o que me propus e ela ali, a olhar para mim, à espera que eu me decida.

Só que hoje utilizei o Word para escrever diretamente este post, enquanto ela, a folha de papel branco, continua à espera que me atire a ela.
Ocasiões não lhe hão de faltar.

 

 Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.        

publicado por Carapaucarapau às 14:49
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Maria Araújo a 25 de Março de 2013 às 22:18
Fantástico.
Quase fiquei sem saber o que escrever...

Beijinho


De Carapau a 27 de Março de 2013 às 19:13
Não acredito!
Arranjaste foi uma simpática maneira de te baldares ao comentário.
Como estás de férias e certamente muito ocupada, estás desculpada e ainda "levas" um pacote de amêndoas. Pacote virtual já se vê, por via do muito açucar das amêndoas. :)
Bjo e boa Páscoa!


De Maria Araújo a 28 de Março de 2013 às 18:34
Não arranjei uma simpática maneira de comentar, não.
Acontece que, quando li este fantástico post, estava à espera de um final diferente.
Este post levou-me para o que poderia ser um desabafo teu, que achei quase impossível (até o coração me doeu à medida que o lia, o que na verdade não aconteceu.
O desabafo era com a folha.
Mais não digo, porque de facto, não consegui comentar mais nada.
Uma Santa Páscoa.
Beijinho


De teresa monteiro a 27 de Março de 2013 às 12:07
Meu querido Carapau (aproveita porque estou muito animada, tive que comprar um computador, o outro finou-se mesmo) há séculos que eu não escrevo em folhas de papel branco, o computador veio em meu auxílio, facilita o discurso, podemos cortar, recortar,...e eu a debitar coisas que tu também e bem, sabes:):):)
Adorei o texto, percebi que não te estavas a referir "à tal coisa e tal ", impossível! És um carapau muito discreto nessas "manipulações" e nessas descrições, só descobri mesmo quando desvendaste a tua misteriosa relação. Achei divertidíssimo e sem dúvida que tens jeito para o suspense ...
Agora, por ter gostado muito, envio-te uma catrefada de beijos operculares.


De Carapau a 27 de Março de 2013 às 19:29
Aproveito o quê?
A tua boa disposição, o PC avariado ou outra coisa qualquer que me "passou"?
Também eu faço tudo no computador (e repara que eu escrevi "no computador" e não "com o computador", porque há coisas que eu sei e ele não sabe. :))
A "folha de papel" também pode ser a página em branco do PC, quando me ponho em frente a ela e não sai nada. Tu que foste uma insigne Professora, deves ter assistido milhares de vezes aos teus alunos frente a uma folha de papel sem saber que voltas dar à vida. E então nas matemáticas...
Mas fico admirado com certas coisas que dizes, como p. ex. que sou discreto "nas manipulações". Que sabes tu disso? :))
Agradeço a "catrefada" de beijos, que me vão fazer muito jeito agora pela Páscoa para distribuir pelas minhas afilhadas. E ainda sobram uns tantos para tos devolver, depois de convenientemente "manipulados", com votos de boa Páscoa (pintaste muitos ovos?) e continuação de boa disposição.
Uma recomendação final: trata melhor esse PC novo do que trataste do outro.


De Labirinto de Emoções a 27 de Março de 2013 às 13:43
Ternurento este texto...:-) a vida em comum devia ser isto mesmo, conseguirmos ter a percepção do que o outro quer sem ter de dizer nada...
Mas pronto, como isso é só se passa no reino do Morpheu, restam-nos as ditas que quedas, lividas e mudas nos acolhem ... tenhamos nós a disposição que tivermos...:P as minhas então, levam com cada insónia e ataque de mau humor que nem te digo, nem te conto.
E agora resta-me enviar-te kms de beijinhos e uma boa Pascoa...:-))))


De Carapau a 27 de Março de 2013 às 19:57
No reino do Morpheu (assim à antiga que ele também ia à pharmácia), passam-se coisas que nem ele nunca imaginou...
Se ele também tinha problemas quando em frente a uma folha de papiro em branco, é que eu não sei, isto apesar de eu "me deitar nos seus braços" todas as noites (fica aqui esta confissão para que conste :))).
Muitos beijos vou eu para distribuir com as amêndoas. No comentáario anterior deram-me uma "catrefada" deles (1 catrefada = 2,75*10^3) e agora aqui deram-me kms deles (kms de beijos= N*10^5 *2, sendo N o nº de quilómetros).
Para quem não perceber nada de matemática eu posso dar explicações. :))
1 km "deles" e boa Páscoa!


De Labirinto de Emoções a 28 de Março de 2013 às 12:17
Querido Carapau a Maria Teresa ficou cheia de ciumes dos beijos que me deste em duplicado, da-lhe mais uns a ela, que os meus eu não vou re.distribuir, são meus e muito meus, ahahahahah (que nisto de beijos eu sou egoista que me farto e o que é doce nunca amargou.:)
Quanto as explicações de matemática...diz lá qual é o preço/hora e não te estiques que estamos em época de crise..:-P
E lá vai mais 1 km de beijos em amendoas e ovos da Pascoa..:-)))))))


De maria teresa a 28 de Março de 2013 às 14:20
Querida Labirinto o "nosso" Carapau é uma nódoa a Matemática, gosta de se armar em Carapau O Grande, não acredite nas operações e equivalências que ele faz! Tretas!:):)
Divirto-me imenso neste "cantinho"! Adoro meter-me com ele!
Uma Páscoa em serenidade para si!


De Carapau a 28 de Março de 2013 às 14:58
Ao contrário do teu PC novo, o meu está velhinho e cansado e já não faz tudo o que fazia e como fazia. Pior ainda, faz pouco e mal. Os técnicos chamam a isto a PDI dos PC's (o que é uma verdade, basta ver quantos PC's ainda existem pelo mundo... :)))
Voltando ao assunto sério. Foi essa PDI que fez publicar em duplicado uma resposta que tanto te "preocupou". Eu já me vejo aflito para responder uma vez, quanto mais duas...
Quando chamaste a atenção (toda enciumada :)) para o facto eu fui à caixinha dos milagres e anulei um deles.
Tudo bem até aqui. O pior foi que o PC ( o meu, velhinho, rezingão e já meio jarreta) retirou também o teu 2º comentário.
E disso peço desculpa, porque eu sou responsável por tudo o que ele faz (mal).
Postos assim os pontos sobre os ii, resta-me dizer que as minhas equivalências estão mesmo certas, sou especialista no assunto. :))
Fico contente por dizeres que te divertes aqui, ainda que pelas ausências... ahahah!
Uma boa Páscoa e diverte-te que é coisa que sabes fazer (pelo menos estou convencido disso).
Beijos. (escolhe entre uma "catrefa" e 1 km)


De Labirinto de Emoções a 28 de Março de 2013 às 19:39
Obrigada Maria Teresa, pelos vistos nós divertimo-nos todas com as "crónicas" loucas do nosso amigo Carapau, acho bom que ele continue a divertir-nos, ou um dia bem fica grelhado, ahahahahah
Beijinho para si e ótima Pascoa..:-)))


De teresa monteiro a 28 de Março de 2013 às 21:49
Muito obrigada! O maroto tirou o meu comentário enciumado:):):) mas, vá lá, apresentou uma justificação autenticada rsrsrsrsrsr


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Aleluia!

. Dignidade

. Balanço

. Outros Natais...

. A dúvida

. Promessas...

. Pulítica

. O não post...

. Quem sai aos seus ...

. Férias/Feiras

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Contador de visitas

Criar pagina
Criar pagina
blogs SAPO

.subscrever feeds